Transpetro

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Transpetro
Petrobras Transporte S.A.
Logo petrobras.gif
Tipo Empresa de capital fechado
Indústria Transporte
Gênero Subsidiária
Fundação 12 de junho de 1998 (18 anos)
Sede Rio de Janeiro, RJ, Brasil
Proprietário(s) Petrobras
Presidente Antonio Rubens Silva Silvino [1]
Empregados 7750.(2015)
Certificação ISO 9001, ISO 14001, OHSAS 18001
Acionistas Petrobras (100%)
Página oficial www.transpetro.com.br
Tanques de armazenamento de combustível, Refinaria do Planalto Paulista (Paulínia).

A Petrobras Transporte S.A. – Transpetro é a maior processadora brasileira de gás natural. Atua nas operações de importação e exportação de petróleo e derivados, gás e etanol.[2]

Com mais de 14 mil quilômetros de oleodutos e gasodutos, 49 terminais (21 terrestres e 28 aquaviários) e 53 navios, a Transpetro tem o desafio de levar aos mais diferentes pontos do Brasil o combustível que move a economia do País. Suas operações também abastecem indústrias, termelétricas e refinarias, viabilizando a geração de milhões de empregos para os brasileiros.[2]

Como subsidiária integral da Petrobras, une as áreas de produção, refino e distribuição do Sistema Petrobras e presta serviço a diversas distribuidoras e à indústria petroquímica. A processadora tem atuação nacional, com instalações em 20 das 27 unidades federativas do Brasil.[2]

Atualmente estruturada nas seguintes áreas de negócios: Dutos e Terminais e Transporte Marítimo. No exterior, atua por intermédio da Transpetro International BV (TI BV) e colabora com a Petrobras na implantação de projetos internacionais.[2]

Com as perspectivas de aumento da produção de petróleo em função do pré-sal, a Transpetro lançou, em parceria com o Governo Federal, o Programa de Modernização e Expansão da Frota (Promef), que já entregou 11 novos navios à companhia.[2]

A Transpetro acumulou, ao longo de sua trajetória, conhecimentos únicos que a tornaram uma empresa diferenciada de logística. Estes conhecimentos, somados à renovação da sua frota pelo Promef, a credenciam como a melhor resposta às necessidades do Sistema Petrobras.[2]

Operação Lava Jato[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Operação Lava Jato

A Transpetro reconheceu um rombo de R$ 256,6 milhões no caixa da companhia por conta dos desvios descobertos pela Operação Lava Jato dos contratos assinados entre 2004 e 2012 com as empreiteiras investigadas.[3]

Referências

  1. http://www.transpetro.com.br/pt_br/quem-somos/estrutura-organizacional.html
  2. a b c d e f «Transpetro - Internas». Site Oficial. Consultado em 13 de setembro de 2015. 
  3. «Transpetro registra perda de R$ 256 mi com desvios da Lava Jato». Estadão. 13 de junho de 2015. Consultado em 13 de setembro de 2015. 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Commons
O Commons possui imagens e outras mídias sobre Transpetro