Triamcinolona

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Triancinolona)
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Triamcinolona é um antiflogístico esteroidal de depósito, de uso veterinário, com longa duração e só requer uma aplicação a cada 15 dias. Outra grande vantagem desse anti-inflamatório é a ausência de efeito mineralocorticóide, que provoca desequilíbrio eletrolítico e alterações de hidratação.

Indicações[editar | editar código-fonte]

Indica-se triamcinolona no tratamento anti-inflamatório de: artrite, bursite, tendinite, pruridos, eczemas agudos, biefarite, conjuntivite, queralite, cetose bovina, edema mamário ante-partum, mastite aguda, atopia e processos alérgicos.

Contra-indicações[editar | editar código-fonte]

Enfermidades infecciosas bacterianas, virais e micóticas.

Demodeccia, gastrite, úlceras gastrointestinais, colites ulcerativas, pancreatite, insuficiência renal, amiloidose, diabetes mellitus, osteoporose, artrites crônicas erosivas e animais prenhes (último trimestre).

Restrição para animais produtores de carne: aplicar o produto 21 dias antes do abate. Não há carência para animais produtores de leite.

Posologia e via de administração[editar | editar código-fonte]

Administrar por via intramuscular, subcutânea, intra-articular ou intrassinovial, segundo o critério do médico veterinário. As seguintes doses são sugeridas pelo laboratório:

  • Pequenos animais: 0,1 a 0,5 ml.
  • Animais médios: 1,5 a 3,0 ml.
  • Grandes animais: 3,0 a 6,0 ml.

É importante ressaltar que a diminuição do medicamento é necessária após resposta clínica.

Efeitos adversos[editar | editar código-fonte]

Os seguintes efeitos indesejáveis podem ser apresentados:

  • Polidipsia;
  • Poliúria;
  • Polifagia;
  • Euforia.

Precauções na administração e na conservação[editar | editar código-fonte]

É necessário agitar bem antes de puncionar o medicamento do frasco.

Esta droga deve ser armazenada em local seco e fresco ao abrigo da luz solar.