Torre de Babel

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Para outros significados, veja Torre de Babel (desambiguação).

A Torre de Babel (em hebraico: מִגְדַּל בָּבֶל , Migdal Bāḇēl), segundo Gênesis 11:1-9 é um mito de origem usado para explicar as diferentes línguas faladas no mundo.[1][2][3][4]

De acordo com a história, a humanidade era uniforme nas gerações seguintes ao Grande Dilúvio, falando um único idioma e migrando para o oriente, vai para a terra de Shinar (שִׁנְעָר). Nesse local combinam construir uma cidade e uma torre, alta o suficiente para alcançar o céu. Observando a cidade e a torre, Deus mistura suas vozes para que eles não possam entender uns aos outros e os dispersa por todo o mundo.[carece de fontes?]

Alguns estudiosos modernos têm associado a Torre de Babel com estruturas conhecidas, nomeadamente o Etemenanki, um zigurate dedicado ao deus Marduque da Mesopotâmia por Nabopalasar, o rei de Babilônia por volta de 610 A.C.[5][6] O Grande Zigurate da Babilônia tinha 91 metros de altura. Alexandre, o Grande ordenou a sua demolição por volta de 331 A.C., preparando uma reconstrução que não aconteceu devido à sua morte.[7][8] Uma história Suméria com alguns elementos semelhantes é contada em Enmerkar e o Senhor de Aratta.[9]

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. Metzger, Bruce Manning; Coogan, Michael D. The Oxford Guide To People And Places Of The Bible. [S.l.: s.n.] ISBN 978-0-19-517610-0 
  2. Levenson, Jon D. (2004). «Genesis: Introduction and Annotations». The Jewish Study Bible. [S.l.: s.n.] ISBN 9780195297515 
  3. Graves, Robert; Patai, Raphael (1986). Hebrew Myths: The Book of Genesis. [S.l.: s.n.] ISBN 9780795337154 
  4. Schwartz, Howard; Loebel-Fried, Caren; Ginsburg, Elliot K. (2007). Tree of Souls: The Mythology of Judaism. [S.l.: s.n.] ISBN 9780195358704 
  5. Harris, Stephen L. Understanding the Bible. [S.l.: s.n.] ISBN 9780767429160 
  6. Streck, Michael P. (2006). "Die Stadt, an deren Freuden man nicht satt wird". Damals (em alemão). Vol. Special volume. pp. 11–28.
  7. Diodorus Siculus, 2.9.9; Strabo, Geography, 16.1.5.
  8. «Darius III, Alexander the Great and Babylonian Scholarship». Achaemenid History. XIII 
  9. «The "Babel of Tongues": A Sumerian Version». 88 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre religião é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.