Transportes em Portugal

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Nos anos 1990, muitas auto-estradas foram construídas. Na imagem a estrada A28, na região do Grande Porto.
Ponte Vasco da Gama, sobre o Rio Tejo, a maior da Europa.

Os transportes em Portugal foram encarados como uma prioridade na década de 1990, sobretudo devido ao aumento da utilização de veículos automóveis e à industrialização. Portugal foi um dos primeiros países do Mundo a ter uma auto-estrada, inaugurada em 1944, ligando Lisboa ao Estádio Nacional, a futura Auto-Estrada Lisboa–Cascais (actual A5). No entanto, apesar de terem sido posteriormente construídos alguns outros troços nas décadas de 1960 e 1970, só no final da década de 1980 foi iniciada a construção de auto-estradas em grande escala. Hoje em dia a rede de auto-estradas portuguesas é bastante desenvolvida e percorre quase todo o território, ligando todo o litoral e as principais cidades do interior, numa extensão total de aproximadamente 3000 km.[carece de fontes?]

Há ainda os Itinerários Principais (IPs) e os Itinerários Complementares (ICs) que podem ser constituídos por auto-estradas, vias rápidas (estrada destinada apenas a tráfego motorizado, com cruzamentos desnivelados e de acesso restrito a nós de ligação) e estradas nacionais. O país tem 68 732 km de rede de estradas, dos quais cerca de 2600 km fazem parte de um sistema de auto-estradas. Destes, cerca de 900 km não requerem o pagamento de portagens.[1] Até 2012, a extensão da rede de auto-estradas deverá aumentar até aos 3187 km[carece de fontes?].

As duas principais áreas metropolitanas têm sistemas de metropolitano: o Metro de Lisboa e o Metro Sul do Tejo na Área Metropolitana de Lisboa; e no Porto, o Metro do Porto, cada uma com mais de 35 km de linhas[2][3]

Gare do Oriente, uma das estações ferroviárias e rodoviárias mais importantes de Lisboa.

O transporte ferroviário de passageiros e mercadorias é feito utilizando os 2791 km de linhas ferroviárias actualmente em serviço, dos quais 1430 encontram-se electrificados e aproximadamente 900 permitem velocidades de circulação superiores aos 120 km/h.[4] A rede ferroviária é gerida pela REFER enquanto que os transportes de passageiros e mercadorias são da responsabilidade da Caminhos de Ferro Portugueses (CP), ambas empresas públicas. Em 2006 a CP transportou 133 milhões de passageiros e 9,75 milhões de toneladas de mercadorias.[5]

A fase de concurso para a construção e exploração de uma rede ferroviária de alta velocidade, com as ligações Lisboa–Madrid, Lisboa–Porto e Porto–Vigo, terá início em 2008 para a primeira, enquanto que os concursos para as ligações Lisboa–Porto e Porto–Vigo foram adiados em consequência da actual crise financeira.[6] A exploração deverá começar em 2013 nas ligações Lisboa–Madrid e em 2015 na ligação Lisboa–Porto. O investimento previsto para estas três ligações é de 7790 milhões de euros. Em estudo estão mais duas linhas de alta velocidade: Aveiro–Salamanca e Évora–Faro.[7]

Lisboa tem uma posição geográfica que a torna num ponto de escala para muitas companhias aéreas estrangeiras nos aeroportos em todo o país. O Governo está actualmente a estudar o projecto para a construção de um novo Aeroporto Internacional em Alcochete, para substituir o actual aeroporto da Portela, em Lisboa. Actualmente, os aeroportos mais importantes são os aeroportos de Lisboa (Portela), Faro, Porto (Francisco Sá Carneiro), Funchal (Madeira) e Ponta Delgada (João Paulo II - Açores).[carece de fontes?]

Geral[editar | editar código-fonte]

Transporte aéreo[editar | editar código-fonte]

Transporte ferroviário[editar | editar código-fonte]

Automotora da CP circulando na Linha do Douro
Companhias exploradoras
Empresas de gestão da rede ferroviária

Transporte marítimo e fluvial[editar | editar código-fonte]

Transporte rodoviário[editar | editar código-fonte]

Autocarro da Rodoviária do Tejo
Praça de táxis, Lisboa

Auto-estradas[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Portugal é dos países com mais portagens». Consultado em 19 de Abril de 2010  Verifique data em: |access-date= (ajuda)
  2. «Metro do Porto». 27 de março de 2011 
  3. «Metro de Lisboa». 27 de março de 2011 
  4. «REFER EP – Rede Gerida». Consultado em 6 de Outubro de 2008 
  5. «A CP». Consultado em 6 de Outubro de 2008 
  6. «Jornal Público». Consultado em 23 de novembro de 2010  Verifique data em: |access-date= (ajuda)
  7. «RAVE – A Rede de Alta Velocidade em Portugal». Consultado em 6 de Outubro de 2008 
Bandeira de Portugal Portugal
Bandeira • Brasão • Hino • Cinema • Culinária • Cultura • Demografia • Desporto • Economia • Forças Armadas • Geografia • História • Ilhas • Penínsulas • Portal • Política • Rios • Subdivisões • Transportes • Turismo • Imagens