Traição

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Se procura pela ruptura de fé ou de compromisso, veja infidelidade.
Disambig grey.svg Nota: Se procura pela traição conjugal, veja adultério.
O quadro A Captura de Cristo, em que Caravaggio retrata o beijo com que Judas Iscariotes traiu Jesus.

Traição, como uma forma de decepção ou repúdio da prévia suposição, é o rompimento ou violação da presunção do contrato social (verdade ou da confiança) que produz conflitos morais e psicológicos entre os relacionamentos individuais, entre organizações ou entre indivíduos e organizações. Geralmente a traição é o ato de suportar o grupo rival, ou, é uma ruptura completa da decisão anteriormente tomada ou das normas presumidas pelas outros.

Juridicamente[editar | editar código-fonte]

É tornar óbvio e evidente o que se queria ocultar, ser infiel ou descumprir com o compromisso assumido.

Lei Militar[editar | editar código-fonte]

Na lei militar, traição é o crime de deslealdade de um cidadão à sua pátria. Por exemplo, em tempos de guerra, uma pessoa que coopera ativamente com o inimigo (colaboracionismo), é considerado um traidor.

Definição Psicologia[editar | editar código-fonte]

Segundo a psicoterapeuta Olga Inês Tessari, são vários os fatores que levam à traição: questões culturais, carências, insatisfação em relação a desejos e expectativas com o (a) parceiro (a), vingança, a busca pelo novo, o estímulo provocado pela sensação de perigo, ou mesmo de poder. "A ideia de posse existe em quase todas as relações estáveis e as cobranças de fidelidade são normais e aceitas pela sociedade." Segundo especialista a traição funciona como válvula de escape, pois quem trai e porque possui um motivo muito forte. Na maioria dos casos traição e mais comum em relacionamentos amorosos e cada dia que passa e mais comum, pois hoje em sociedade moderna porem ao mesmo tempo moralista a pressão psicológica e muito grande. Por isso segundo estudos algumas pessoas que ficam reprimidas com suas fantasias e anseios acabam cometendo o erro de trair alguém; isso só faz com que este indivíduo use uma espécie de "máscara" para esconder quem realmente é, ou gostaria de ser. O medo é o principal elemento para a traição.

Livros[editar | editar código-fonte]

O Romance de Gustave Flaubert, “Madame Bovary”, considerado o primeiro romance realista, trata magistralmente do tema áspero da infidelidade.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Wikiquote
O Wikiquote possui citações de ou sobre: Traição