Torneio de Wimbledon de 2022

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Torneio de Wimbledon de 2022
Detalhes
Data 27 de junho a 10 de julho
Edição 135ª
Local All England Lawn Tennis and Croquet Club
Reino Unido Londres, Reino Unido
Organização Federação Internacional de Tênis (ITF)
Lawn Tennis Association (LTA)
Direção Jamie Baker[1]
Categoria Grand Slam
Piso grama
Premiação total £ 40.350.000
Campeões
Profissionais
Simples masculino Sérvia Novak Djokovic
Simples feminino Cazaquistão Elena Rybakina
Duplas masculinas Austrália Matthew Ebden
Austrália Max Purcell
Duplas femininas Chéquia Barbora Krejčíková
Chéquia Kateřina Siniaková
Duplas mistas Reino Unido Neal Skupski
Estados Unidos Desirae Krawczyk
Juvenis
Simples masculino Croácia Mili Poljičak
Simples feminino Estados Unidos Liv Hovde
Duplas masculinas Estados Unidos Sebastian Gorzny
Estados Unidos Alex Michelsen
Duplas femininas Países Baixos Rose Marie Nijkamp
Quénia Angella Okutoyi
Cadeirantes
Simples masculino Japão Shingo Kunieda
Simples feminino Países Baixos Diede de Groot
Simples tetraplégico Países Baixos Sam Schröder
Duplas masculinas Argentina Gustavo Fernández
Japão Shingo Kunieda
Duplas femininas Japão Yui Kamiji
Estados Unidos Dana Mathewson
Duplas tetraplégicas Países Baixos Sam Schröder
Países Baixos Niels Vink
Outros eventos
Duplas masculinas convidadas Estados Unidos Bob Bryan
Estados Unidos Mike Bryan
Duplas femininas convidadas Bélgica Kim Clijsters
Suíça Martina Hingis
Duplas mistas convidadas Sérvia Nenad Zimonjić
França Marion Bartoli
Edições
Torneio de Wimbledon
2021
2023
Grand Slam

O Torneio de Wimbledon de 2022 é um torneio de tênis disputado nas quadras de grama do All England Lawn Tennis and Croquet Club, no bairro de Wimbledon, em Londres, no Reino Unido, entre 27 de junho e 10 de julho. Corresponde à 54ª edição da era aberta e à 135.ª de todos os tempos.[1]

Vencendo a final de virada contra o australiano Nick Kyrgios, Novak Djokovic levou o sétimo troféu após três horas de confronto. Descola de Roger Federer e fica a um número do maior vencedor do Grand Slam de todos os tempos.[2] Em uma decisão de estreantes, a cazaque Elena Rybakina superou a tunisiana Ons Jabeur, revertendo o placar inicialmente contrário, por 2 sets a 1.[3] Apesar da coincidência de a campeã ter nascido em Moscou, no torneio que baniu jogadores que defendem as cores russas, a mesma rejeitou a ideia de ser produto desse país, sendo que defende o Cazaquistão desde 2018.[4]

Nas duplas, os australianos Matthew Edben e Max Purcell levaram o primeiro troféu de Grand Slam, em jogo de cinco sets.[5] Depois de quatro anos, as tchecas Barbora Krejčíková e Kateřina Siniaková conquistaram o bicampeonato em Wimbledon por sets diretos.[6] E a parceria anglófona, formada pelo britânico Neal Skupski e a americana Desirae Krawczyk defenderam seu título na grama londrina.[7]

O fim do Middle Sunday[editar | editar código-fonte]

O tradicional dia de descanso durante o segundo domingo, deixou de ser praticado a partir de 2022. Serão catorze dias seguidos de jogos.

Em apenas quatro ocasiões - 1991, 1997, 2004 e 2016 - esse dia contou com a programação, pois ela foi atrasada por chuvas na primeira semana.

Uma das justificativas para a pausa era a manutenção da grama, uma superfície que se deteriora facilmente ao longo do torneio. No entanto, o presidente do clube, Ian Hewitt, garantiu que a tecnologia foi aprimorada para comportar a mudança.[8]

Tiebreak de 10 pontos[editar | editar código-fonte]

Esta é a primeira edição de Wimbledon com tiebreak no set final (o 5º set entre os homens e o 3º entre as mulheres) depois de 6 games a 6. Em 2019 e 2021, o desempate ia até 7 pontos, no mínimo, como acontece nos sets anteriores. Agora, são 10 pontos. O vencedor continua tendo que estar dois pontos acima para liquidar a partida. Tal regra passou a ser praticada em todos os torneios do Grand Slam.[9]

Cem anos da Quadra Central[editar | editar código-fonte]

A Quadra Central de Wimbledon foi inaugurada em 1922. Para comemorar o centenário, alguns ex-campeões de simples foram convidados no domingo, 3 de julho de 2022, para o local. O evento foi apresentado por Sue Barker, Clare Balding e John McEnroe. Ainda prestaram homenagem a Barker pelos trinta anos como apresentadora da BBC em Wimbledon.

Os campeões foram apresentados primeiro pelo número de títulos individuais e, depois, dos antigos aos mais recentes. Pela ordem: vencedores únicos - Angela Mortimer, Ann Jones, Stan Smith, Jan Kodeš, Pat Cash, Conchita Martinez, Martina Hingis, Goran Ivanišević, Lleyton Hewitt, Marion Bartoli, Angelique Kerber e Simona Halep; bicampeões - Stefan Edberg, Rafael Nadal, Petra Kvitová e Andy Murray; tricampeões - Margaret Smith Court, John Newcombe, Chris Evert e John McEnroe; tetracampeões - Rod Laver; pentacampeões - Björn Borg e Venus Williams; hexacampeões - Billie Jean King e Novak Djokovic; octacampeões - Roger Federer. A nove vezes campeã Martina Navratilova cancelou sua participação após contrair COVID-19 na manhã do evento. O britânico Tim Henman também foi anunciado para reelembrar suas partidas na quadra como membro do Comitê de Administração de Wimbledon.[10]

Impacto da invasão da Ucrânia pela Rússia[editar | editar código-fonte]

Depois do circuito remover as bandeiras dos torneios regulares e as seleções em eventos por equipe,[11][12] o All England Lawn Tennis and Croquet Club (AELTC) deu um passo mais extremo e decidiu proibir os representantes de Rússia e Bielorrússia de disputar o Torneio de Wimbledon de 2022, afirmando que "seria inaceitável que o regime russo tirasse quaisquer benefícios do envolvimento da Rússia ou jogadores bielorrussos", em decorrência da invasão da Ucrânia pela Rússia em 2022.[13]

Jogadores como o defensor do título e hexacampeão Novak Djokovic e Andrey Rublev, um dos afetados, criticaram a decisão,[14][15] enquanto que os ucranianos Marta Kostyuk e Sergiy Stakhovsky apoiaram.[16] As três associações dirigentes - ATP, WTA e ITF - se juntaram ao coro contra. Em 20 de maio, o trio decidiu retirar os pontos que seriam dados aos participantes do evento, o que fez seus organizadores cogitarem mover um processo.[17][18] A resolução gerou descontentamento entre os jogadores, como o bicampeão Andy Murray[19] e a ex-número 1 Naomi Osaka, que citou a não-pontuação como um dos motivos para desistir do torneio.[20]

Transmissão[editar | editar código-fonte]

Estes foram os países e regiões, e seus respectivos meios de comunicação, que transmitiram esta edição do torneio:[21]

Pontuação e premiação[editar | editar código-fonte]

Distribuição de pontos[editar | editar código-fonte]

Não houve.[17][18]

Premiação[editar | editar código-fonte]

A premiação geral aumentou 15% em relação a 2021. Os títulos de simples tiveram um decréscimo de £ 300.000 cada.

Os juvenis não são pagos.[22]

Evento V F SF QF Últimos 16 Últimos 32 Últimos 64 Últimos 128 Q3 Q2 Q1
Contemplados 1 1 2 4 8 16 32 64 16 32 64
Simples (2) £ 2.000.000 £ 1.050.000 £ 535.000 £ 310.000 £ 190.000 £ 120.000 £ 78.000 £ 50.000 £ 32.000 £ 19.000 £ 11.000
Duplas (2) £ 540.000 £ 270.000 £ 135.000 £ 67.000 £ 33.000 £ 20.000 £ 12.500
Duplas mistas £ 124.000 £ 62.000 £ 31.000 £ 16.000 £ 7.500 £ 3.750
Simples cadeirante (2) £ 51.000 £ 26.000 £ 17.500 £ 12.000
Simples tetraplégico £ 51.000 £ 26.000 £ 17.500** £ 12.000**
Duplas cadeirantes (2) £ 22.000 £ 11.000 £ 6.500
Duplas tetraplégicas £ 22.000 £ 11.000 £ 6.500

Total dos eventos: £ 38.300.500

Per diem (estimado): £ 2.049.500

Total da premiação: £ 40.350.000

Cabeças de chave[editar | editar código-fonte]

Simples[editar | editar código-fonte]

Cabeças anunciados(as) em 20 de junho de 2022.[23] Rankings e pontos são de 27 de junho de 2022.[24][25][26][27]

Em verde, o(s) cabeça(s) de chave campeão(ões). Em vermelho, o(s) vice-campeão(ões).

Masculino[editar | editar código-fonte]

Como resultado de regras especiais para ajuste de classificação devido à pandemia de COVID-19, os jogadores estão defendendo o maior dos pontos entre: Wimbledon 2021 (i) ou 50% de Wimbledon de 2019 (ii). Esses pontos não são obrigatórios e estão inclusos na tabela abaixo apenas se contados para o ranking de 27 de junho de 2022. Observar que é um sistema diferente do que a WTA está usando para as disputas femininas.

A ATP não está premiando com pontos na edição de 2022 devido à decisão do All England Club de banir jogadores russos e bielorrussos do torneio. Os pontos descontados de 2021 ou 2019 serão substituídos pelo próximo melhor resultado do jogador, independente do seu desempenho em Wimbledon.[17]

Cabeça Ranking Jogador Pontos
anteriores
Pontos
a defender
(2021 ou 2019)
Próximo melhor
resultado‡
Nova
pontuação
Eliminado
na
Eliminado por
1 3 Sérvia Novak Djokovic 6.770 2.000 0 4.770 Campeão
2 4 Espanha Rafael Nadal 6.525 360 0 6.165 SF, w.o. Austrália Nick Kyrgios
3 6 Noruega Casper Ruud 5.050 § 5.050 2ª fase França Ugo Humbert
4 5 Grécia Stefanos Tsitsipas 5.150 § 5.150 3ª fase Austrália Nick Kyrgios
5 7 Espanha Carlos Alcaraz 4.890 45 0 4.845 4ª fase Itália Jannik Sinner [10]
6 9 Canadá Félix Auger-Aliassime 3.760 360 45 3.445 1ª fase Estados Unidos Maxime Cressy
7 10 Polónia Hubert Hurkacz 3.735 720 10 3.025 1ª fase Espanha Alejandro Davidovich Fokina
9 12 Reino Unido Cameron Norrie 3.200 90 45 3.155 SF Sérvia Novak Djokovic [1]
10 13 Itália Jannik Sinner 3.185 § 3.185 QF Sérvia Novak Djokovic [1]
11 14 Estados Unidos Taylor Fritz 3.045 90 20 2.975 QF Espanha Rafael Nadal [2]
12 15 Argentina Diego Schwartzman 2.325 § 2.325 2ª fase Reino Unido Liam Broady (WC)
13 16 Canadá Denis Shapovalov 2.293 720 0 1.573 2ª fase Estados Unidos Brandon Nakashima
15 18 Estados Unidos Reilly Opelka 2.100 45 0 2.055 2ª fase Países Baixos Tim van Rijthoven (WC)
16 20 Espanha Pablo Carreño Busta 1.930 10 6 1.926 1ª fase, ab. Sérvia Dušan Lajović
17 19 Espanha Roberto Bautista Agut 2.008 360 10 1.658 2ª fasew.o. Colômbia Daniel Elahi Galán
18 21 Bulgária Grigor Dimitrov 1.785 45 0 1.740 1ª fase, ab. Estados Unidos Steve Johnson
19 27 Austrália Alex de Minaur 1.473 23 10 1.460 4ª fase Chile Cristian Garín
20 24 Estados Unidos John Isner 1.616 23 0 1.593 3ª fase Itália Jannik Sinner [10]
21 25 Países Baixos Botic van de Zandschulp 1.518 61 26 1.483 4ª fase Espanha Rafael Nadal [2]
22 26 Geórgia Nikoloz Basilashvili 1.473 23 10 1.460 3ª fase Países Baixos Tim van Rijthoven (WC)
23 28 Estados Unidos Frances Tiafoe 1.439 90 0 1.349 4ª fase Bélgica David Goffin
24 29 Dinamarca Holger Rune 1.420 § 1.420 1ª fase Estados Unidos Marcos Giron
25 30 Sérvia Miomir Kecmanović 1.306 45 10 1.271 3ª fase Sérvia Novak Djokovic [1]
26 31 Sérvia Filip Krajinović 1.300 § 1.300 2ª fase Austrália Nick Kyrgios
27 54 Itália Lorenzo Sonego 980 180 10 810 3ª fase Espanha Rafael Nadal [2]
28 33 Reino Unido Daniel Evans 1.198 90 20 1.128 1ª fase Austrália Jason Kubler (Q)
29 34 Estados Unidos Jenson Brooksby 1.187 § 1.187 3ª fase Chile Cristian Garín
30 32 Estados Unidos Tommy Paul 1.208 § 1.208 4ª fase Reino Unido Cameron Norrie [9]
31 35 Argentina Sebastián Báez 1.168 § 1.168 2ª fase Bélgica David Goffin
32 36 Alemanha Oscar Otte 1.155 70 12 1.097 3ª fase Espanha Carlos Alcaraz [5]

† Esta coluna exibe o maior número de pontos do jogador no torneio de 2021 ou 50% dos pontos no torneio de 2019. Apenas os pontos refletidos no ranking de 27 de junho de 2022.

‡ Como a ATP não está dando pontos para o torneio de 2022, os pontos de 2021 ou 2019 serão substituídos pelo próximo melhor resultado do jogador.

§ O jogador não pontuou no torneio em 2021 ou 2019, que constou no ranking de 27 de junho de 2022. Portanto, não haverá substituição por nenhuma pontuação.

Desistências[editar | editar código-fonte]
Ranking Jogador Pontos
anteriores
Pontos
a defender
Próximo melhor
resultado
Nova
pontuação
Motivo
2 Alemanha Alexander Zverev 7.030 180 0 6.850 Lesão no tornozelo direito[28]
8 Itália Matteo Berrettini 3.480 1.200 0 2.280 Diagnosticado com COVID-19. Desistiu depois de a chave ser sorteada. Era o cabeça 11[29]
14 Croácia Marin Čilić 2.220 90 0 2.130 Diagnosticado com COVID-19. Desistiu depois de a chave ser sorteada. Era o cabeça 17[30]
23 França Gaël Monfils 1.660 45 0 1.615 Lesão no pé direito[31]
Banidos[editar | editar código-fonte]

Jogadores que seriam cabeças de chave, mas não foram autorizados a participar do torneio devido à decisão de banir àqueles que representam a Rússia e a Bielorrússia.

Ranking Jogador Pontos
anteriores
Pontos
a defender
Próximo melhor
resultado
Nova
pontuação
1 Rússia Daniil Medvedev 7.955 180 0 7.775
8 Rússia Andrey Rublev 3.870 180 10 3.700
22 Rússia Karen Khachanov 1.755 360 45 1.440

Feminino[editar | editar código-fonte]

A WTA não está premiando com pontos na edição de 2022 devido à decisão do All England Club de banir jogadoras russas e bielorrussas do torneio. Os pontos descontados de 2021 serão substituídos pelo próximo melhor resultado da jogadora, independente do seu desempenho em Wimbledon. Observar que é um sistema diferente do que a ATP está usando para as disputas masculinas.[18]

Cabeça Ranking Jogadora Pontos
anteriores
Pontos
a defender
Próximo melhor
resultado†
Nova
pontuação
Eliminada
na
Eliminada por
1 1 Polónia Iga Świątek 8.576 240 0 8.336 3ª fase França Alizé Cornet
2 3 Estónia Anett Kontaveit 4.306 10 30 4.326 2ª fase Alemanha Jule Niemeier
3 2 Tunísia Ons Jabeur 4.340 430 100 4.010 F Cazaquistão Elena Rybakina
4 4 Espanha Paula Badosa 4.245 240 25 4.030 4ª fase Roménia Simona Halep [16]
5 5 Grécia Maria Sakkari 4.205 70 55 4.190 3ª fase Alemanha Tatjana Maria
6 7 Chéquia Karolína Plíšková 3.777 1.300 0 2.477 2ª fase Reino Unido Katie Boulter [WC]
7 8 Estados Unidos Danielle Collins 3.255 70+60 5+1 3.131 1ª fase Chéquia Marie Bouzková
8 9 Estados Unidos Jessica Pegula 3.156 70 1 3.087 3ª fase Croácia Petra Martić
9 10 Espanha Garbiñe Muguruza 3.015 130 1 2.886 1ª fase Bélgica Greet Minnen
10 11 Reino Unido Emma Raducanu 2.952 240 5 2.717 2ª fase França Caroline Garcia
11 12 Estados Unidos Coco Gauff 2.886 240 1 2.647 3ª fase Estados Unidos Amanda Anisimova [20]
12 17 Letónia Jeļena Ostapenko 2.431 130 1 2.302 4ª fase Alemanha Tatjana Maria
13 14 Chéquia Barbora Krejčiková 2.593 240 0 2.353 3ª fase Austrália Ajla Tomljanović
14 16 Suíça Belinda Bencic 2.585 10 60 2.635 1ª fase China Wang Qiang
15 19 Alemanha Angelique Kerber 2.199 780 0 1.419 3ª fase Bélgica Elise Mertens [24]
16 18 Roménia Simona Halep 2.315 0 100 2.415 SF Cazaquistão Elena Rybakina [17]
17 23 Cazaquistão Elena Rybakina 1.990 240 55 1.805 Campeã
18 22 Suíça Jil Teichmann 2.023 10 1 2.014 1ª fase Austrália Ajla Tomljanović
20 25 Estados Unidos Amanda Anisimova 1.840 10 1 1.831 QF Roménia Simona Halep [16]
21 27 Itália Camila Giorgi 1.787 70 1 1.718 1ª fase Polónia Magdalena Fręch
22 29 Itália Martina Trevisan 1.744 10 20 1.754 1ª fase Itália Elisabetta Cocciaretto [PR]
23 28 Brasil Beatriz Haddad Maia 1.782 1.782 1ª fase Eslovénia Kaja Juvan
24 31 Bélgica Elise Mertens 1.615 130 30 1.515 4ª fase Tunísia Ons Jabeur [3]
25 26 Chéquia Petra Kvitová 1.795 10 1 1.781 3ª fase Espanha Paula Badosa [4]
26 32 Roménia Sorana Cîrstea 1.430 130 30 1.330 2ª fase Alemanha Tatjana Maria
27 33 Cazaquistão Yulia Putintseva 1.420 70 55 1.405 1ª fase França Alizé Cornet
28 36 Estados Unidos Alison Riske-Amritraj 1.381 10 30 1.401 3ª fase Chéquia Marie Bouzková
29 34 Ucrânia Anhelina Kalinina 1.417 96+140§ 30+30 1.241 2ª fase Ucrânia Lesia Tsurenko
30 39 Estados Unidos Shelby Rogers 1.296 130 13 1.179 1ª fase Croácia Petra Martić
31 38 Estónia Kaia Kanepi 1.297 10 30 1.317 1ª fase França Diane Parry
32 45 Espanha Sara Sorribes Tormo 1.221 70 43 1.194 2ª fase França Harmony Tan
33 41 China Zhang Shuai 1.240 10 60 1.290 3ª fase França Caroline Garcia

† Como a WTA não está dando pontos para o torneio de 2022, os pontos de 2021serão substituídos pelo próximo melhor resultado da jogadora.

‡ A jogadora não pontuou no torneio em 2021. Portanto, não haverá substituição por nenhuma pontuação.

§ A jogadora não se classificou para o torneio de 2021. Ela está defendendo os pontos de torneios ITF (Montpellier e Contrexéville), no lugar.

Desistências[editar | editar código-fonte]
Ranking Jogadora Pontos
anteriores
Pontos
a defender
Próximo melhor
resultado
Nova
pontuação
Motivo
15 Canadá Leylah Fernandez 2.590 10 8 2.588 Fratura por estresse no pé direito[32]
19 Estados Unidos Madison Keys 1.964 240 1 1.725 Lesão abdominal. Desistiu depois de a chave ser sorteada. Era a cabeça 24[33]
Banidas[editar | editar código-fonte]

Jogadoras que seriam cabeças de chave, mas não foram autorizadas a participar do torneio devido à decisão de banir àquelas que representam a Rússia e a Bielorrússia.

Ranking Jogadora Pontos
anteriores
Pontos
a defender
Próximo melhor
resultado
Nova
pontuação
6 Bielorrússia Aryna Sabalenka 4.046 780 1 3.267
13 Rússia Daria Kasatkina 2.645 70 60 2.635
20 Bielorrússia Victoria Azarenka 2.086 70 0 2.016
21 Rússia Veronika Kudermetova 2.045 10 55 2.090
30 Rússia Ekaterina Alexandrova 1.706 70 55 1.691

Duplas[editar | editar código-fonte]

Mistas[editar | editar código-fonte]

Cabeça Ranking Equipe
1 19 Países Baixos Jean-Julien Rojer Japão Ena Shibahara
2 21 Reino Unido Neal Skupski Estados Unidos Desirae Krawczyk
3 22 França Nicolas Mahut China Zhang Shuai
4 22 Austrália John Peers Canadá Gabriela Dabrowski
5 35 El Salvador Marcelo Arévalo México Giuliana Olmos
6 27 Croácia Mate Pavić Índia Sania Mirza
7 28 Colômbia Robert Farah Letónia Jeļena Ostapenko
8 33 Eslováquia Filip Polášek Eslovénia Andreja Klepač

Convidados à chave principal[editar | editar código-fonte]

Os jogadores a seguir receberam convite para disputar diretamente a chave principal.[34]

Simples[editar | editar código-fonte]

Masculino Feminino

Duplas[editar | editar código-fonte]

Masculinas Femininas Mistas

Qualificados à chave principal[editar | editar código-fonte]

O qualificatório se deu no Wimbledon Qualifying and Community Sports Centre, no distrito londrino de Roehampton, entre 20 e 23 de junho de 2022.[35]

Simples[editar | editar código-fonte]

Masculino Feminino
  1. Moldova Radu Albot
  2. França Enzo Couacaud
  3. Estados Unidos Christian Harrison
  4. Suíça Marc-Andrea Hüsler
  5. Eslováquia Lukáš Klein
  6. Austrália Jason Kubler
  7. Alemanha Nicola Kuhn
  8. Cazaquistão Mikhail Kukushkin
  9. Alemanha Maximilian Marterer
  10. Áustria Dennis Novak
  11. Austrália Max Purcell
  12. Suíça Alexander Ritschard
  13. Chéquia Lukáš Rosol
  14. Estados Unidos Jack Sock
  15. Itália Andrea Vavassori
  16. Espanha Bernabé Zapata Miralles
  1. Estados Unidos Emina Bektas
  2. Suécia Mirjam Björklund
  3. Estados Unidos Louisa Chirico
  4. Polónia Maja Chwalińska
  5. México Fernanda Contreras Gómez
  6. Croácia Jana Fett
  7. Austrália Jaimee Fourlis
  8. Estados Unidos Catherine Harrison
  9. Austrália Zoe Hives
  10. Japão Mai Hontama
  11. Austrália Maddison Inglis
  12. Polónia Katarzyna Kawa
  13. Estados Unidos Christina McHale
  14. Alemanha Nastasja Schunk
  15. Austrália Astra Sharma
  16. Bélgica Yanina Wickmayer

Lucky losers

  1. Portugal Nuno Borges
  2. França Hugo Grenier
  3. Chéquia Zdeněk Kolář
  4. Estados Unidos Stefan Kozlov
  5. Suécia Elias Ymer
  1. Países Baixos Lesley Pattinama Kerkhove
  2. Estados Unidos CoCo Vandeweghe
  3. China Yuan Yue

Dia a dia[editar | editar código-fonte]

Eliminações em simples[editar | editar código-fonte]

Masculino[editar | editar código-fonte]

Feminino[editar | editar código-fonte]

Finais[editar | editar código-fonte]

Profissional[editar | editar código-fonte]

Categoria Evento Campeã(s)(o/ões) Vice-campeã(s)(o/ões) Resultado Chave(s)
Simples Masculino Sérvia Novak Djokovic Austrália Nick Kyrgios 4–6, 6–3, 6–4, 7–63
principal
qualificatório
Feminino Cazaquistão Elena Rybakina Tunísia Ons Jabeur 3–6, 6–2, 6–2
principal
qualificatório
Duplas Masculino Austrália Matthew Ebden
Austrália Max Purcell
Croácia Nikola Mektić
Croácia Mate Pavić
7–65, 36–7, 4–6, 6–4, 7–6(10–2)
principal
Feminino Chéquia Barbora Krejčíková
Chéquia Kateřina Siniaková
Bélgica Elise Mertens
China Zhang Shuai
6–2, 6–4
principal
Misto Reino Unido Neal Skupski
Estados Unidos Desirae Krawczyk
Austrália Matthew Ebden
Austrália Samantha Stosur
6–4, 6–3
principal

Juvenil[editar | editar código-fonte]

Categoria Evento Campeã(s)(o/ões) Vice-campeã(s)(o/ões) Resultado Chave(s)
Simples Masculino Croácia Mili Poljičak Estados Unidos Michael Zheng 7–62, 7–63
principal
qualificatório
Feminino Estados Unidos Liv Hovde Hungria Luca Udvardy 6–3, 6–4
principal
qualificatório
Duplas Masculino Estados Unidos Sebastian Gorzny
Estados Unidos Alex Michelsen
França Gabriel Debru
França Paul Inchauspé
7–65, 6–3
principal
Feminino Países Baixos Rose Marie Nijkamp
Quénia Angella Okutoyi
Canadá Kayla Cross
Canadá Victoria Mboko
3–6, 6–4, [11–9]
principal

Cadeirante[editar | editar código-fonte]

Categoria Evento Campeã(s)(o/ões) Vice-campeã(s)(o/ões) Resultado Chave
Simples Masculino Japão Shingo Kunieda Reino Unido Alfie Hewett 4–6, 7–5, 7–6(10–5)
principal
Feminino Países Baixos Diede de Groot Japão Yui Kamiji 6–4, 6–2
principal
Tetraplégico Países Baixos Sam Schröder Países Baixos Niels Vink 7–65, 6–1
principal
Duplas Masculino Argentina Gustavo Fernández
Japão Shingo Kunieda
Reino Unido Alfie Hewett
Reino Unido Gordon Reid
6–3, 6–1
principal
Feminino Japão Yui Kamiji
Estados Unidos Dana Mathewson
Países Baixos Diede de Groot
Países Baixos Aniek van Koot
6–1, 7–5
principal
Tetraplégico Países Baixos Sam Schröder
Países Baixos Niels Vink
Reino Unido Andy Lapthorne
Estados Unidos David Wagner
46–7, 6–2, 6–3
principal

Outros eventos[editar | editar código-fonte]

Categoria Evento Campeã(s)(o/ões) Vice-campeã(s)(o/ões) Resultado Chave
Duplas
convidadas
Masculino Estados Unidos Bob Bryan
Estados Unidos Mike Bryan
Chipre Marcos Baghdatis
Bélgica Xavier Malisse
6–3, 6–4
principal
Feminino Bélgica Kim Clijsters
Suíça Martina Hingis
Eslováquia Daniela Hantuchová
Reino Unido Laura Robson
6–4, 6–2
principal
Misto Sérvia Nenad Zimonjić
França Marion Bartoli
Austrália Todd Woodbridge
Zimbabwe Cara Black
7–61, 6–1
principal

Referências

  1. a b «Wimbledon 2022: Draws, Dates, History & All You Need To Know» (em inglês). atptour.com. Cópia arquivada em 21 de junho de 2022 
  2. «Djokovic vira, vence 7º Wimbledon e 21º Grand Slam». tenisbrasil.com.br. 10 de julho de 2022 
  3. «Rybakina marca grande virada e fatura primeiro Slam». tenisbrasil.com.br. 9 de julho de 2022 
  4. «Rybakina e cazaques recusam ideia de 'produto russo'». tenisbrasil.com.br. 13 de julho de 2022 
  5. «Australianos faturam duplas com campanha incrível». tenisbrasil.com.br. 9 de julho de 2022 
  6. «Krejcikova e Siniakova são bicampeãs em Wimbledon». tenisbrasil.com.br. 10 de julho de 2022 
  7. «Skupski e Krawczyk defendem o título nas mistas». tenisbrasil.com.br. 7 de julho de 2022 
  8. «Wimbledon to drop middle Sunday break and move to 14-day tournament» (em inglês). wimbledon.com. 27 de abril de 2021 
  9. «Wimbledon: Final set tie-breaks to be introduced in 2019». bbc.com. 19 de outubro de 2018 
  10. «Middle Sunday makes grand entrance» (em inglês). wimbledon.com. Cópia arquivada em 3 de julho de 2022 
  11. «Joint Statement by the International Governing Bodies of Tennis» (em inglês). atptour.com. Cópia arquivada em 1º de março de 2022 
  12. «Joint Statement by the International Governing Bodies of Tennis» (em inglês). wtatennis.com. Cópia arquivada em 1º de março de 2022 
  13. «Wimbledon confirma proibição de tenistas da Rússia e de Belarus no torneio». cnnbrasil.com.br. 20 de abril de 2022 
  14. «Novak Djokovic ridicules 'crazy' decision to ban Russian players from Wimbledon» (em inglês). independet.co.uk. 5 de junho de 2022 
  15. «Russian tennis star Andrey Rublev says Wimbledon ban is 'illogical' and 'discriminatory'» (em inglês). cnn.com. 22 de abril de 2022 
  16. «Kostyuk and Stakhovsky support the Wimbledon ban» (em inglês). tennisworldusa.org. 26 de abril de 2022 
  17. a b c «ATP responde e retira os pontos de Wimbledon». tenisbrasil.com.br. 20 de maio de 2022 
  18. a b c «WTA e ITF também não darão pontos em Wimbledon». tenisbrasil.com.br. 20 de maio de 2022 
  19. «Andy Murray criticises decision to remove ranking points from Wimbledon after easy Surbiton win» (em inglês). bbc.com. 30 de maio de 2022 
  20. «Osaka desiste e Pigossi entra em Wimbledon». tenisbrasil.com.br. 18 de junho de 2022 
  21. «Broadcast Rightsholders 2022» (PDF) (em inglês). wimbledon.com. Cópia arquivada (PDF) em 5 de julho de 2022 
  22. «The Championships, Wimbledon - Prize money per programme» (PDF) (em inglês). wimbledon.com. Cópia arquivada (PDF) em 27 de junho de 2021 
  23. «Seeding Announcements» (PDF) (em inglês). wimbledon.com. Cópia arquivada (PDF) em 5 de julho de 2022 
  24. «Rankings Singles 2022.06.27» (em inglês). atptour.com. Cópia arquivada em 5 de julho de 2022 
  25. «Rankings Doubles 2022.06.27» (em inglês). atptour.com. Cópia arquivada em 5 de julho de 2022 
  26. «Singles Rankings For: 27 June 2022» (PDF) (em inglês). wtatennis.com. Cópia arquivada (PDF) em 5 de julho de 2022 
  27. «Doubles Rankings For: 27 June 2022» (PDF) (em inglês). wtatennis.com. Cópia arquivada (PDF) em 5 de julho de 2022 
  28. «Zverev realiza cirurgia para reparar o tornozelo». tenisbrasil.com.br. 7 de junho de 2022 
  29. «Berrettini também pega Covid e sai de Wimbledon». tenisbrasil.com.br. 28 de junho de 2022 
  30. «Cilic não se recupera de covid e desiste de jogar». tenisbrasil.com.br. 27 de junho de 2022 
  31. «Monfils desiste de Wimbledon e abre espaço para um lucky-loser». lance.com.br. 23 de junho de 2022 
  32. «Leylah Fernandez to miss Wimbledon as her distraught father breaks down while discussing injury» (em inglês). tennis365.com. 4 de junho de 2022 
  33. «Madison Keys forçada a desistir de Wimbledon devido a lesão». bolamarela.pt. 25 de junho de 2022 
  34. «Wild Card Announcements» (PDF) (em inglês). wimbledon.com. Cópia arquivada (PDF) em 3 de julho de 2022 
  35. «Qualifying Competition 2022» (em inglês). wimbledon.com. Cópia arquivada em 3 de julho de 2022 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]