Trato rubro-espinhal

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

O trato rubro-espinhal ou via rubro-espinhal é uma parte da via extrapiramidal e tem como função facilitar o impulso para movimento dos neurônios motores flexores e inibir o impulso para os neurônios motores extensores.[1] Se origina na parte caudal do núcleo rubro, cruza pela Decussação Tegmental Ventral do Mesencéfalo, envia eferências ao núcleo olivar inferior e segue por medula espinhal pelo cordão lateral, encostado com o Trato corticoespinhal lateral, em seu trajeto descendente até as placas motoras flexoras e extensoras.[2]

Tem a função oposta ao Trato vestíbulo-espinhal lateral, que facilita a extensão e inibe a flexão.

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. Rubin, Michael; Safdieh, Joseph E. Netter neuroanatomia essencial. Elsevier; 2008. ISBN 978-85-352-2706-2
  2. http://www.med.ufro.cl/Recursos/neuroanatomia/archivos/15_vias_eferentes_archivos/Page387.htm
Wiki letter w.svg Este artigo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o. Editor: considere marcar com um esboço mais específico.