Totò, Vittorio e la dottoressa

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa


Totò, Vittorio e la dottoressa
 Itália
1957 •  pb •  100 min 
Realização Camillo Mastrocinque
Argumento Vittorio Metz, Marcello Marchesi
Elenco Totò, Vittorio De Sica, Abbe Lane
Género comédia
Idioma italiano (língua)
Página no IMDb (em inglês)

Totò, Vittorio e la dottoressa é um filme italiano de 1957[1], dirigido por Camillo Mastrocinque.

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Michele (Totò) e Gennaro (Agostino Salvietti) trabalham como investigadores da agência "Nulla sfugge". Quando o seu patrão (Luigi Pavese) é obrigado a ausentar-se em trabalho, os dois decidem tomar o seu lugar e fazerem-se passar por hábeis investigadores especializados, perante duas irmãs (Tecla Scarano e Amalia Pellegrini) que se dirigiram à agência para mandarem investigar a conduta moral da mulher do seu neto, uma doutora americana de Boston (Abbe Lane). A doutora é chamada a substituir um professor famoso e a cuidar dos seus pacientes, entre os quais se inclui o marquês De Vitti (Vittorio De Sica), um nobre muito mulherengo.


Elenco[editar | editar código-fonte]

Ligações Externas[editar | editar código-fonte]

Portal A Wikipédia tem os portais:

Referências

Ícone de esboço Este artigo sobre um filme do cinema italiano é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.