Torre Hearst

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Hearst Tower
[[File:Hearstowernyc.JPG||frameless|upright=1.2]]

Hearst Tower em 2008.

História
Arquiteto
Engenheiro
Período de construção
Abertura
Status
Completo
Uso
Arquitetura
Estilo
Material
Fachada em vidro e aço inoxidávelVisualizar e editar dados no Wikidata
Telhado
182 m (597 pés)
Altura do último andar
47º
Pisos
46
Elevador
3Visualizar e editar dados no Wikidata
Localização
Endereço
Coordenadas

A Torre Hearst (em inglês: Hearst Tower) é um arranha-céu edificado na cidade de Nova Iorque como sede da Hearst Corporation perto do Columbus Circle. Também abriga a produção das resvistas Cosmopolitan e Esquire.

História[editar | editar código-fonte]

O antigo edifício de seis andares foi encomendado pelo fundar da empresa William R. Hearst ao arquiteto Joseph Urban. A primeira etapa da construção foi parcialmente concluída em 1928 com um custo de 2 milhões de dólares, mas teve de ser paralisada devido à Grande Depressão de 1929. A nova torre, projetada por Norman Foster, foi concluída em Maio de 2004 e tem sido, desde então, o local de trabalho de 2 mil pessoas.

Características[editar | editar código-fonte]

A Hearst Tower é o primeiro edifício "verde" concluído em Nova Iorque, com uma série de sistemas de preservação ambiental. O piso do primeiro andar é pavimentado com Condução térmica através do Calcário. A chuva coletada no telhado do prédio é armazenada para o cultivo de plantas artesanais. Alem disso, ela e a obra mais planejada de Norman Foster.


A estrutura do edifício é constituída de 80% de aço reciclado e foi concebida para usufruir de 26% a menos de energia do que os edifícios comuns. Ganhou um prêmio da Leadership in Energy and Environmental Design.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre arranha-céus é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.