Toddynho

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Toddynho
Embalagem do Toddynho light
Tipo leite flavorizado, achocolatado
Fabricante PepsiCo
Origem  Brasil
Introduzida 1982
Sabor doce, chocolate, morango
Variante(s) chocolate tradicional
napolitano
brigadeiro
light
Website http://www.toddynho.com.br/

Toddynho é uma linha tradicional de produtos achocolatados fabricados pela PepsiCo. Seu lançamento foi realizado em 1982 com a propriedade e marca da Quaker Oats, tendo como público-alvo o infantil. A bebida láctea achocolatada é o seu produto mais conhecido e é distribuída em embalagens de 200 ml.

Informação nutricional de Toddynho
Porção de: 200ml (1 unidade)
Quantidade
por porção
VD%
Valor energético 185kcal = 776kJ 13
Proteínas 3,9g 21
Carboidratos 32g 15
Sódio 130mg 43
Cálcio 260mg 43
Ferro 1,8mg 30
Zinco 1,6mg 30

Controvérsias[editar | editar código-fonte]

Lotes contaminados[editar | editar código-fonte]

Em agosto de 2014, a PepsiCo, fabricante do achocolatado Toddynho, confirmou que 8.810 unidades do produto, fabricadas em Guarulhos, na Grande São Paulo, no dia 2 de junho e com validade até 29 de novembro, estavam contaminadas com a bactéria Bacillus cereus que provoca intoxicação alimentar e pode causar enjoos, vômitos e diarreia. A informação foi repassada ao serviço de Vigilância Sanitária da Secretaria da Saúde de Porto Alegre, onde o lote foi distribuído. Segundo a PepsiCo, duas mil unidades do produto contaminado foram localizadas e recolhidas na rede de estabelecimentos comerciais da Grande Porto Alegre. Segundo a empresa, o lote que começou a ser recolhido representa menos de 0,5% do que é comercializado mensalmente no Rio Grande do Sul.[1]

Em 2011, a Pepsi já havia feito recall de 80 unidades do mesmo produto devido à presença de detergente na composição da bebida, também fabricada em Guarulhos e distribuída no Rio Grande do Sul. Na época, 32 ocorrências de intoxicação foram notificadas junto à Vigilância Sanitária Estadual antes do recolhimento do produto. Em análise de laboratório, foi identificado que o pH dos produtos estavam em torno de 13, de uma escala entre 0 e 14, ou seja, indicando grande alcalinidade.[1][2][3]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b Flávio Ilha (12 de agosto de 2014). «Pepsico confirma que lote de Toddynho está contaminado com bactéria». O Globo. Consultado em 14 de novembro de 2016. 
  2. «Achocolatado é recolhido depois de causar mal-estar em consumidores». Zero Hora. 29 de setembro de 2011. Consultado em 14 de novembro de 2016. 
  3. «Estado confirma 12 casos notificados de pessoas que passaram mal após consumir achocolatado». Zero Hora. 30 de setembro de 2011. Consultado em 14 de novembro de 2016. 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]