Town Without Pity

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Town Without Pity
Cidade sem Compaixão[1] (BRA)
 Estados Unidos
 Alemanha Ocidental
Suíça

1961 •  pb •  105 min 
Direção Gottfried Reinhardt
Produção Gottfried Reinhardt
Eberhard Meichsner
Roteiro George Hurdalek
Silvia Reinhardt
Jan Lustig
Manfred Gregor
(romance)
Elenco Kirk Douglas
E. G. Marshall
Christine Kaufmann
Gênero Drama
Música Dimitri Tiomkin
Direção de arte Rolf Zehetbauer
Direção de fotografia Kurt Hasse
Figurino Lilo Hagen
Edição Werner Preuss
Companhia(s) produtora(s) The Mirisch Corporation
Distribuição United Artists
Lançamento Estados Unidos 10 de outubro de 1961
Alemanha 24 de março de 1961
Idioma inglês
alemão

Town Without Pity (br: Cidade sem Compaixão) é um filme teuto-suíço-norte-americano de 1961, do gênero drama, dirigido por Gottfried Reinhardt e estrelado por Kirk Douglas e E. G. Marshall.

O filme é sobre um assunto explosivo e ousado para a época: um estupro cometido por vários soldados americanos baseados na Alemanha do pós-guerra. Toca ainda na hipocrisia e mesquinhez da comunidade afetada por esse ato e chega até à potencial cumplicidade da vítima.[2]

A canção título, composta por Dimitri Tiomkin e Ned Washington, foi indicada ao Oscar. Executada insistentemente durante a projeção, a ponto de incomodar,[2] a canção tornou-se um grande sucesso na voz de Gene Pitney, um dos grandes nomes dos primórdios do rock'n'roll.

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Gtk-paste.svg Aviso: Este artigo ou se(c)ção contém revelações sobre o enredo.

Alemanha, pós-Segunda Guerra. O Major Steve Garrett chega à pequena cidade de Neustadt, escolhido que foi para defender quatro soldados acusados de estuprar a jovem Karin Steinhof. Ele começa por investigar a vida da garota e descobre que, na noite fatal, ela tentara seduzir o inexperiente namorado, Frank Borgmann, que fugira todo atrapalhado. Os soldados, então, teriam se aproveitado da situação e cometido o ato. O pai de Karin, Karl Steinhof, quer a pena de morte, porém o major intimida-o com a ameaça de colocar a moça na tribuna. Isto porque, ao conversar com os moradores, descobre que ela tem o hábito de postar-se nua à janela, para ser vista pelos passantes.

No fim do julgamento, os soldados são declarados culpados pelo júri, mas escapam da pena capital. Dias depois, Karin comete suicídio e o major deixa a cidade, levando consigo um magro triunfo.[3][4]

Gtk-paste.svg Aviso: Terminam aqui as revelações sobre o enredo.

Premiações[editar | editar código-fonte]

Patrocinador Prêmio Categoria Situação
Academia de Artes e Ciências Cinematográficas Oscar Melhor Canção Original Indicado
Associação de Correspondentes Estrangeiros de Hollywood Golden Globe Atriz Revelação (Christine Kaufmann)
Melhor Canção Original
Vencedor
Vencedor
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Town Without Pity

Elenco[editar | editar código-fonte]

Ator/Atriz Personagem
Kirk Douglas Major Steve Garrett
E. G. Marshall Coronel Jerome Pakenham
Christine Kaufmann Karin Steinhof
Robert Blake Jim
Richard Jaeckel Bidie
Frank Sutton Chuck
Mal Sondock Joey
Barbara Rütting Inge Koerner
Hans Nielsen Karl Steinhof
Karin Hardt Senhora Steinhof
Ingrid van Bergen Trude
Gerhart Lippert Frank Borgmann
Eleanore van Hoogstraten Senhora Borgmann
Max Haufler Doutor Urban
Siegfried Schürenberg Burgomestre
Rose Renee Roth Senhora Kulig
Alan Gifford General Sttaford
Portal A Wikipédia tem os portais:

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Cidade sem Compaixão no CinePlayers (Brasil)
  2. a b Butler, Craig. «Town Without Pity» (em inglês). AllMovie. Consultado em 20 de setembro de 2017 
  3. Bergan, Ronald (1986). The United Artists Story (em inglês). Londres: Octopus Books. ISBN 9780706425819 
  4. Betzold, Michael. «Town Without Pity» (em inglês). AllMovie. Consultado em 20 de setembro de 2017 
Ícone de esboço Este artigo sobre um filme estadunidense é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.