Tribo (Roma Antiga)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Disambig grey.svg Nota: "Tribus" redireciona para este artigo. Para outros significados, veja Tribus (canção).
Roma Antiga
Roman SPQR banner.svg

Este artigo é parte da série:
Política e governo da
Roma Antiga


Períodos
Reino de Roma
753 a.C.509 a.C.

República Romana
509 a.C.27 a.C.
Império Romano
27 a.C.395
Império Ocidental
395476
Império Oriental
3951453

Constituição romana

Constituição do Reino
Constituição da República
Constituição do Império
Constituição do Dominato
Senado
Assembleias Legislativas
Magistrados executivos

Magistrados ordinários
Magistrados extraordinários
Títulos e Honras
Imperador
Precedente e Lei

Atlas

As tribos romanas foram a organização social básica da Roma Antiga, que determinaram o surgimento de diversas organizações políticas, como as gens e o tribuno.

Histórico[editar | editar código-fonte]

Na sua formação inicial as populações de Roma compreendiam as famílias e estas, reunidas, formavam as cúrias que, unidas, formavam as tribos - e que se caracterizavam pela adoração comum de uma mesma divindade coletiva.[1]

Cada cúria possuía do seu chefe, chamado curião, cuja função principal era a de presidir aos rituais religiosos; a reunião de várias cúrias formava a tribo. Também a ela cabia um altar comum, dedicado a um deus - originado, assim como nas famílias e cúrias, de algum heroi do lugar feito divino e do qual a tribo retirava seu nome; o ritual comum, em que toda a tribo tomava parte, tinha seu ponto alto um banquete; seu chefe era, então, o tribuno (em latim - tribunus).[1]

Havia, ao final, 35 tribos - quatro urbanas e trinta e uma rurais.[2]

Tribos urbanas[editar | editar código-fonte]

As quatro tribos urbanas foram:

  1. Colina (compreendia o Monte Quirinal)
  2. Esquilina (compreendia o Monte Esquilino)
  3. Palatina (compreendia o Monte Palatino)
  4. Suburana (compreendia o Monte Célio)

Tribos rurais[editar | editar código-fonte]

As trinta e uma tribos rurais foram:

  1. Aniense (299 a.C.)
  2. Arnense (criada em 387 a.C.)
  3. Camília (495 a.C.)
  4. Cláudia (495 a.C.)
  5. Clustumina ou Crustumina (449 a.C.)
  6. Cornélia (495 a.C.)
  7. Emília (495 a.C.)
  8. Fábia (495 a.C.)
  9. Falerna ou Falerina (criada em 318 a.C.)
  10. Lemônia, (século V a.C.)
  11. Mécia (criada em 332 a.C.)
  12. Menênia (495 a.C.)
  13. Papíria (495 a.C.)
  14. Oufentina ou Ufentina (criada em 318 a.C.)
  15. Popília ou Poblília (358-357 a.C.])
  16. Pólia (495 a.C.)
  17. Pomptina (358-357 a.C.])
  18. Pupínia (495 a.C.)
  19. Quirina (criada em 241)
  20. Romília (495 a.C.)
  21. Sabatina (criada em 387 a.C.)
  22. Escapita (criada em 332 a.C.)
  23. Sérgia (495 a.C.)
  24. Estelatina (criada em 387 a.C.)
  25. Teretina (criada em 299 a.C.)
  26. Tromentina (criada em 387 a.C.)
  27. Valéria ou Galéria (495 a.C.)
  28. Velina (criada em 241 a.C.)
  29. Voltina (495 a.C.)
  30. Veturia ou Voturia (495 a.C.)

Referências

  1. a b Fustel de Coulanges (1961). A Cidade Antiga. São Paulo: Editora das Américas SA 
  2. Mario Attilio Levi (1988). L'Italia nell'evo antico (em italiano). [S.l.]: PICCIN. p. 175. 565 páginas. ISBN 8829903299. Consultado em janeiro de 2012  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
Ícone de esboço Este artigo sobre Roma Antiga e o Império Romano é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.