Tríplice Coroa do Automobilismo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Principado de Monaco
Le Mans
500 Milhas de Indianápolis

A Tríplice Coroa do Automobilismo é um título não oficial dado a um piloto que conquista as três mais prestigiadas corridas do automobilismo mundial ao longo de sua carreira,[1][2][3][4] que são: o Grande Prêmio de Mônaco, as 500 Milhas de Indianápolis e as 24 Horas de Le Mans.

Como o Grandes Prêmios de Mônaco e as 500 Milhas de Indianápolis acontecem sempre na mesma época, é difícil para um piloto conseguir disputar as duas provas no mesmo ano, uma vez que as provas acontecem em lados opostos do Oceano Atlântico, e desde 1961 fazem parte de competições distintas.[5] Assim, considera-se que um piloto ganhou a tríplice coroa, mesmo ganhando as provas em anos distintos.

Lista dos Vencedores da Tríplice Coroa[editar | editar código-fonte]

Até hoje, apenas um piloto logrou esta façanha: Graham Hill.[6][7][8]

Muitos já ganharam 2 das 3 provas, Juan Pablo Montoya, Jacques Villeneuve e Fernando Alonso, por ainda estarem no ativo, são candidatos a este título.

Piloto Vencedor em Indianápolis Vencedor em Le Mans Vencedor
do Grande Prêmio
de Mônaco
Campeão Mundial
de Fórmula 1
HillGraham1969Aug.jpg
Reino Unido Graham Hill
1966 1972 1963, 1964, 1965, 1968 e 1969 1962 e 1968
Os pilotos listados abaixo conseguiram 2 dos 3 títulos
Reino de Itália Tazio Nuvolari 1933 1932
França Maurice Trintignant 1954 1955 e 1958
Estados Unidos A.J. Foyt 1961, 1964, 1967 e 1977 1967
Nova Zelândia Bruce McLaren 1966 1962
Áustria Jochen Rindt 1965 1970 1970
Canadá Jacques Villeneuve 1995 1997
Colômbia Juan Pablo Montoya 2000 e 2015 2003
Espanha Fernando Alonso 2018 2006 e 2007 2005 e 2006

Nota: Pilotos destacados em itálico ainda estão na ativa.

Tríplice Coroa da Formula Indy[editar | editar código-fonte]

Al Unser, único vencedor da Tríplice Coroa da Formula Indy.

A Tríplice Coroa da Formula Indy é dada ao piloto que conseguir ganhar, num mesmo ano, as 3 mais duras provas de 500 milhas do calendário, que são: 500 Milhas de Indianápolis, 500 Milhas de Pocono, e 500 Milhas de Ontario. Al Unser (1978) é o único piloto a conseguir este título. Em 1980, a pista de Ontario foi fechada, e então substituída por Michigan-500. Porém, com este novo formato, ninguém ainda conseguiu conquistá-la.

Tríplice Coroa da Endurance Racing[editar | editar código-fonte]

A. J. Foyt, quase ganhador da Triplice Coroa do Automobilismo, e vencedor da Tríplice Coroa da Endurance Racing.

A Tríplice Coroa da Endurance Racing, que é dada ao piloto que conseguir ganhar, num mesmo ano, as 3 mais duras provas de Endurance do calendário que são: 24 Horas de Le Mans, 24 Horas de Daytona e 12 Horas de Sebring.[9] Este título já foi conquistado por 10 pilotos, a saber: A. J. Foyt, Hans Herrmann, Jackie Oliver, Jacky Ickx, Al Holbert, Hurley Haywood, Mauro Baldi, Andy Wallace, Marco Werner e Timo Bernhard.

Curiosidades[editar | editar código-fonte]

  • Em 1967, A. J. Foyt venceu as 500 Milhas de Indianápolis e as 24 Horas de Le Mans num intervalo de apenas 2 semanas entre as provas.
  • O escocês Jim Clark é, até hoje, o único piloto a vencer as 500 Milhas de Indianápolis e ser campeão mundial de F1 no mesmo ano.[10] Clark também esteve perto de completar a tríplice coroa, com melhor colocação da prova de Le Mans um 3° lugar geral em 1960.
  • O americano Phil Hill é, até hoje, o único piloto a vencer as 24 horas de Le Mans e ser campeão mundial de F1 no mesmo ano.
  • Juan Manuel Fangio esteve perto de vencer a prova de Le Mans em 1955, fato que não aconteceu por abandonar voluntariamente a prova. Fangio venceu o Grande Prêmio de Mônaco e o campeonato mundial e esteve perto de competir nas 500 Milhas de Indianápolis de 1958.
  • Conquistas simultâneas de compatriotas no GP de Monaco e na Indy 500 são raríssimas. Apenas em 5 oportunidades pilotos de uma mesma nacionalidade venceram as duas provas no mesmo ano, a saber:
Ano Nacionalidade Mônaco Indianapolis Ref.
1965 Reino Unido Britânicos Graham Hill Jim Clark [11]
1966 Reino Unido Britânicos Jackie Stewart Graham Hill
1989 Brasil Brasileiros Ayrton Senna Emerson Fittipaldi
1993 Brasil Brasileiros Ayrton Senna Emerson Fittipaldi
2018 Austrália Australianos Daniel Ricciardo Will Power

Ver Também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Dan Knutson (3 de junho de 2003). «Points Race Stays Tight; Montoya Joins Elite Company With Victory». Consultado em 3 de dezembro de 2007. 
  2. Henri Boulanger. «Monaco Grand Prix Glitz Draws Rising Stars». IntakeInfo.com. Consultado em 5 de dezembro de 2007. 
  3. «Why not a Grand Prix in Monte Carlo?». Gale Force of Monaco. Consultado em 9 de março de 2007.. Cópia arquivada em 2 de maio de 2006 
  4. «Indy 500, Sunday May 27, 2007». Top Gear Magazine New Car Supplement 2007. BBC Worldwide. Março de 2007. 30 páginas 
  5. Dan Knutson. «2003 Monaco Grand Prix diary». Consultado em 28 de agosto de 2006. 
  6. «Tribute to Graham Hill». lastingtribute.co.uk. Consultado em 5 de dezembro de 2007. 
  7. Bette Hill with Neil Ewart (1978). The Other Side of the Hill. [S.l.]: Hutchison/Stanley Paul. pp. p87. ISBN 0-09-134900-1 
  8. Oliver Irish (15 de junho de 2007). «Stick to the day job, Jacques». London: Guardian Unlimited. Consultado em 5 de dezembro de 2007. 
  9. sportv.globo.com Quem é quem nas 12 Horas de Sebring – LMP1 Acessado em 01/05/2012.
  10. gptotal.com.br/ O homem mais rápido sobre rodas
  11. globoesporte.globo.com/ Mônaco + Indy 500: australianos repetem feito de Senna e Fittipaldi, 25 anos depois

Links Externos[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre Automobilismo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.