Tommy Flanagan (músico)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Tommy Flanagan
Informação geral
Nascimento 16 de março de 1930
Origem Detroit, Michigan
País  Estados Unidos
Morte 16 de novembro de 2001 (71 anos)
Gênero(s) Jazz
Instrumento(s) Piano
Outras ocupações Pianista

Thomas Lee Tommy Flanagan (Detroit, 16 de Março de 1930 - Nova Iorque, 16 de Novembro de 2001) foi um pianista e compositor de jazz norte-americano.

Cresceu em Detroit, inicialmente influenciado por pianistas como Art Tatum, Teddy Wilson e Nat King Cole, e depois pelos novos músicos do Bebop. Pouco depois de se mudar para Nova Iorque, em 1956, já tinha gravado com Miles Davis e com Sonny Rollins no seu histórico Saxophone Colossus. Continuou a actuar em bandas de outros músicos de Jazz, incluindo os também marcantes John Coltrane, em Giant Steps (1960), e Wes Montgomery, em The Incredible Jazz Guitar of Wes Montgomery (1960), até se tornar o pianista a tempo inteiro de Ella Fitzgerald, de 1962 a 1965. Regressaria novamente em 1968, para ficar por uma década.

Depois de abandonar novamente Ella Fitzgerald, Flanagan foi aclamado pela elegância do seu estilo, que sobressaía principalmente quando actuava à frente do seu próprio trio. Durante uma carreira de 45 anos, gravou mais de 30 anos com o seu próprio nome, e mais de 200 álbuns como acompanhante. Por altura do seu falecimento, com 71 anos, era admirado como um dos maiores e mais influentes pianistas de Jazz.[1]

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre Jazz é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.