Tiradentes (filme)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Tiradentes
Cartaz do filme, destacando o ator Humberto Martins.
 Brasil
1999 •  cor •  128 min 
Direção Oswaldo Caldeira
Produção Oswaldo Caldeira
Paula Martinez Mello
Roteiro Oswaldo Caldeira
Elenco Humberto Martins
Rodolfo Bottino
Paulo Autran
Adriana Esteves
Giulia Gam
Gênero Biografia
drama
Música Wagner Tiso
Direção de fotografia Antônio Luiz Mendez
Companhia(s) produtora(s) Oswaldo Caldeira Produções Cinematográficas
Trade Comunicação
RioFilme
Distribuição RioFilme
Lançamento 16 de abril de 1999[1]
Idioma Português
Receita R$ 34.253[2]
Página no IMDb (em inglês)

Tiradentes é um filme brasileiro de 1999, do gênero drama biográfico-histórico, dirigido por Oswaldo Caldeira.

O filme foi produzido por Oswaldo Caldeira Produções Cinematográficas e Paula Martinez Mello; o roteiro é de Oswaldo Caldeira; a música de Wagner Tiso; a direção da fotografia de Antônio Luiz Mendes; a direção de arte, cenografia e figurino de Anísio Medeiros, e a edição de Amauri Alves.

Sinopse[editar | editar código-fonte]

O filme mostra uma visão bem diferente da convencional, acerca dos fatos políticos que envolveram a Inconfidência Mineira e a condenação dos conjurados. Joaquim José da Silva Xavier, conhecido como Tiradentes, teria sido condenado à morte por ser o único dos revoltosos que não tinha grandes posses. Por outro lado, grande parte da elite de Ouro Preto estava envolvida no levante, inclusive o próprio visconde de Barbacena, mas a maioria não foi processada e nem sequer presa. Uma visão intrigante, porém com respaldo em muitas pesquisas recentes.

Elenco[editar | editar código-fonte]

Applications-multimedia.svg A Wikipédia possui o


Produção[editar | editar código-fonte]

As filmagens de Tiradentes ocorreram na capital carioca, em Paraty, no Rio de Janeiro e em Ouro Preto, em Minas Gerais.[3]

Prêmios[editar | editar código-fonte]

Tiradentes foi um dos vencedores do prêmio Resgate do Cinema Brasileiro, promovido pelo Ministério da Cultura.

Livros[editar | editar código-fonte]

Foram também escritos e editados por Oswaldo Caldeira os livros:

  1. Tiradentes – livro ilustrado - em colaboração com a Fundação Universitária José Bonifácio
  2. Tiradentes – roteiro cinematográfico, comentários e fontes de pesquisa - editado em parceria com a Riofilme, distribuído para escolas, entidades culturais, universidades e usado como apoio didático em mais de 300 escolas de Minas Gerais.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Tiradentes: Filme de Oswaldo Caldeira apresenta um herói quixotesco e sensual na liderança da Inconfidência». Folha de S.Paulo. 16 de abril de 1999. Consultado em 19 de fevereiro de 2016 
  2. «Filmes Brasileiros Lançados - 1995 a 2012» (PDF). Ancine. p. 31. Consultado em 11 de julho de 2013 
  3. «Tiradentes». Cinemateca Brasileira. Consultado em 11 de julho de 2013 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]