Tomás da Anunciação

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Retrato de Tomás José da Anunciação (1860´s), gravura de Joaquim Pedro de Sousa, no Museu do Chiado

Tomás José da Anunciação (Santa Maria de Belém, Lisboa, 26 de outubro de 1818Encarnação (Lisboa), 3 de abril de 1879), pintor português da época do romantismo que, após tentar vários géneros, acabou por se dedicar à pintura de animais, no que se distinguiu.

Biografia[editar | editar código-fonte]

De origens humildes, era filho de Manuel Joaquim da Anunciação e de Maria Vitória da Piedade.

Tomás D'Anunciação estudou em Lisboa, na Academia das Belas-Artes (Convento de São Francisco), onde se matriculou em curso de Desenho em 1837, local onde chegou também a dar aulas. Recebeu o primeiro prémio em todos os quatro anos de curso que finalizou em 1841, ano em que se matriculou no curso de Pintura Histórica, finalizando em 1844. Deu aulas de paisagem a José Malhoa.

Foi contemporâneo de José Rodrigues, Francisco Augusto Metrass, Miguel Ângelo Lupi e do Visconde de Meneses, entre outros.

Encontra-se colaboração artística da sua autoria no semanário Arquivo Pitoresco[1] (1857-1868) e na Revista Contemporânea de Portugal e Brasil [2] (1859-1865).

Cinco artistas em Sintra, por João Cristino da Silva. Tomás D'Anunciação é a figura central, sentado com a perna esquerda avançada usando uma capa clara e chapéu[3]

Em 1884, em homenagem ao pintor, foi instituído pela Academia das Belas Artes o Prémio Anunciação[4].

Foi também diretor interino da Academia das Belas-Artes e diretor da Galeria Real da Ajuda.

Faleceu de uma apoplexia aos 60 anos de idade na sua residência da Rua dos Mouros, número 64, em Lisboa, solteiro e sem filhos. O funeral realizou-se dia 5, no Cemitério do Alto de São João, sendo sepultado no jazigo número 1416, o acontecimento foi primeira página de maior parte dos jornais portugueses da época.

Obras[editar | editar código-fonte]

Galeria de Obras[editar | editar código-fonte]

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. Rosa Esteves. «Ficha histórica: Archivo pittoresco : semanário illustrado» (pdf). Hemeroteca Municipal de Lisboa. Consultado em 03 de Junho de 2014.  Texto " Universidade de Aveiro " ignorado (Ajuda)
  2. Pedro Mesquita (06 de dezembro de 2013). «Ficha histórica:Revista Contemporânea de Portugal e Brasil (1859-1865)» (pdf). Hemeroteca Municipal de Lisboa. Consultado em 13 de Abril de 2014. 
  3. Nota sobre a obra na Matriznet, [1]
  4. «Documentos relativos à concessão de prémio / Representação digital». Arquivo Nacional / Torre do Tombo. 1879 / 1964. Consultado em 18 de Julho de 2012. 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Tomás da Anunciação
  • Pitoresco.com.br, página sobre Tomás José da Anunciação.
  • Artnet, página sobre Tomás José da Anunciação.
  • UC.pt, catálogo com duas pinturas de Tomás da Anunciação.


Ícone de esboço Este artigo sobre pintura é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.