Tribunal Vivo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Tribunal Vivo
Nome original Living Tribunal
Características Distorção da realidade
Quase Onisciência
Onipresença
Criado por Stan Lee
Marie Severin
Herb Trimpe
Primeira aparição Strange Tales #157 (Junho de 1967)
Editora(s) Marvel Comics

O Tribunal Vivo (Em inglês: Living Tribunal, também chamado de Juiz Triplo) é uma entidade cósmica ficcional que aparece no Universo Marvel. O personagem fez sua primeira aparição em Contos Estranhos ou Strange Tales #157 (junho de 1967) (fez a primeira aparição completa nesta edição) e foi criado por Stan Lee, Marie Severin e Herb Trimpe.

Publicação[editar | editar código-fonte]

O Tribunal Vivo tem poderes incomensuráveis. É capaz de mudar a realidade e a natureza dos fatos com o pensamento, Não importando o local ou época em que ele esteja ou queira mudar. Está sempre ciente de tudo que alguém queira fazer. Ele, porém, só age quando necessário; quando há intenso desequilíbrio cósmico, ou seja, alguma catástrofe galáctica, a colisão indesejada de planetas ou a temida união e mal uso das poderosas Infinite Stones (no Brasil são chamadas de Joias do Infinito.)

No entanto, o Tribunal pode ser considerado a 2° entidade mais poderosa do Universo Marvel ficando abaixo apenas de The One Above All ( o Deus criador do Multiverso e tudo da Marvel) pois na saga de quadrinhos Infinity War (no Brasil Guerra do Infinito ) Thanos, o Titã Louco, conseguiu juntar a seis Joias do Infinito, relíquias de poder imensurável, e se propôs a matar cada ser vivo do Universo a pedido da própria Morte, senhora do submundo, para agradá-la, pois ele a ama. O Tribunal apareceu para julgar a questão, decidindo que não iria interferir, pois Thanos estava apenas substituindo a importância de Eternidade, outra entidade cósmica do Universo Marvel pela dele, ou seja, não haveria desequilíbrio. Conclui-se, portanto, que mesmo que Thanos matasse todos os seres vivos no universo, o Tribunal não seria afetado por isso de forma alguma.

Poderes e habilidades[editar | editar código-fonte]

Seu poder cósmico é praticamente infinito, ele é imune a tudo que se possa imaginar, pois nada que alguém possa fazer irá afetá-lo de forma alguma. Ele sobreviveria facilmente até mesmo à uma hecatombe apocalíptica. Seus ilimitados poderes são tão espantosos e incalculavelmente devastadores que com apenas a força de seu pensamento seria capaz de destruir, criar, manipular, realidade, transmutar ou recriar qualquer coisa na existência, indiferente à época, local ou distância em que esteja. O Tribunal Vivo está sempre ciente de tudo o que acontece em cada parte do Multiverso, pois absolutamente nada lhe pode ser escondido. Porém, como mencionado antes, ele só intervém quando há um forte desequilíbrio cósmico.

Universo Cinematográfico[editar | editar código-fonte]

Recentemente no filme Doutor estranho, o Tribunal Vivo teve uma pequena menção, (o bastão do tribunal vivo). Ainda não se sabe se o personagem realmente será introduzido nos cinemas.

Outras versões[editar | editar código-fonte]

Durante DC vs. Marvel/Marvel vs. DC, o Tribunal se uniu ao Espectro para salvar seus mundos das tentativas dos dois irmãos cósmicos de destruir um dos dois multiversos. Seu pacto, com a ajuda do Access, criou o multiverso do Amálgama, fundindo os dois multiversos, a fim de "comprar algum tempo".[1] Como o novo multiverso do Amálgama era instável, os antigos multiversos são restaurados. A luta de "The Brothers" (Os Irmãos) continua até que os esforços do Batman e Capitão América contra eles os fazem perceber que ambos "fizeram o bem", e os multiversos são poupados.[2]

Referências

  1. Marvel vs. DC #3
  2. DC vs. Marvel #4

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre banda desenhada é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.