Trilogia Millennium

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Série Millennium
Livros
Män som hatar kvinnor
Flickan som lekte med elden
Luftslottet som sprängdes
Det som inte dödar oss
Autor Stieg Larsson
David Lagercrantz
Título original Millennium-serien
Tradutor Portugal Mário Dias Correia
Brasil Dorothé de Bruchard
Idioma original Sueco
Publicado entre 2005-2009 (na Suécia)
Editora Suécia Norstedts
Portugal Oceanos
Brasil Companhia das Letras
País  Suécia

A Série Millennium é uma série composta de três volumes escritos pelo jornalista sueco Stieg Larsson, e um quarto volume pelo também sueco David Lagercrantz, lançado em Agosto de 2015 na Suécia e no resto do Mundo. Os livros são: Män som hatar kvinnor, Flickan som lekte med elden, Luftslottet som sprängdes e Det som inte dödar oss. No Brasil e em Portugal, o primeiro volume foi lançado em 2008, o segundo e o terceiro em 2009, e o quarto em 2015.

O tema da violência sexual contra as mulheres nos seus livros deve-se ao fato de que Larsson, enojado, testemunhou o estupro coletivo de uma jovem quando ele tinha 15 anos. O autor nunca se perdoou por não ajudar a garota, cujo nome era Lisbeth - como a jovem heroína de seus livros, e resolveu dedicá-los a ela.[1]

Em 2013, o escritor sueco David Lagercrantz foi convidado pela editora Norstedts a assumir a continuação da série, ignorando os manuscritos deixados pelo autor em posse de sua companheira - impossibilitada pela justiça a continuar a escrever a série, pois ela e Larsson não eram legalmente casados. O 4º volume da Trilogia Millennium foi publicado em 2015, com o título Det som inte dödar oss (literalmente: O que não nos mata), e traduzido para português como A Garota na Teia de Aranha e A Rapariga Apanhada na Teia de Aranha.[2] [3] [4] [5] [6]

No Brasil, a série é publicada pela editora Companhia das Letras, e em Portugal, pela editora Oceanos e pela Dom Quixote.[7]

Volumes[editar | editar código-fonte]

Em junho de 2015, 80 milhões de cópias haviam sido vendidas no mundo todo,[10] em mais de 50 países.[11]

Adaptações cinematográficas[editar | editar código-fonte]

A série foi adaptada para o cinema pela companhia sueca Yellow Bird.[12] e foi adaptada em uma versão hollywoodiana dirigida por David Fincher.

Adaptação televisiva[editar | editar código-fonte]

A trilogia foi posteriormente adaptada para a televisão, ganhando uma série em 6 episódios (Millennium), produzida pela rede sueca SVT, e exibida entre março e abril de 2010.

Referências

  1. Girls, tattoos and men who hate women (em inglês) newstatesman.com (5 de setembro de 2010). Visitado em 17 de setembro de 2010.
  2. AFP. Millennium' de Stieg Larsson terá um quarto livro (em português) Diário de Notícias. Visitado em 29 de agosto de 2015.
  3. Inger Littberger Caisou-Rousseau. David Lagercrantz (em sueco) Nationalencyklopedin - Enciclopédia Nacional Sueca. Visitado em 29 de agosto de 2015.
  4. Juan Flores. Stieg Larssons fjärde bok skrivs av Lagercrantz (em sueco) Dagens Nyheter. Visitado em 29 de agosto de 2015.
  5. João Céu e Silva. "Não é um livro de Stieg Larsson. É o meu" (em português) Diário de Notícias. Visitado em 29 de agosto de 2015.
  6. Mateus Campos. Autor sueco lança novo livro da saga 'Millennium' e diz que não será Stieg Larsson para sempre (em português) O Globo. Visitado em 29 de agosto de 2015.
  7. Resultado de pesquisas por "Millennium" (em português) Wook. Visitado em 31 de agosto de 2015.
  8. A Garota na Teia de Aranha (em português) Livraria Cultura. Visitado em 30 de agosto de 2015.
  9. A Rapariga Apanhada na Teia de Aranha (em português) Wook. Visitado em 30 de agosto de 2015.
  10. El País 18 de outubro de 2009, suplemento de domingo
  11. Febre na Suécia e França, a trilogia "Millennium" chega ao Brasil (em português) Folha (25 de outubro de 2008). Visitado em 5 de junho de 2010.
  12. Yellow Bird Puts SEK 106m Millennium Project In Production nordiskfilmogtvfond (2007-11-02). Visitado em 2009-09-22.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]