Transportes do Paraná

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

O estado do Paraná, situado no sul do Brasil, possui ampla estrutura de transportes.

Aeroportos[editar | editar código-fonte]

No estado existem seis aeroportos comerciais, dos quais dois internacionais. São administrados pela Infraero o Aeroporto Governador José Richa em Londrina, o Aeroporto Internacional Afonso Pena e o Aeroporto do Bacacheri, em Curitiba, e o Aeroporto Internacional Cataratas, em Foz do Iguaçu, além do Aeroporto de Cascavel e o Aeroporto de Maringá, administrados pelas respectivas municipalidades.[1] [2] [3]

Os aeroportos não comerciais são os de Andirá, Apucarana, Arapongas, Arapoti, Bandeirantes, Campo Mourão, Castro, Centenário do Sul, Cianorte, Cornélio Procópio, Francisco Beltrão, Goioerê, Guaíra, Guarapuava, Guaratuba, Ibaiti, Loanda, Londrina, Medianeira, Palmas, Palotina, Paranaguá, Paranavaí, Pato Branco, Ponta Grossa, Porecatú, Realeza, São Miguel do Iguaçu, Sertanópolis, Siqueira Campos, Telêmaco Borba, Toledo, Umuarama e União da Vitória, que são de responsabilidade das suas respectivas administrações municipais.[4] O único aeroporto doméstico do estado a ser administrado por uma empresa de economia mista é o Aeroporto de Maringá, conhecido pela denominação Aeroporto Regional Silvio Name Junior.[5]

Portos[editar | editar código-fonte]

O Paraná liga-se ao Brasil e ao exterior pelos portos de Paranaguá e Antonina.[6] Serviços de barcos servem os habitantes das vilas e povoados que se encontram nas ilhas e às margens da baía de Paranaguá.[6] Uns partem para a Ilha do Mel, outros para Guaraqueçaba, outros ainda para Cananéia e Iguape no estado de São Paulo, utilizando-se do canal do Varadouro. Serviços de ferry-boat são feitos na baía de Guaratuba, ligando a cidade do mesmo nome (Porto Damião de Souza)[7] à Caiobá (Porto da Passagem).[8] O transporte fluvial é feito em maior escala no rio Paraná, ligando a cidade de Guaíra com o estado de São Paulo e, através de ferry-boat, com Mato Grosso do Sul.[9] A navegação fluvial também existe em Foz do Iguaçu, na ligação Brasil e Argentina.[6]

O porto de Paranaguá, um dos mais importantes do país, foi objeto de um intenso programa de modernização, com dragagem, ampliação do cais, renovação de equipamento, inclusive a construção de um terminal de contêineres e de silos com unidades sugadoras.[10]

Rodovias[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Rodovias do Paraná
Rodovia BR-277, próximo ao município de Matelândia, no extremo oeste do estado.

A rede de rodovias pavimentadas compreende duas estradas de penetração, no sentido leste-oeste: a ligação Ourinhos SP-Londrina-Apucarana-Maringá-Paranavaí (BR-369/BR-376) e a ligação Paranaguá-Curitiba-Ponta Grossa-Guarapuava-Cascavel-Foz do Iguaçu (BR-277).

Em sentido transversal, figuram as ligações Apucarana-Ponta Grossa (BR-376), Sorocaba-Curitiba e São Paulo-Curitiba-Rio Negro. Esta última prolonga-se até o extremo sul do Rio Grande do Sul e é parte da BR-116.[11]

Ferrovias[editar | editar código-fonte]

O sistema ferroviário paranaense desfruta de notável participação na vida econômica do estado. No setor meridional, o estado é servido pelas linhas da Ferroeste, no trecho entre Guarapuava e Cascavel, que passou a ser operada pela iniciativa privada em 1997 e retomada pelo Governo no começo de 2007. Há projetos de extensão até Guaíra e Foz do Iguaçu.

Outra ferrovia faz as ligações de entre o Porto de Paranaguá com Curitiba, Guarapuava, Londrina, Ponta Grossa e Maringá. No sentido norte-sul, encontram-se as linhas da ALL - América Latina Logística (ex-ferrovia Sul-Atlântico), correspondente à malha sul da antiga Rede Ferroviária Federal, também privatizada na década de 1990, que faz a ligação do Paraná com os estados de São Paulo, Santa Catarina e Rio Grande do Sul.[11]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «CETTRANS » Companhia de Engenharia de Transporte e Trânsito Aeroporto». www.cettrans.com.br. Consultado em 2016-02-09. 
  2. «Aeroporto Regional de Maringá - Silvio Name Junior». www.aeroportomaringa.com.br. Consultado em 2016-02-09. 
  3. Infraero. «Aeroportos do Paraná». Empresa Brasileira de Infra-Estrutura Aeroportuária. Consultado em 20 de julho de 2011. 
  4. Secretaria de Estado dos Transportes do Paraná (2009). «Aeroportos do Paraná». Site Oficial do Estado do Paraná. Consultado em 6 de outubro de 2011. 
  5. «Aeroporto de Maringá». Site Oficial do Aeroporto. Consultado em 20 de julho de 2011. 
  6. a b c WONS, Iaroslaw (1994). Geografia do Paraná (Curitiba: Ensino Renovado). p. 173. 
  7. «Como chegar em Matinhos». Portal Matinhos. Consultado em 20 de julho de 2011. 
  8. SETUR (2009). «Guaratuba». Secretaria de Estado do Turismo do Paraná. Consultado em 20 de julho de 2011. 
  9. «Salto del Guairá». H2FOZ. 2011. Consultado em 20 de julho de 2011. 
  10. APPA (2009). «Infraestrutura». Administração dos Portos de Paranaguá e Antonina. Consultado em 6 de outubro de 2011. 
  11. a b DNIT (2009). «Mapa Multimodal do Paraná» (PDF). Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes. Consultado em 20 de julho de 2011. 


Bandeira do Estado do Paraná
Paraná
História • Política • Geografia • Economia • Cultura • Turismo • Portal • Imagens