Trachelophorus giraffa

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Como ler uma infocaixa de taxonomiaBesouro-girafa (Trachelophorus giraffa)
Fotografia de T. giraffa (macho).
Fotografia de T. giraffa (macho).
Fotografia de T. giraffa (fêmea).
Fotografia de T. giraffa (fêmea).
Classificação científica
Reino: Animalia
Filo: Arthropoda
Classe: Insecta
Ordem: Coleoptera
Subordem: Polyphaga[1]
Família: Attelabidae[1]
Género: Trachelophorus
Espécie: T. giraffa
Nome binomial
Trachelophorus giraffa
(Jekel, 1860)[2]

Trachelophorus giraffa (denominado popularmente, em inglês, Giraffe weevil; cuja tradução, para o português, é Gorgulho-girafa[3]; ou simplesmente denominado Besouro-girafa)[4] é um inseto da ordem Coleoptera e da família Attelabidae[1]; um besouro cujo habitat é endêmico às florestas tropicais de Madagáscar[3], sendo classificado em 1860 por Jekel[2] e apresentando dimorfismo sexual visível; com o pescoço do macho sendo de 2 a 3 vezes maior que o comprimento do pescoço da fêmea.[5][6] Este pescoço estendido dos machos é uma adaptação que auxilia na construção de ninhos e em lutas de acasalamento com oponentes do mesmo sexo.[5] A exibição, provavelmente, é puramente ritual; dois machos permanecem face a face e assinalam seus pescoços alongados para cima e para baixo até que um ceda e se retire.[7] Os élitros são de um vermelho vivo, cobrindo as suas asas voadoras, enquanto o resto do corpo é de um negro-lustroso. O comprimento total do corpo dos machos é inferior a 2.5 centímetros.[5]

Planta-alimento[editar | editar código-fonte]

Os adultos são herbívoros e se alimentam de uma árvore que é conhecida como "árvore do besouro da girafa" (Dichaetanthera arborea; mas também em Dichaetanthera cordifolia: gênero Dichaetanthera, família Melastomataceae). Eles passarão a maior parte de suas vidas nestas árvores e raramente se espalharão para longe.[5] Fêmeas usam seu pescoço menor para enrolar um tubo de folhas para seu ninho, no qual apenas um ovo é colocado.[3]

Referências

  1. a b c FOOTTIT, Robert G.; ADLER, Peter H. (2009). Insect Biodiversity. Science and Society (em inglês). United Kingdom: Wiley-Blackwell - Google Books. p. 270. 656 páginas. ISBN 978-1-4051-5142-9. Consultado em 27 de janeiro de 2018 
  2. a b «Trachelophorus giraffa (Jekel, 1860)» (em alemão). Käfer der Welt. 1 páginas. Consultado em 27 de janeiro de 2018 
  3. a b c «Giraffe weevil» (em inglês). BBC Nature. 1 páginas. Consultado em 27 de janeiro de 2018 
  4. «BESOURO-GIRAFA». Net Nature. 26 de setembro de 2013. 1 páginas. Consultado em 27 de janeiro de 2018 
  5. a b c d «Giraffe Weevil - Trachelophorus giraffa» (em inglês). Carnivora Forum. 28 de agosto de 2012. 1 páginas. Consultado em 27 de janeiro de 2018 
  6. Macho de Trachelophorus giraffa (fonte).
  7. PRESTON-MAFHAM, Rod; PRESTON-MAFHAM, Ken (1993). The Encyclopedia of Land Invertebrate Behaviour (em inglês). Cambridge, Massachusetts: The MIT Press - Google Books. p. 67. 320 páginas. ISBN 0262161370. Consultado em 27 de janeiro de 2018 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre insetos, integrado no Projeto Artrópodes é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.


O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Trachelophorus giraffa