Touch Me (canção)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
"Touch Me"
Single de The Doors
do álbum The Soft Parade
Lado B "Wild Child"
Lançamento Dezembro de 1968
Formato(s) 7" single
Gravação Fevereiro a Maio de 1968
Gênero(s) Rock
Duração 3:11
Gravadora(s) Elektra
Composição Robby Krieger
Produção Paul Rothchild
Cronologia de singles de The Doors
"Hello, I Love You"
(1968)
"Wishful Sinful"
(1969)
Cronologia de The Doors
Faixas de The Soft Parade
"Tell All the People"
(1)
"Shaman's Blues"
(3)

"Touch Me" é uma canção dos The Doors lançada no seu álbum The Soft Parade. Escrita por Robby Krieger, é melhor conhecida pelo seu grande uso de instrumentos de cordas e de sopro para acentuar a voz de Jim Morrison (incluindo um solo do saxofonista Curtis Amy), o que a tornou uma das mais reconhecidas canções que os Doors lançaram. A sua versão single foi lançada em Dezembro de 1968.

Uma das mais famosas actuações televisivas dos Doors foi a performance do grupo com "Touch Me" no Smothers Brothers Comedy Hour juntamente com B-side do single, "Wild Child". Durante a actuação, pode-se ver Robby Krieger com um olho negro resultante de um confronto num bar na noite anterior.

Ian Astbury fez uma cover da canção para o álbum de tributo dos Doors, Stoned Immaculate: The Music of the Doors.

No filme de 1991 de Oliver Stone The Doors, Jim Morrison é visto a modificar a letra durante um concerto sob influência do álcool, falando sobre sexo oral.

Foi também incluída no filme de 2003 School of Rock quando a personagem de Jack Black, Dewey Finn (como Ned Shneebly), ensina a Lawrence como tocar teclado. Surge também na banda sonora do filme.

No final da canção, ouve-se Morrison dizer, "Stronger than dirt," que era o slogan da empresa de limpeza Ajax, e os últimos acordes de "Touch Me" são os mesmos que a publicidade à Ajax. Isto era uma forma de gozo por parte de Krieger, Densmore e Manzarek que pertendiam aceitar a oferta da Buick para usar "Light My Fire" numa publicidade. O acordo foi abortado quando Morrison se opôs.

A canção tem recebido ao longo dos últimos 30 anos muita audição nas rádios, juntamente com "Light My Fire", "Love Her Madly", "Roadhouse Blues" e "Riders on the Storm".