Tratado de Livre Associação

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde julho de 2015). Por favor, adicione mais referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

Os Estados Unidos aprovaram Tratados de Livre Associação (em inglês, Compacts of Free Association)[1]com vários territórios que estavam anteriormente sob sua tutela, seja na forma de protectorados, seja na forma de colónia, como foi o caso de Porto Rico.

De acordo com aqueles tratados, os territórios que os assinam, apesar de terem autonomia interna, desde que cumpram os preceitos da Constituição dos Estados Unidos, passam a responsabilidade pela sua defesa e relações externas aos EUA.

Os países da Micronésia que estiveram sob tutela dos EUA dentro do Protectorado das Ilhas do Pacífico das Nações Unidas e que, em 1986, assinaram Tratados de Livre Associação com aquele país são:

Referências

Ícone de esboço Este artigo sobre política ou um cientista político é um esboço relacionado ao Projeto Ciências Sociais. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.