Tonico Pereira

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book-4.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo, comprometendo a sua verificabilidade(desde abril de 2017). Por favor, adicione mais referências inserindo-as no texto. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Tonico Pereira
Tonico Pereira no 25º Prêmio da Música Brasileira em 2014.
Nome completo Antônio Carlos de Sousa Pereira
Nascimento 22 de junho de 1948 (69 anos)
Campos dos Goytacazes, RJ
Nacionalidade Brasileiro
Ocupação Ator
Cônjuge Marina Salomão (desde 2004)
IMDb: (inglês)

Antônio Carlos de Sousa Pereira, mais conhecido como Tonico Pereira (Campos dos Goytacazes, 22 de junho de 1948) é um ator brasileiro. Suas primeiras experiências como ator são no Grupo Laboratório de Teatro, da Universidade Federal Fluminense (UFF), em 1968. Tonico é consagrado tanto na televisão, onde é conhecido por seus papéis cômicos, como no cinema, onde já atuou em mais de 40 filmes.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Sua imagem popularizou-se com o personagem Zé Carneiro, no seriado de televisão infantil Sítio do Pica-Pau Amarelo, entre 1977 e 1985.

Tonico também interpretou papéis cômicos no teatro, como o Harpagão de Molière e o Bobo Feste de Shakespeare. Nos palcos, Tonico Pereira transitava da comicidade popular à tragicidade patética.

Recebeu o Troféu Candango de Melhor Ator por seu papel em O Cego que Gritava Luz.

De 2002 a 2014, integrou o elenco de A Grande Família, da Rede Globo, vivendo o hilariante Mendonça. Era para ser uma participação e ficou 13 anos no ar. Em 2015, ele viveu o mesmo personagem na série substituta Chapa Quente, em uma participação.

Em 2010 foi lançada a sua biografia "Tonico Pereira - Um Ator Improvável", na Coleção Aplauso, da Imprensa Oficial do Estado de São Paulo. Foi também homenageado com a Medalha Pedro Ernesto, a mais importante comenda da cidade do Rio de Janeiro.

Mesmo com uma sólida carreira como ator, Tonico Pereira já ingressou no comércio. Ele já foi dono de bar, de uma peixaria, proprietário de uma agência de carros. Atualmente o ator é dono de uma pequena loja no bairro do Botafogo, que estampa camisetas e canecas com frases de sua autoria.

Fez um dos personagens mais importantes da novela A Regra do Jogo (2015) e tambem em A Força do Querer (2017).

Tonico é casado com a bailarina e coreógrafa Marina Salomão, com quem tem dois filhos: os gêmeos Antônio Nicolau e Nina Sofia. Tonico também é pai de de Daniela e Thaia, filhas de seu primeiro casamento com Eliane Pereira.

Carreira[editar | editar código-fonte]

No cinema[editar | editar código-fonte]

  • Consagrado, Tonico já acumula mais de 40 filmes no currículo.
Ano Título Papel
2016 Os Incontestáveis Lobo
Licença Prêmio
A Repartição do Tempo Dr. Brasil[1]
2015 Entrando Numa Roubada João
2014 Rio, Eu Te Amo Fernando
Vestido pra Casar Belisário
2013 Mahjong Velho
2012 As Aventuras de Agamenon, o Repórter Comandante
2011 Assalto ao Banco Central Doutor
2011 O Palhaço Beto & Deto
2010 O Bem Amado Vladmir
2007 A Grande Família - O Filme Mendonça
2007 Saneamento Básico, o Filme Seu Antônio
2006 Brasília 18% Emílio de Menezes
2006 Vestido de Noiva Barbudo
2005 O Coronel e o Lobisomem Seu Padilha
2004 O Veneno da Madrugada Barbeiro
2004 Redentor Delegado
2004 Quase Dois Irmãos Head of Prison
2004 Um Show de Verão Seu Cisco
2003 Maria, Mãe do Filho de Deus Herodes
2003 Clandestinidade
2002 Querido Estranho Manoel
2001 Caramuru - A Invenção do Brasil Itaparica
2001 Copacabana Raimundo
2000 A Hora Marcada Beltrano
1999 No Coração dos Deuses Cirineu
1998 Traição Jordão
1998 O Primeiro Dia Carcereiro
1998 Policarpo Quaresma, Herói do Brasil Bustamante
1998 Como Ser Solteiro
1997 Guerra de Canudos Coronel Moreira César
1997 O Cego que Gritava Luz Dimas/Pedro
1996 O Guarani Aires
1994 Erotique (segmento "Final Call")
1994 Era Uma Vez... Rei Turíbio
1995 Menino Maluquinho - O Filme Seu Tobias - o motorista do ônibus escolar
1991 A Grande Arte Rafael, the Henchman
1991 Vai Trabalhar, Vagabundo II - A Volta Palhaço
1990 O Quinto Macaco Second Man
1990 Círculo de Fogo
1990 Corpo em Delito
1988 Fábula de la Bella Palomera
1988 Dedé Mamata Jacques
1987 Running Out of Luck Truck Driver
1987 Ele, o Boto
1987 Romance da Empregada
1986 O Homem da Capa Preta Bereco
1985 O Rei do Rio Delegado Paixão
1984 Nunca Fomos tão Felizes Policial
1984 Memórias do Cárcere Desidério
1979 O Coronel e o Lobisomem
1979 A República dos Assassinos
1978 A Lira do Delírio
1976 Crueldade Mortal Nozinho
1976 A Queda
1975 As Aventuras Amorosas de um Padeiro

Televisão[editar | editar código-fonte]

Ano Nome Personagem Emissora
1975 O Grito Corrêa Rede Globo
Gabriela Chico Moleza
1977 – 1985 Sítio do Pica-Pau Amarelo Zé Carneiro
1985 O Tempo e o Vento Liroca
1986 Anos Dourados Ronaldo
1987 O Outro Nininho Americano
1988 O Primo Basílio Mendonça
1989 Que Rei Sou Eu? Guarda do palácio que reclama da Rainha Valentine (participação)
1990 Rosa dos Rumos Martim Rede Manchete
O Sexo dos Anjos Aranha Rede Globo
1991 Amazônia Gaspar Rede Manchete
1992 De Corpo e Alma Vado Rede Globo
1993 Fera Ferida Chico da Tirana
1994 Pátria Minha Delegado
1995 História de Amor Mecânico
Xuxa Especial de Natal - Deu a Louca na Fantasia Malvadeza
Engraçadinha, Seus Amores e Seus Pecados Xavier
1996 Sai de Baixo Tunico
O Fim do Mundo Chico Veloso
1997 Por Amor Oscar Lima (Paizinho)
O Amor Está no Ar Francisco (Chicão)
1999 Luna Caliente Bráulio Tennenbaum
Andando nas Nuvens Torquato
2000 Zorra Total Lago (Quadro: Ofélia & Fernandinho)
Brava Gente Alberico de Campusano
2001 Porto dos Milagres Francisco Vieira (Chico)
2002 Pastores da Noite Jesuíno
Desejos de Mulher Kléber
2001 – 2014 A Grande Família Luís Carlos Mendonça (Mendonça)
2003 A Casa das Sete Mulheres Padre Roberto
2004 Carga Pesada Adelmo
2005 Carandiru, Outras Histórias Aparecido
2007 Amazônia, de Gálvez a Chico Mendes Genivaldo
2009 Decamerão - A Comédia do Sexo Velho Spinellochio
2011 Homens de Bem Corvo
O Bem Amado Vladimir
2013 Vai Que Cola Sebastião (Episódio O Padrinho) Multishow
2014 Malhação

Santiago

Rede Globo
2015 A Regra do Jogo Ascânio Trindade (Velho)
Amorteamo Zé Coveiro
Chapa Quente Seu Mendonça (Luís Carlos Mendonça)
Tá no Ar: a TV na TV Ele mesmo (participação)
2016 Segredos de Justiça Seu Arlindo da Conceição
Adnight Jurado (participação especial)
2017 A Força do Querer Abel Simplício do Carmo

Prêmios e indicações[editar | editar código-fonte]

Ano Prêmio Categoria Trabalho Resultado Ref
1969 Prêmio Governador do Estado Melhor Ator Coadjuvante Prometeu Acorrentado Venceu [2][3][4]
1980 Prêmio Oscar Gay de Teatro Melhor Ator Afinal uma Mulher de Negócios Venceu
1996 Festival de Brasília Melhor Ator O Cego que Gritava Luz Venceu
Prêmio da Câmara Legislativa do Distrito Federal  Melhor Ator Venceu
Festival de Cinema Sesc Melhor Ator Venceu
2000 Prêmio Cultura Inglesa de Teatro Melhor Ator O Avarento Venceu
2001 Prêmio Qualidade Brasil Melhor Ator de Drama Beijo no Asfalto Venceu
2005 Prêmio Qualidade Brasil Melhor Ator Coadjuvante O Coronel e o Lobisomem Indicado
2006 Prêmio Contigo! do Cinema Nacional Melhor Ator Coadjuvante Indicado
2009 Prêmio Qualidade Brasil Melhor Ator Coadjuvante Série ou Minissérie Decamerão Indicado [5]
2012 Prêmio APTR de Teatro Melhor Ator Coadjuvante A Volta ao Lar/O Homem Travesseiro Venceu [6]
Grande Prêmio do Cinema Brasileiro Melhor Ator Coadjuvante Assalto ao Banco Central Indicado [7]
2015 Melhores do Ano[8] Melhor Ator Coadjuvante A Regra do Jogo Indicado
Prêmio Extra de Televisão Melhor Ator Coadjuvante Indicado [9]
Prêmio Quem de Televisão Melhor Ator Indicado [10]
2017 Melhores do Ano Personagem do Ano A Força do Querer Indicado
Troféu APCA Melhor Ator Pendente

Enquetes Digitais[editar | editar código-fonte]

Ano Prêmio Categoria Trabalho indicado Resultado Ref
2017 Prêmio Contigo! Online 2017 Melhor Ator Coadjuvante A Força do Querer Pendente [11]

Referências

  1. Santiago Dellape lança A Repartição do Tempo na Mostra Brasília
  2. «O Cego Que Gritava Luz (1996) | História do Cinema Brasileiro». www.historiadocinemabrasileiro.com.br. Consultado em 20 de dezembro de 2016 
  3. Cultural, Enciclopédia Itaú. «Tonico Pereira - Enciclopédia Itaú Cultural» 
  4. «Tonico Pereira». IMDb. Consultado em 20 de dezembro de 2016 
  5. «Categoria Televisão - 2009 - Prêmio Arte Qualidade Brasil». premioartequalidade.org.br. Consultado em 19 de junho de 2016 
  6. «RJ: Prêmio APTR de Teatro 2012/2013». Cinema é Magia. 27 de março de 2013. Consultado em 20 de dezembro de 2016 
  7. «Tonico Pereira». IMDb. Consultado em 20 de dezembro de 2016 
  8. 'Melhores do Ano': conheça os indicados ao prêmio em 2015
  9. «Prêmio Extra de TV 2015: vote nos melhores da televisão». Extra Online. Consultado em 8 de março de 2016 
  10. «ENCERRADA - Prêmio QUEM 2015: vote no Melhor Ator». revistaquem.globo.com. Consultado em 8 de março de 2016 
  11. «Vote no Prêmio CONTIGO! Online 2017» (html). Contigo!. 7 de dezembro de 2017. Consultado em 7 de dezembro de 2017 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Precedido por
Fernando Eiras
por O Mandarim
Troféu Candango de Melhor Ator
por O Cego que Gritava Luz

1996
Sucedido por
Ernesto Piccolo
por Como Ser Solteiro
& Marcos Palmeira
por Anahy de las Misiones