Tratado de São Petersburgo (1881)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book-4.svg
Esta página ou secção cita fontes fiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo, o que compromete a verificabilidade (desde fevereiro de 2015). Por favor, insira mais referências no texto. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
A foz do Rio Ili está situada no Lago Balcache

O Tratado de São Petersburgo de 1881, também conhecido como Tratado do Ili de 1881, foi um tratado pelo qual o Império Russo devolveu à China o controle da região do Vale do Rio Ili.

História[editar | editar código-fonte]

Em 1871, na época da Revolta Dungan, a Dinastia Qing tinha perdido o controle de grande parte de Xinjiang para rebeldes muçulmanos, incluindo o Vale do Rio Ili no noroeste de Xingiang, na fronteira com o Império Russo.

Nesse contexto, em julho de 1871, o Império Russo decidiu ocupar parte do Vale do Rio Ili, para defender seus interesses no local, mas se comprometeu a se retirar do território quando a Dinastia Qing voltasse a ter condições de exercer sua soberania no Vale[1].

Em 1877, a Dinastia Qing já havia derrotado a Revolta Dungan em Xinjiang, no entanto o Império Russo manteve a ocupação do Vale do Rio Ili.

Em 1879, a Dinastia Qing enviou uma delegação, liderada por Chonghou, a São Petersburgo para pedir à devolução dos territórios ocupados pelo Império Russo. No entanto, o chefe da missão não tinha conhecimento da geografia da região, e, em outubro, assinou o Tratado de Livádia, que permitiu que quase três quartos do Vale do Rio Ili permanecesse sob controle do Império Russo. Além disso, os russos receberam o direito de estabelecer sete consulados em território chinês e o direito a uma indenização de 5 milhões de rublos.

Ao tomar conhecimento do tratado, a Dinastia Qing prendeu Chonghou e o condenou à decapitação, mas sua vida foi poupada devida à intervenção de um grupo de diplomatas ocidentais. Zuo Zongtang, que havia derrotado a Revolta Dungan, preparou suas tropas para retomar o Vale do Rio Ili do Império Russo, enquanto uma frota do Império Russo fazia demonstrações nas proximidades da costa chinesa.

Uma segunda missão foi enviada à São Petersburgo para negociar, e essa nova negociação deu causa, em fevereiro de 1881 ao Tratado de São Petersburgo de 1881, por meio do qual, quase todo o Vale do Rio Ili foi devolvido à China[2], e o número de consulados concedidos ao Império Russo foi reduzido para dois, por outro lado a indenização foi elevada para 9 milhões de rublos[3].

Referências

  1. TSO TSUNG-T'ANG, em inglês, acesso em 21 de fevereiro de 2015.
  2. Nesse novo Tratado houve uma pequeno deslocamento da fronteira para o leste, de modo que o território onde futuramente seria construída a cidade de Dzharkent, passou a pertencer ao Império Russo (cf. The Ili Region under Russian Rule (1871-1881), p. 14, em inglês, acesso em 21 de março de 2015).
  3. Ili crisis, acesso em 20 de fevereiro de 2015.