Titanoboa cerrejonensis

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Como ler uma caixa taxonómicaTitanoboa cerrejonensis
Restauração da cobra em vida.

Restauração da cobra em vida.
Classificação científica
Reino: Animalia
Filo: Chordata
Subfilo: Vertebrata
Classe: Reptilia
Ordem: Squamata
Subordem: Serpentes
Família: Boidae
Subfamília: Boinae
Género: Titanoboa
Espécie: T. cerrejonensis
Nome binomial
Titanoboa cerrejonensis
(Head, 2009)

A Titanoboa cerrejonensis foi uma espécie de serpente que viveu há cerca de 60 milhões de anos, no período Paleoceno,[1] nas florestas tropicais da América do Sul.[2] Trata-se da única espécie incluída no género Titanoboa. Através da comparação do tamanho e da forma das suas vértebras fossilizadas com aquelas das cobras atuais, os investigadores estimam que medisse cerca de 13 metros de comprimento, 2 metros de diâmetro e pesasse cerca de 1300kg, o que faz desta a maior espécie de serpente alguma vez descoberta.[1] [3] Foram encontrados fósseis de 28 indivíduos desta espécie nas minas de carvão de Cerrejón, Colômbia no início de 2009.[1] Antes desta descoberta eram poucos os fósseis de vertebrados deste período descobertos nos antigos ambientes tropicais da América do Sul.[4]

Esta serpente foi descoberta durante uma expedição científica internacional liderada por Jonathan Bloch, um paleontólogo especialista em vertebrados da Universidade da Flórida e por Carlos Jaramillo, um paleobotânico do Smithsonian Tropical Research Institute do Panamá.[5]

Referências

  1. a b c Kwok, Roberta (4 de fevereiro de 2002). «Scientists find world's biggest snake». Nature. Consultado em 4 de fevereiro de 2002. 
  2. Clima tórrido, serpente gigante
  3. Head, Jason J.; Jonathan I. Bloch, Alexander K. Hastings, Jason R. Bourke, Edwin A. Cadena, Fabiany A. Herrera, P. David Polly, and Carlos A. Jaramillo. . "Giant boid snake from the paleocene neotropics reveals hotter past equatorial temperatures.". Nature 457: 715-718.
  4. Maugh II, Thomas H. (4 de fevereiro de 2009). «Fossil of 43-foot super snake Titanoboa found in Colombia». Los Angeles Times. Consultado em 4 de fevereiro de 2002. 
  5. «At 2,500 Pounds And 43 Feet, Prehistoric Snake Is Largest On Record». Science Daily. 4 de fevereiro de 2002. Consultado em 4 de fevereiro de 2002. 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Ícone de esboço Este artigo sobre Répteis, integrado no Projeto Anfíbios e Répteis é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.