Tonacatecuhtli

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Tonacatecuhtli descrito no Códice Borgia.[1]

Tonacatecuhtli é o deus asteca da criação e da fertilidade. Habitava os céus superiores. Durante a criação do mundo dividiu-o a terra e o oceano. Ainda que Ometecuhtli e Ometeotl foram os criadores da vida, ele lhes criou a eles e ao planeta inteiro.

Tonacatecuhtli e Xiuhtecuhtli chamaram a Nanahuatzin, o nobre deus deforme e doente, para que se sacrificasse e convertesse em sol, se arrojando a uma grande fogueira. Quando chegou ao céu, Tonacatecuhtli e Tonacacihuatl o colocaram em um trono de plumas de garça-real.[2]

Seu nome significa "Senhor de nossa carne ou senhor das manutenções" ou "o ser no centro".[2]

Tonacatecuhtli transformou a Chantico em um cão por saltar-se um ayuno comendo peixe e chiles (pimentas) asados.

É confundido às vezes com Ometecuhtli.

Sua esposa era Tonacacihuatl  que significa "Senhora de nossa carne ou senhora das manutenções". Com frequência confunde-se-lhe com as deusas Ilmatecuhtli ou com Xochiquétzal.[2]

Referências

  1. Bodo Spranz. Fondo de Cultura Económica México, ed. [S.l.: s.n.] ISBN 968-16-1029-6  Em falta ou vazio |título= (ajuda)
  2. a b c [S.l.: s.n.] ISBN 970-607-802-9  Em falta ou vazio |título= (ajuda)