Tomas Lindahl

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Tomas Lindahl Medalha Nobel
Pesquisas sobre o câncer
Nacionalidade Suécia Sueco

Reino Unido Britânico (naturalizado)

Nascimento 28 de janeiro de 1938 (78 anos)
Local Estocolmo
Atividade
Campo(s) Pesquisas sobre o câncer
Instituições London Research Institute
Alma mater Instituto Karolinska, Universidade de Princeton, Universidade Rockefeller
Conhecido(a) por Pesquisas sobre o câncer
Influenciado(s) Walter Bodmer
Prêmio(s) Medalha Real (2007), Medalha Copley (2010), Medalha do prêmio Nobel Nobel de Química (2015)

Tomas Robert Lindahl FRS (28 de janeiro de 1938) é um médico sueco.

Especialista em pesquisa do câncer. Recebeu a Medalha Real, em 2007, e a Medalha Copley, em 2010.

Foi laureado com o Nobel de Química de 2015, juntamente com Paul Modrich e Aziz Sancar, por estudos mecanicísticos para reparo de DNA.[1]

Referências


Precedido por
David Baulcombe, Richard Timothy Hunt e John Pendry
Medalha Real
2007
com Cyril Hilsum e James Feast
Sucedido por
Robert Hedges, Philip Cohen e Alan Fersht
Precedido por
Martin Evans
Medalha Copley
2010
com David Cox
Sucedido por
Dan McKenzie
Precedido por
Eric Betzig, Stefan Hell e William Moerner
Nobel de Química
2015
com Paul Modrich e Aziz Sancar
Sucedido por


Ícone de esboço Este artigo sobre um médico é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.