Tom Clancy's Splinter Cell: Operação Barracuda

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Tom Clancy's Splinter Cell: Operação Barracuda é um romance da série Splinter Cell, criado em 2005 e é sequência do romance Tom Clancy's Splinter Cell, criado em 2004. Ambos os romances foram escritos por Raymond Benson, sob o pseudônimo David Michaels. Esse é o último romance do Splinter Cell a ser escrito por Benson. O livro foi lançado em 1 de Novembro de 2005 e foi um sucesso, atingindo o número 9 dos livros mais vendidos do jornal The New York Times.

Operação Barracuda, como seu precursor, é contado em primeira pessoa, na visão de Sam Fisher, o agente de operações secretas da NSA.

Enredo

Tomando história quase um ano depois do primeiro romance, a trama começa com a Third Echelon tentando buscar e trazer à justiça os membros do The Shop, um grupo internacional de vendas de armas que teve grande participação no primeiro romance. Enquanto Sam Fisher trabalha para coletar informações sobre o The Shop na Ucrânia e Rússia, a Third Echelon continua sua investigação sobre como o grupo The Shop conseguiu anteriormente adquirir informações sobre as identidades de alguns Splinter Cells e assassiná-los, um novo elemento da trama do primeiro livro.

No entanto, quando um cientista Alemão chamado Jeinsen, que desertou da Alemanha Oriental para os Estados Unidos há muito tempo, desaparece, e então reaparece morto em Hong Kong, as cabeças começam a rolar. Jensen tinha desenvolvido um novo veículo submarino para a Marinha dos Estados Unidos, que poderia teoricamente carregar uma arma nuclear. Sam Fisher é enviado para saber por que o cientista estava em Hong Kong e quem o matou; suspeita-se que um grupo local de Tríades chamados "the Lucky Dragons"(Os Dragões Sortudos),o The Shop, e um traidor dentro do próprio governo deles, fazem parte de uma conspiração muito maior envolvendo um general Chinês trapaceiro chamado Lan Tun, com ambições de invadir e conquistar Taiwan.

Como Sam Fisher nem imagina de que ele é a única esperança no mundo de impedir uma crise internacional, ele terá que ter um equilíbrio entre seu trabalho e um novo relacionamento romântico que ele espera que irá finalmente trazer a felicidade de volta à sua vida.

Recentemente, o General Tun ameaça usar o submarino para detonar uma MRUUV (uma bomba nuclear com poder altamente devastador) ao largo da costa da Califórnia, destruindo a cidade de Los Angeles com um catastrófico tsunami, a menos que a América abandone Taiwan quando ele for invadido pela China. Fisher consegue derrotar a conspiração, e todos os cosnpiradores envolvidos incluindo o traidor, o general, e o The Shop são violentamente mortos. O ataque em Taiwan é um fracasso, como os militares de Taiwan, com o apoio da Marinha dos Estados Unidos, consegue afastar as forças invasoras em questão de horas.