Transquei

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Transkei)
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book-4.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo, o que compromete a verificabilidade (desde abril de 2018). Por favor, insira mais referências no texto. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Bandeira de Transquei
Transquei

Transquei[1] (Transkei) foi um bantustão criado pelo governo sul-africano antes das eleições democráticas de 1994 (durante o regime do apartheid) para ali agrupar um grupo de sul-africanos falantes de xossa, no nordeste da província do Cabo, com um pequeno enclave no KwaZulu-Natal.

Este bantustão tornou-se famoso, não só por ser a região de origem de Nelson Mandela, mas também por o seu líder, Kaizer Matanzima, que era sobrinho daquele que foi o primeiro presidente negro da África do Sul, defender uma teoria segundo a qual a independência teria que passar pelos bantustões, em vez de uma África do Sul para todos, pela qual Mandela e o ANC lutavam.

Referências

  1. Nogueira 1990, p. 50.
Bantustões da era do apartheid na África do Sul
Bophuthatswana | Ciskei | Gazankulu | KaNgwane | KwaNdebele | KwaZulu | Lebowa | QwaQwa | Transkei | Venda

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Nogueira, Fernando (1990). Os Grandes Descobrimentos Portugueses e a Expansão Mundial da Europa. São Paulo: Verbo