Torre de Gálata

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Vista próxima da torre.
A Torre de Gálata, desde a entrada do Corno de Ouro, com a Ponte de Gálata à esquerda.

A Torre de Gálata (em turco: Galata Kulesi) é uma torre medieval localizada no bairro que lhe dá o nome na parte europeia de Istambul, na Turquia, ao norte do Corno de Ouro. A torre domina o panorama dessa parte da cidade[1].

Dimensões[editar | editar código-fonte]

A torre tem uma altura de 66,9 m (62,59 m não contando com o telhado) e conta com nove andares. Quando foi construída, se converteu na estrutura mais alta da cidade. A base da torre se encontra a 35 m sobre o nível do mar. Tem um diâmetro de 16,45 m na base, com 8,95 m de diâmetro interior, e paredes de 3,75 m de largura. O miradouro se encontra a 51,65 m de altura.

História[editar | editar código-fonte]

A torre, chamada inicialmente Christea Turris (Torre de Cristo), foi construída em 1348 como parte da expansão da colônia genovesa de Constantinopla. Tratava-se da construção mais alta das fortificações que rodeavam a cidadela genovesa de Gálata. A torre atual não é a mesma que a antiga torre de Gálata, originariamente bizantina, chamada Megálos Pýrgos (em grego: Μεγάλος Πύργος), que controlava o extremo norte do mar para a entrada do Corno de Ouro. Encontrava-se em um lugar diferente e foi destruída durante a Quarta Cruzada, em 1204.

A parte cônica superior da torre se modificou em varias restaurações durante o período otomano, quando se utilizava como torre de vigilância.

Segundo o Seyahatname do historiador e viajante otomano Evliya Çelebi, cerca de 1630 Hezarfen Ahmet Çelebi conseguiu voar utilizando asas artificiais desde a torre até as colinas de Üsküdar, na parte asiática. Evliya Çelebi também fala sobre o irmão de Hezarfen, Lagari Hasan Çelebi, que em 1633 realizou o primeiro vôo com um foguete cônico cheio de pólvora. As façanhas dos irmãos também se encontram recolhidas no livro de 1638, "Discovery of a World in Moone", de John Wilkins.

Na década de 1960, se substituiu o interior original de madeira por uma estrutura de concreto e se abriu ao público. Nos andares superiores há um restaurante e um café, de onde se desfrutam magníficas vistas de Istambul e do Bósforo. Nos andares superiores também há local de festas onde são apresentados espetáculos turcos. Existem dois elevadores em funcionamento.

Referências

  1. REPUBLIC OF TURKEY MINISTRY OF CULTURE AND TOURISM ISTANBUL PROVINCIAL DIRECTORATE OF CULTURE AND TOURISM. «Galata Tower». Consultado em 8 de maio de 2018. 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Torre de Gálata