Transavia.com

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Transavia)
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Transavia
IATA HV (Holanda)
TO (França)
ICAO TRA (Holanda)
TVF (França)
Indicativo de chamada Transavia
France Soleil
Fundada em 1966
Principais centros
de operações
Aeroporto de Amesterdão Schiphol

Aeroporto de Groninga-Eelde Aeroporto de Orly Aeroporto de Roterdã-Haia Aeroporto de Eindhoven Aeroporto Nantes Atlantique Aeroporto de Lyon-Saint-Exupéry

Outros centros
de operações
Aeroporto de Lisboa

Aeroporto de faro Aeroporto de Palma de Maiorca

Programa de milhagem Flying Blue
Aliança comercial Não possui
Frota 90 (9 alugados á companhia aérea

Gol ) ; (4 a operar para a Sun Country Airlines )

Destinos ca. 100
Companhia
administradora
Transavia Airlines, C.V.
Sede Amesterdão, Países Baixos
Pessoas importantes Matthijs ten Brink, CEO (TRA)
Nathalie Stubler, CEO (TVF)
Sítio oficial www.transavia.com

A Transavia é uma companhia aérea de baixo custo dos Países Baixos operando como uma empresa independente do grupo Air France-KLM. Tem uma filial francesa, Transavia France.

História[editar | editar código-fonte]

A Transavia foi fundada no final de 1965, sob o nome Transavia Limburg NV por um belga e um investidor privado escocês. Em 14 de Novembro de 1966, foi concedida a licença para operar voos charter do Aeroporto Amsterdam Schiphol. Em 16 de Novembro de 1966, o primeiro voo comercial teve lugar sob o novo nome da Transavia Holland. Em 1991 a companhia celebrou o seu 25º aniversário, e passou a ser subsidiária da KLM.

Em Dezembro de 2004, a companhia aérea deixa de operar com os nomes Transavia Airlines e Air Basiq, e fundiu esses nomes para a nova marca transavia.com. O motivo foi que o site tornou-se tão importante para a empresa que queria colocar isso na expressão de nome. Em 2015 o seu nome passa de transavia.com para Transavia. A Transavia fez Amsterdam Schiphol como seu aeroporto de origem e transporta cerca de 4,5 milhões de passageiros por ano para destinos na Europa e África. A frota é composta exclusivamente por aeronaves Boeing 737 da nova geração.

Sua base está localizada no Aeroporto Internacional de Amsterdão Schiphol, enquanto seu outro centro de operação é o Aeroporto de Roterdão. A Transavia opera voos regulares e charter para locais turísticos. A companhia aérea franco-holandesa Air France-KLM planeia investir €1 bilhão para fortalecer a sua marca de baixo custo.

Presença em Portugal[editar | editar código-fonte]

Em Maio de 2016 a Transavia serve desde Lisboa os aeroportos de Amesterdão, Eindhoven, Paris-Orly, Lyon, Nantes e Rotterdam. Desde Porto os aeroportos de Amesterdão, Paris-Orly, Nantes, Lyon e Funchal. Desde Faro os aeroportos de Groningen, Amesterdão, Roterdão, Eindhoven, Paris-Orly, Lyon, e Nantes. Desde Funchal os aeroportos de Amesterdão, Paris-Orly, Nantes, Lyon e Porto. Na altura de verão serve Porto Santo.[1] Em 2018 a Transavia afirmou ter interesse em começar a operar para os Açores, em breve, anunciando uma rota direta. A Transavia também afirmou ter interesse em abrir um Hub de operação em Portugal e adicionar uma cidade foco, tendo designado Lisboa e Faro, respectivamente, para o efeito.

Com aumento de 13% em passageiros transportados em Portugal, para 2,5 milhões em 2017, a Transavia prevê aumentar a sua oferta para um total de 2,9 milhões de lugares nas rotas portuguesas em 2018 – mais 11% do que em 2017.[2]

Frota[editar | editar código-fonte]

Em 2018 a frota da Transavia é constituída por:[3]

Tipo de Avião Ativos Assentos Encomendas Notas
Boeing 737-700 8 149 Serão trocados por Boeings 737-800
Boeing 737-800 82 189 32 a operar na Transavia France.

9 Alugados á companhia aérea Gol Linhas Aéreas Inteligentes

4 a operar na Sun Country Airlines

Total: 90 --- ---
Boeing 737-800 com a nova pintura
Boeing 737-700 com a pintura antiga

Referências

Ícone de esboço Este artigo sobre aviação, integrado ao Projeto Aviação, é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.