Torneio Rio-São Paulo de 1957

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Torneio Rio-São Paulo de 1957
Torneio Rio-São Paulo de 1957
Torneio Rio-São Paulo - Troféu.png
Dados
Participantes 10
Período 24 de abril6 de junho
Gol(o)s Não disponível
Campeão Rio de Janeiro Fluminense
Vice-campeão Rio de Janeiro Vasco da Gama
◄◄ Torneio Rio-São Paulo de 1955 Soccerball.svg Torneio Rio-São Paulo de 1958 ►►

O Torneio Rio-São Paulo de 1957 foi a 9ª edição do torneio. O campeão foi o Fluminense, de maneira invicta, tendo o melhor ataque e a melhor defesa,[1] sendo o primeiro clube carioca a conquistar esta competição, que teve o atacante do Fluminense, Waldo, como o seu artilheiro, com treze gols.[2] Os também clubes cariocas, Flamengo e Vasco da Gama, compartilharam o vice campeonato.

Tendo definido o título na penúltima rodada contra a Portuguesa, no Pacaembu, a partida da última rodada contra o São Paulo, vitória do Fluminense por 2 a 1 no Maracanã, foi apenas a partida de entrega das faixas, perante 32.597 torcedores presentes e Waldo tendo marcado os dois gols do clube do Rio de Janeiro.[3]



Confrontos:


  AME BOT COR FLA FLU PAL POR SAN SPA VAS
America-RJ   4x1       1x2 0x4    
Botafogo 3x1         2x0   1x0  
Corinthians   1x1 0x4            
Flamengo 1x0 4x1     3x2 1x1 4x0    
Fluminense 1x0 3x3 3x2 2x1 5x1     2x1 2x0
Palmeiras 2x3 2x2 1x1     4x3     1x1
Portuguesa     5x2   1x3   4x2 3x1 2x5
Santos   5x1 1x1   2x2 3x0   3x1 2x3
São Paulo 3x1 0x0 4x1 1x1
Vasco 3x0 3x2 1x2 1x0         0x3


Classificação final :


Time PG J V E D GP GC SG
1. Fluminense 16 9 7 2 0 23 11 12
2. Flamengo 11 9 5 1 3 19 11 8
Vasco da Gama 11 9 5 1 3 17 14 3
4. Santos 10 9 4 2 3 22 16 6
5. Portuguesa 9 9 4 1 4 21 21 0
  Botafogo 9 9 3 3 3 16 19 -3
7. São Paulo 8 9 3 2 4 14 12 2
8. Palmeiras 6 9 1 4 4 14 22 -8
Corinthians 6 9 1 4 4 10 20 -10
10. America-RJ 4 9 2 0 7 10 20 -10

Jogo do título[editar | editar código-fonte]

29 de maio de 1957
Portuguesa São Paulo 1 – 3 Rio de Janeiro Fluminense Pacaembu, São Paulo
Renda: Cr$ 379.200,00
Público: 10.287 pags.
Árbitro: Eunápio de Queiroz

Liminha Gol marcado aos 65 minutos de jogo 65'
WaldoGol marcado aos 18 minutos de jogo 18', LeoGol marcado aos 21 minutos de jogo 21' e WaldoGol marcado aos 87 minutos de jogo 87'

Opinou a "Folha da Noite" (SP): "Foi um triunfo marcado com autentica autoridade, já que o tricolor carioca apresentou um quadro muito mais superior e que soube lutar pela vitória. Teve em Telê o seu homem-chave, que comandou a vitória dos guanabarinos, porque executou bem o plano tático de Pirillo, tirando Julião do meio de campo."[4]

Campeão[editar | editar código-fonte]

Torneio Rio-São Paulo de 1957
Bandeira do estado do Rio de Janeiro.svg
Fluminense
1º Título

Análise de Sylvio Pirillo[editar | editar código-fonte]

* Respeitada a redação original (1957).[5]
O segrêdo do Fluminense.

Sylvio Pirillo, o técnico do Fluminense, deu esse depoimento sobre o time tricolor: "Querem saber onde reside o segrêdo do Fluminense, o segrêdo dos sucessos do Fluminense. Efetivamente, não basta apenas formar uma boa equipe, tecnicamente falando. É preciso aliar técnica à disciplina, aliar espírito de luta ao espírito de equipe. E a sorte do Fluminense é precisamente possuir um "plantel" de jogadores extremamente modestos, onde ninguém admite suar menos a camisa do que ninguém. E o lema de "um por todos e todos por um", é um lema que os jogadores do Fluminense seguem ao pé da letra. E dessa união, dessa camaradagem, aconteceram resultados que só uma equipe muito unida e muito amiga poderia conseguir."

Triunfo máximo.

" Querem saber se considerei o triunfo máximo aquele aquêle que obtivemos contra o Palmeiras. Efetivamente, foi uma vitória notável porque golear um adversário de tal expressão não acontece todo dia. Mas se falarmos de vitória sensacional, não podemos esquecer aquela que obtivemos sôbre o Corinthians, quase no último instante do tempo regulamentar. E aquêle último gol de Waldo, um dos mais bonitos que já vi, foi criado com a bola práticamente na mão do arqueiro. Essa vitória, êsse gol, valeram, sobretudo, para mostrar que o jogador do Fluminense não se conforma com qualquer resultado enquanto houver tempo útil para vencer uma partida. Tal maneira de sentir e de jogar um match ajudaram muito o Fluminense no Torneio Rio-São Paulo."

Principais artilheiros[editar | editar código-fonte]

  1. Waldo (Fluminense): 13 gols.[6]
  2. Mazzola (Palmeiras): 7 gols.
  3. Pinga ((Vasco da Gama): 6 gols.

Goleadas[editar | editar código-fonte]

* Vitórias com pelo menos quatro gols marcados e diferença de pelo menos três gols.[7]
4 gols de diferença.
Fluminense 5-1 Palmeiras
Santos 5-1 Botafogo.
America 0-4 Santos.
Corinthians 0-4 Flamengo.
Flamengo 4-0 Santos.
3 gols de diferença.
Portuguesa 5-2 Corinthians.
Portuguesa 2-5 Vasco.
America 4-1 Corinthians.
Flamengo 4-1 Botafogo.
São Paulo 4-1 Flamengo.

Partidas com mais gols[editar | editar código-fonte]

7 gols.[8]
Palmeiras 4-3 Portuguesa.
Portuguesa 5-2 Corinthians.
Portuguesa 2-5 Vasco.
6 gols.
Fluminense 3-3 Botafogo.
Fluminense 5-1 Palmeiras.
Portuguesa 4-2 Santos.
Santos 5-1 Botafogo.

Árbitros com mais jogos[editar | editar código-fonte]

  1. Catão Montez Junior (SP): 10.[9]
  2. Alberto Malcher (RJ): 8.
  3. Eunápio de Queiroz (SP): 4.

Maiores rendas[editar | editar código-fonte]

  • Maiores rendas,[10] e os públicos desses jogos.[11]
  1. Fluminense 2-0 Vasco: Cr$ 1.454.860,00 - 58.026 (50.863 pagantes).
  2. Vasco 1-0 Flamengo: Cr$ 1.348.590,00 - 54.716 (48.620 pagantes).
  3. Fluminense 2-1 Flamengo: Cr$ 1.074.22,00 - 45.095 (38.002 pagantes).
  4. São Paulo 1-1 Palmeiras: Cr$ 1.030.600,00 - Não disponível.
  5. Vasco 0-3 São Paulo: Cr$ 1.015.325,00 - 36.721 (31.841 pagantes).
  6. Santos 1-1 Corinthians; Cr$ 928.740,00 - 25.932 pagantes.
  7. Fluminense 2-1 São Paulo: Cr$ 926.915,00 - 32.957 (27.652 pagantes).
  8. São Paulo 0-0 Corinthians: Cr$ 926.700,00 - 21.760 pagantes.
  9. Santos 3-0 Palmeiras: Cr$ 886.150,00 - 23.050 pagantes.
  10. Corinthians 1-1 Palmeiras: Cr$ 871.500,00 - Não disponível.

Enlaces externos[editar | editar código-fonte]

Torneio Rio-São Paulo de 1957 - Site oficial do Fluminense, página disponível em 23 de julho de 2016.
RSSSF Brasil - Fichas técnicas de jogos que deram títulos ao Fluminense, página disponível em 23 de julho de 2016.
O Fluminense em 1956 (da Redação) - e 1957, página editada em 7 de junho de 2016 e disponível em 25 de novembro de 2016.
Há 50 anos, a grande muralha tricolor e um ataque irresistível, página editada em 7 de julho de 2009 e disponível em 18 de março de 2017.
Revista Placar nº 298, de 12 de dezembro de 1975, página 24 (seção: Garoto do placar) - O velho Flu invicto: já uma máquina em 57.

Referências

  1. RSSSF Brasil - Torneio Rio-São Paulo de 1957, página disponível em 27 de julho de 2016.
  2. Site CAMPEÕES DO FUTEBOL, Torneio Rio-São Paulo - História, campeões e artilheiros, página editada em 12 de janeiro de 2005 e disponível em 27 de julho de 2016.
  3. DE FREITAS LIMA, Ricardo. «Jogos - 02-06-1957». Fluzão.info. Consultado em 27 de fevereiro de 2017 
  4. Jornal Folha da Noite de 30 de maio de 1957.
  5. MANCHETE ESPORTIVA nº 81, página 8, de 8 de junho de 1957.
  6. MANCHETE ESPORTIVA nº 81, página 31, de 8 de junho de 1957.
  7. Site BOLA NA ÁREA - Torneio Rio-São Paulo de 1957, página disponível em 11 de março de 2017.
  8. Site BOLA NA ÁREA - Torneio Rio-São Paulo de 1957, página disponível em 11 de março de 2017.
  9. MANCHETE ESPORTIVA nº 81, página 31, de 8 de junho de 1957.
  10. MANCHETE ESPORTIVA nº 81, página 31, de 8 de junho de 1957.
  11. Blog do Marcão - Torneio Rio-São Paulo de 1957.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

Fluminense Football Club História, Conquistas e Glórias no Futebol, por Antônio Carlos Napoleão, Editora Mauad (2003).

Ver também[editar | editar código-fonte]

Rio de Janeiro
São Paulo
Torneio Rio-São Paulo

1933 |1940 | 1950 | 1951 (Início) | 1951 | 1952 | 1953 | 1954 | 1955 | 1957 | 1958 | 1959 | 1960 | 1961 | 1962 | 1963 | 1964 | 1965 | 1966 | 1993 | 1997 | 1998 | 1999 | 2000 | 2001 | 2002