Torneio Rio-São Paulo de 1934

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Torneio Rio-São Paulo de 1934
Torneio Rio-São Paulo de 1934
Dados
Organização LCF e APEA
Campeão Não houve
◄◄ 1933 Soccerball.svg 1940 ►►

O Torneio Rio-São Paulo de 1934 seria a segunda edição do Torneio Rio–São Paulo. Entretanto, esta edição se encerrou ainda na fase classificatória devido a disputas políticas, com clubes trocando de federações, em meio ao processo de profissionalização do futebol no Brasil.[1]

História[editar | editar código-fonte]

Para a edição de 1934, as ligas de futebol de São Paulo e do Rio de Janeiro decidiram organizar o Torneio Rio-São Paulo dividido em duas etapas: fase classificatória e fase final.[2][3]

Fase classificatória[editar | editar código-fonte]

Composta pelos seguintes grupos:

Fase final[editar | editar código-fonte]

A fase final — o torneio propriamente dito — estava inicialmente programada para ser disputada, no formato eliminatório ("mata-mata") pelos três primeiros colocados de cada grupo classificatório. Logo no início da fase classificatória, porém, Palestra Itália e Vasco da Gama alegaram que, na condição de campeões estaduais de 1934, deveriam estar automaticamente classificados para a fase final e, consequentemente, dispensados de competir a fase classificatória.[2][3]

Já com a disputa em andamento, a liga do Rio de Janeiro cedeu a reivindicação e decidiu que o Vasco da Gama seria um dos representantes cariocas na fase final. Por outro lado, a liga de São Paulo manteve a obrigatoriedade de o Palestra Itália disputar a fase classificatória.[2][3]

Embora a entidade nacional oficialmente reconhecida pela FIFA fosse a Confederação Brasileira de Desportos (CBD), que empregava o amadorismo no futebol, os clubes mais poderosos dos dois estados eram filiados a ligas vinculadas à Federação Brasileira de Futebol (FBF), profissional. Por isso, esses clubes não podiam fazer excursões ou disputar torneios amistosos, o que limitava muito as suas atividades. Mas com a CBD começando a cogitar a adoção do profissionalismo e após desavenças locais entre Fluminense, Flamengo e Vasco da Gama, este último terminou por abandonar a Liga Carioca de Futebol (LCF), ligada à FBF e se juntou à Federação Metropolitana de Desportos (FMD), ligada à CBD, sendo seguido por Palestra Itália e Corinthians, que se desligaram da Associação Paulista de Esportes Atléticos (APEA), ligada à FBF e fundaram a Liga Paulista de Futebol (LPF), vinculada à CBD.[2][3]

Em consequência desses desdobramentos, os torneios classificatórios foram interrompidos e a fase final jamais chegou a ser disputada.[2][3]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Torneio Rio-São Paulo de 1940: taça dividida de Fla e Flu é esquecida». Jovem Pan Online. 5 de julho de 2012. Consultado em 6 de novembro de 2017. 
  2. a b c d e «Torneio Rio-São Paulo 1934». RSSSF Brasil. 19 de novembro de 2010. Consultado em 6 de novembro de 2017. 
  3. a b c d e «Torneio Rio-São Paulo 1934». Futebol Nacional. 4 de maio de 2016. Consultado em 6 de novembro de 2017. 
  4. «Rio de Janeiro - Torneio Extra 1934». RSSSF Brasil. Consultado em 6 de novembro de 2017. 
  5. «São Paulo - Torneio dos Cinco Clubes 1934». RSSSF Brasil. 19 de novembro de 2010. Consultado em 6 de novembro de 2017. 

Rio de Janeiro
São Paulo
Torneio Rio-São Paulo

1933 | 1934 | 1940 | 1950 | 1951 (Início) | 1951 | 1952 | 1953 | 1954 | 1955 | 1957 | 1958 | 1959 | 1960 | 1961 | 1962 | 1963 | 1964 | 1965 | 1966 | 1993 | 1997 | 1998 | 1999 | 2000 | 2001 | 2002