Toni Kroos

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Toni Kroos
Toni Kroos
Toni Kroos atuando pelo Real Madrid em 2018.
Informações pessoais
Nome completo Toni Kroos
Data de nasc. 4 de janeiro de 1990 (29 anos)
Local de nasc. Greifswald, Alemanha Oriental
Nacionalidade alemão
Altura 1,82 m
ambidestro
Informações profissionais
Clube atual Real Madrid
Número 8
Posição Meio-campista
Clubes de juventude
1997–2002
2002–2006
2006–2007
Greifswalde
Hansa Rostock
Bayern de Munique
Clubes profissionais2
Anos Clubes Jogos e gol(o)s
2007–2014
2009–2010
2014–
Bayern de Munique
Bayer Leverkusen (emp.)
Real Madrid
0205 000(25)
0048 000(10)
0250 000(16)
Seleção nacional3
2005–2007
2009
2008–2009
2010–
Alemanha Sub-17
Alemanha Sub-19
Alemanha Sub-21
Alemanha
0034 000(17)[1]
0005 0000(3)[2]
0010 0000(2)[3]
0096 000(17)


2 Partidas e gols totais pelo
clube, atualizados até 30 de novembro de 2019.
3 Partidas e gols da seleção nacional estão atualizados
até 19 de novembro de 2019.

Toni Kroos (Greifswald, 4 de janeiro de 1990) é um futebolista alemão que atua como meio-campista. Atualmente joga pelo Real Madrid.

Clubes[editar | editar código-fonte]

Início[editar | editar código-fonte]

Kroos começou sua carreira futebolística em 1997 num clube local de Greifswald, o Greifswalder SC. Cinco anos depois, em 2002 se transferiu para o time da base do Hansa Rostock. Em 2006, Kroos se mudou para Munique para jogar no Bayern de Munique II, time das categorias de base do Bayern de Munique.

Bayern de Munique[editar | editar código-fonte]

Na temporada de 2007–08, com 17 anos, Kroos foi promovido a equipe principal do Bayern. Ele fez um início surpreendente para sua carreira na Bundesliga, fazendo sua estreia no Bayern em 26 de setembro de 2007, em uma vitória sobre o Energie Cottbus por 5 a 0 e duas vezes deu assistência para Miroslav Klose fazer o gol. Na época de sua estreia, Kroos foi o jogador mais jovem a jogar uma partida profissional com a camisa do Bayern aos 17 anos, oito meses e dois dias de idade.[4]

Em 25 de outubro do mesmo ano, Kroos teve destaque numa vitória entre Bayern contra o Estrela Vermelha de Belgrado em sua estreia na Copa da UEFA, entrando no segundo tempo e proporcionando uma assistência para Miroslav Klose e, em seguida, marcando o gol da vitória, seu primeiro gol pelo clube, nos acréscimos.[5] Ele fez sua primeira partida como titular pelo clube em uma derrota de 3 a 1 contra o Stuttgart.

Kroos terminou sua primeira temporada pelo clube com 20 jogos pelo time principal do Bayern. Ele também marcou três gols em 12 jogos pelo Bayern de Munique II.

Apesar de ter sido titular no jogo de abertura da Bundesliga pelo Bayern contra o Hamburgo, Kroos apareceu com menor frequência no time bávaro durante a primeira metade da temporada 2008–09. No entanto, em 5 de novembro de 2008, ele fez sua estreia na Liga dos Campeões entrando aos 79 minutos contra a Fiorentina na fase de grupos.[6]

No dia 31 de janeiro de 2009, Bayern liberou Toni Kroos para se juntar Bayer Leverkusen em um empréstimo de 18 meses para ganhar mais experiência. [7] [8]

Empréstimo ao Bayer Leverkusen[editar | editar código-fonte]

No dia 28 de fevereiro de 2009, Kroos estreou pelo Bayer Leverkusen entrando como substituto em uma derrota por 1-0 contra o Hannover 96. Em 12 de abril, ele fez sua primeira partida na Bundesliga pelo Bayer, auxiliando gol da equipe no empate 1 a 1 com Werder Bremen. Em 18 de abril de 2009, ele marcou seu primeiro gol pelo time em uma derrota por 2 a 1 contra Wolfsburg. Em 30 de maio, Kroos entrou como substituto na final da Copa da Alemanha de 2009 contra o Werder Bremen, onde foram batidos por 1 a 0 com um gol de Mesut Özil. Durante a temporada de 2008–09, Kroos fez 13 jogos pelo Leverkusen em todas as competições, marcando 5 vezes e contribuindo com 4 assistências.

Bayern de Munique[editar | editar código-fonte]

Após o término de seu empréstimo ao Bayer Leverkusen, Kroos voltou ao Bayern de Munique.[9] Quando perguntado sobre suas chances da equipe do Bayern, vice-campeão na temporada anterior da Liga dos Campeões, Kroos declarou: "Quero jogar o mais rápido possível."

Em 16 de agosto de 2010, ele começou a partida contra o TSV Germania Windeck na primeira rodada da copa Copa da Alemanha, marcando o terceiro gol na vitória por 4 a 0. Em 29 de outubro de 2010, ele marcou 2 gols pelo clube, na vitória por 4 a 1 para os bávaros contra o Freiburg. Durante a temporada de 2010–11, Kroos foi titular frequentemente no time do Bayern na Bundesliga, copa DFB Pokal, e Liga dos Campeões. Ele terminou a temporada com 37 jogos.

Durante 2011–12, sob comando do técnico Jupp Heynckes, seu ex-treinador no Leverkusen, Kroos estabeleceu-se como titular absoluto no Bayern, formando um forte meio-campo com seu colega de seleção Bastian Schweinsteiger. Ele jogou 51 partidas em todas as competições durante a temporada, incluindo a final da Liga dos Campeões de 2012, onde o Bayern foi derrotado nos pênaltis contra o Chelsea, na Allianz Arena.

Kroos foi um membro importante da equipe vencedora do Bayern durante a temporada de 2012–13. Como jogador mais avançado no meio-campo do Bayern, que continha Bastian Schweinsteiger e Javi Martínez, Kroos marcou três gols em quatro das primeiras partidas da Bundesliga. Ele também marcou seu primeiro gol na Liga dos Campeões, no primeiro jogo da fase de grupos do Bayern, contra o Valencia. Depois de sofrer uma lesão nas quartas-de-final da Liga dos Campeões contra a Juventus, Kroos não pode disputar o restante da temporada, assim não participando do sucesso do Bayern na Champions League de 2013, da copa Copa da Alemanha, e nos últimos sete jogos da Bundesliga.

Kroos voltou da lesão e esteve disponível para o início da temporada 2013–14 e no dia 4 de outubro de 2013 marcou seu primeiro gol da temporada, garantindo um empate de 1 a 1 contra o Bayer Leverkusen (seu ex-clube) na Bundesliga. No dia 21 de dezembro de 2013, ele iniciou a partida da final do Mundial de Clubes 2013 onde o seu time venceu o Raja Casablanca por 2 a 0.[10]

No dia 19 de fevereiro de 2014, Kroos marcou seu quarto gol na temporada na vitória de 2 a 0 contra o Arsenal pela Liga dos Campeões. Já no dia 25 de março, ele marcou na vitória por 3 a 1 sobre o Hertha Berlim, partida em que coroou o Bayern como campeão da Bundesliga.

Real Madrid[editar | editar código-fonte]

No dia 17 de julho, poucos dias após a Copa do Mundo, Kroos foi contratado Real Madrid por seis temporadas.[11][12]

Logo após sua chegada estreou na decisão da Supercopa da Espanha contra o Atlético de Madrid, na qual sua equipe acabou perdendo o Dérbi por 1 a 0. Em sua primeira aparição pela La Liga, deu assistência e ajudou na vitória por 4 a 1 contra o Levante. Teve aparição decisiva em seu primeiro El Clásico, tendo dado duas assistências durante a partida que terminou com vitória dos merengues por 3 a 1. Em dezembro participou dos dois jogos do clube merengue na conquista do título do Mundial de Clubes da FIFA. Já na sua primeira temporada, se tornou uma das principais atrações da equipe e o líder de assistências do time durante o Campeonato Espanhol, no qual contabilizou 15 assistências. Ao todo, disputou 49 partidas na temporada e conseguiu marcar 6 gols.

Em 2015–16 participou da conquista da Liga dos Campeões numa final contra o Atlético de Madrid decidida nos pênaltis. Este foi a décima primeira vez que o Real conquistou a Liga dos Campeões. Nesse mesmo ano foi campeão do Mundial de Clubes da FIFA. Na temporada seguinte, fez história junto de sua equipe ao conquistar o segundo título consecutivo da Liga dos Campeões, ao bater a Juventus por 4 a 1 em Cardiff. No dia 16 de dezembro de 2017, tornou-se, junto a Cristiano Ronaldo, o maior vencedor da Copa do Mundo de Clubes da FIFA, com 4 títulos.

No dia 26 de maio de 2018, ajudou o Real a derrotar o Liverpool por 3 a 1 na final da Liga dos Campeões de 2017–18, conquistando o seu quarto título da competição europeia na carreira, sendo o terceiro seguido pelo clube merengue.

Já no dia 22 de outubro de 2019, pela Liga dos Campeões de 2019–20, contra o Galatasaray, recebeu assistência de Eden Hazard e marcou o único gol da partida em seu 100º jogo pela Champions.[13]

Seleção Alemã[editar | editar código-fonte]

Seleção de base[editar | editar código-fonte]

Na Copa do Mundo Sub-17 de 2007, Toni Kroos recebeu a Bola de Ouro como o melhor jogador do torneio e também ganhou a Chuteira de Bronze, depois de marcar cinco gols na competição. A estreia de Kroos na Seleção Alemã Sub-21 foi no dia 5 de setembro 2008, numa partida classificatória para a Eurocopa Sub-21 de 2009, contra a Irlanda do Norte. Kroos marcou o primeiro gol aos 11 minutos, e o seu segundo gol pelo time Sub-21 foi na vitória de 1 a 0 contra a Itália, chutando com precisão de longe e acertando no ângulo. Em 2009, todos ficaram surpresos com a lista de convocados do técnico Horst Hrubesch para a Eurocopa de 2009 que deixou Kroos de fora da Seleção Sub-21, e a Alemanha conseguiu ganhar o torneio sem ele.

Copa do Mundo de 2010[editar | editar código-fonte]

Em janeiro de 2010, Kroos foi chamado a equipe principal Alemanha, pela primeira vez, para uma sessão de treinamento em Sindelfingen e foi chamado para o jogo seguinte, um amistoso contra a Argentina no dia 3 de março de 2010, no qual ele, posteriormente, fez a sua estreia pela seleção nacional. Kroos foi um dos 23 convocados de Joachim Löw para a Copa do Mundo de 2010 na África do Sul. Ele fez sua estreia na Copa em um jogo da fase de grupos contra Gana, substituindo aos 80 minutos Bastian Schweinsteiger, com a Alemanha vencendo por 1 a 0. Ele voltou a entrar em campo saindo do banco de reservas nas quartas-de-final contra a Argentina, nas semi-finais contra a Espanha e, na disputa de pelo terceiro lugar contra o Uruguai.

Euro 2012[editar | editar código-fonte]

Kroos (esquerda) jogando pela Alemanha numa partida contra a Áustria na Eurocopa de 2012.

Kroos estabeleceu-se como titular regularmente na campanha de qualificação da Alemanha para a Eurocopa de 2012, jogando em oito de um total de dez partidas. A Alemanha venceu todos os dez jogos de classificação do grupo A. Depois que a classificação já estava assegurada, Kroos marcou seus dois primeiros gols internacionais. O técnico Joachim Löw elogiou Kroos após suas boas atuações: "Como Kroos distribui a bola, como ele recebe, é muito bom. Ele é tecnicamente excelente! Ele fez progressos nos últimos jogos, estou extremamente satisfeito com o jogador". No final do torneio, Kroos entrou substituindo jogadores em todos os três jogos da Alemanha. Para a partida semi-final contra a Itália, Löw escolheu o Kroos para marcar Andrea Pirlo. A decisão foi muito criticada após a Alemanha perder a partida por 2 a 1.[14]

Copa do Mundo 2014[editar | editar código-fonte]

Durante as eliminatórias para a Copa do Mundo de 2014, Kroos marcou seus dois primeiros gols internacionais competitivos na vitória por 6 a 1 sobre a Irlanda, em Dublin. No dia 6 de setembro de 2013, ele marcou o segundo gol da equipe na vitória por 3 a 0 sobre a Áustria. Kroos foi convocado para a seleção da Alemanha para disputar a Copa do Mundo FIFA de 2014.[15]

No jogo de abertura da equipe, a Alemanha derrotou a seleção de Portugal por 4 a 0. Kroos começou no meio-campo e ajudou Mats Hummels para o segundo gol da Alemanha. Na semi-final contra o Brasil, Kroos marcou dois gols em dois minutos (24 'e 26'), na vitória por 7-1 da Alemanha.[16]

Ele também deu sua quarta assistência do torneio, cruzando para o gol de Thomas Müller, e foi nomeado homem do jogo pela FIFA. Kroos foi apelidado Garçom pelos brasileiros por fazer precisamente a maioria dos passes para os seus companheiros. O analisador de estatística oficial da Copa do Mundo avaliou Kroos como o melhor jogador da Copa do Mundo de 2014, com uma classificação de 9.79 em 10.[17] É o único atleta a ter nascido na Alemanha Oriental a conquistar o torneio mundial.[18]

Copa do Mundo 2018[editar | editar código-fonte]

Como uma peça chave no tetracampeonato da Alemanha em 2014, Kross manteve-se sendo fundamental para a equipe ao longo de toda campanha perfeita na eliminatória (10 vitórias em 10 jogos).

Foi titular nos 3 jogos da fatídica campanha alemã no mundial de 2018, na qual os atuais campeões caíram na fase de grupos. Kroos marcou o gol que evitou a eliminação ainda na segunda rodada na partida contra a Suécia, ao converter uma cobrança de falta no minuto 95 e quase sem ângulo para finalizar. Este gol deu sobrevida aos alemães para a última rodada, mantendo vivas as esperanças de avançar as oitavas. Mas, a Alemanha caiu diante da Coreia do Sul num surpreendente 2 a 0. Kroos ainda acertou uma falta no travessão com a partida ainda empatada.

Vida pessoal[editar | editar código-fonte]

É irmão do também futebolista Felix Kroos. Toni tem dois filhos, Leon e Amelie, com sua esposa Jessica Farber .[19]

Títulos[editar | editar código-fonte]

Bayern de Munique
Real Madrid

Seleção Alemã[editar | editar código-fonte]

Prêmios individuais[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Toni Kroos U 17-Junioren - DFB». Consultado em 7 de novembro de 2009 
  2. «Toni Kroos U 19-Junioren - DFB». Consultado em 7 de novembro de 2009 
  3. «Toni Kroos U 21-Nationalteam Männer - DFB». Consultado em 7 de novembro de 2009 
  4. «Ten things about Toni Kroos | FC Bayern München - bundesliga.com». bundesliga.com - the official Bundesliga website (em inglês). Consultado em 7 de dezembro de 2017 
  5. «Kroos control» (em inglês). 22 de maio de 2012 
  6. «Player» (em inglês). UEFA 
  7. [1]
  8. skysports (1 de fevereiro de 2009). «Bayern let Kroos join Bayer» (em inglês) 
  9. «Presidente do Bayern diz que Toni Kroos não fica no Leverkusen». ESPN 
  10. «Com gol brasileiro, Bayern não dá chance ao Raja e leva tri mundial». Terra. 21 de dezembro de 2013 
  11. «Toni Kroos, novo reforço do Real Madrid». Real Madrid. 17 de julho de 2014 
  12. «Kroos, blanco oficial» (em espanhol). Marca. 17 de julho de 2014 
  13. «Fora de casa, Toni Kroos marca, Real vence e respira na Champions». LANCE!. 22 de outubro de 2019 
  14. «Com Balotelli, Itália bate a Alemanha». Estadão. 28 de junho de 2012 
  15. «Fifa divulga lista final dos convocados de cada seleção para Copa do Mundo». Globoesporte. 5 de junho de 2014 
  16. «Brasil é massacrado pela Alemanha e sofre a maior goleada de sua história». O Globo. 8 de julho de 2014 
  17. «Toni Kroos lidera ranking da Fifa de melhores jogadores da Copa». EBC. 11 de julho de 2014 
  18. Com apenas um jogador do antigo lado oriental, Alemanha pode ganhar a primeira Copa de sua história como país unificado
  19. «Jessica Farber, la discreta esposa de Toni Kroos, nueva estrella alemana del Madrid» (em espanhol). Divinty. 17 de julho de 2014 
  20. «The 100 best footballers in the world - interactive» (em inglês). The Guardian 
  21. «The 100 best footballers in the world 2016 – interactive» (em inglês). The Guardian 
  22. «Toni Kroos» (em espanhol). Marca 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Toni Kroos