Transcontinental FM

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Transcontinental FM
{{{alt}}}
Rádio Transcontinental Participações Ltda.
País  Brasil
Frequência(s) 104.7 MHz
Sede Band MCruzes.jpg Mogi das Cruzes, SP
Slogan O Brasil em primeiro lugar
Fundação 10 de outubro de 1981 (34 anos)
Proprietário Cid Luiz de Souza Jardim
Maria Elena dos Santos
Género Musical
Afiliações FM O Dia
Idioma (em português)
Prefixo ZYD 808
Cobertura Grande São Paulo, Vale do Paraíba, partes do (Sul de Minas e Regiões de Campinas): 150 km
Potência 48.1 kW
RDS Sim
Sítio oficial Transcontinental FM

A Rádio Transcontinental é uma estação de rádio brasileira de Mogi das Cruzes, com torre e com sede nesse município, e que opera nos 104.7 MHz em FM para ouvintes da Região Metropolitana de São Paulo.[1] Pertence a Cid Luiz de Souza Jardim e Maria Elena dos Santos.

História[editar | editar código-fonte]

Inaugurada em 10 de outubro de 1981, a Transcontinental visava inicialmente ao público de classe A. Sua programação era bastante elitizada, composta por músicas internacionais e orquestradas, MPB e raramente samba.[1] Em 1991, a emissora passou por uma profunda reformulação em sua grade de programação, que passou a ser composta quase essencialmente de música brasileira, em especial samba (com seu seu sub-gênero pagode. O novo projeto também apostou na participação de ouvintes durante a programação, o que levou a significativa ampliação da audiência.[1]

Desde então, a rádio tem figurado entre as três emissoras de FM mais ouvidas da Grande São Paulo, fechando o "top 3" da Grande São Paulo.[2] Além da região metropolitana da capital paulista, a Transcontinental atinge a Baixada Santista, Litoral Norte, Vale do Paraíba Paulista e até algumas cidades do Sul de Minas Gerais.

Programação e locutores[editar | editar código-fonte]

Entre seus principais programas está Gosto não se discute, criado após a reformulação da grade e no ar desde então.[1] Apresentado por Kiko Russo, o programa vai ao ar das 10 até as 14h. Jota Santos e Patrícia Liberato são outros comunicadores de grande audiência.[1]

A Transcontinental não possui horário específico de programas jornalísticos, mas investe durante o dia em informativos, com ênfase em notícias de utilidade pública e variedades.[1]

Referências

  1. a b c d e f BUFARAH, Álvaro; FERREIRA, Gisele Sayeg Nunes; SILVA, Júlia Lúcia de Oliveira Albano da; VILLAÇA, Lenize; PRADO, Magaly; SERGL, Marcos Júlio; RANGEL, Patrícia; (2010). Panorama do Rádio em São Paulo (PDF) (Caxias do Sul: Intercom – Sociedade Brasileira de Estudos Interdisciplinares da Comunicação). 
  2. «Exclusivo: Band FM segue líder e vê aproximação da Nativa FM. Transcontinental avança». tudoradio.com. 7 de julho de 2016. Consultado em 8 de julho de 2016. 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]