Trindade (Goiás)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Emblem-scales.svg
A neutralidade deste(a) artigo ou se(c)ção foi questionada, conforme razões apontadas na página de discussão.
Justifique o uso dessa marca na página de discussão e tente torná-lo mais imparcial.
Município de Trindade
"Capital da Fé"
Santuário Basílica do Divino Pai Eterno, templo católico, na noite de Natal.

Santuário Basílica do Divino Pai Eterno, templo católico, na noite de Natal.
Bandeira de Trindade
Brasão de Trindade
Bandeira Brasão
Hino
Aniversário 31 de agosto
Fundação 16 de julho de 1920
Gentílico trindadense
Prefeito(a) Jânio Darrot (PSDB)
(2013–2016)
Localização
Localização de Trindade
Localização de Trindade em Goiás
Trindade está localizado em: Brasil
Trindade
Localização de Trindade no Brasil
16° 38' 56" S 49° 29' 20" O16° 38' 56" S 49° 29' 20" O
Unidade federativa  Goiás
Mesorregião Centro Goiano IBGE/2008 [1]
Microrregião Goiânia IBGE/2008 [1]
Região metropolitana Goiânia
Municípios limítrofes Abadia de Goiás, Campestre de Goiás, Caturaí, Goiânia, Goianira, Guapó e Santa Bárbara de Goiás
Distância até a capital 16 km
Características geográficas
Área 753,380 km² [2]
População 117 454 hab. (GO: 8º) –  IBGE/2015[3]
Densidade 155,9 hab./km²
Altitude 756 m
Clima Tropical Aw
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,699 médio PNUD/2010 [4]
PIB R$ 1.443.747.000 bilhão IBGE/2013[5]
PIB per capita R$ 12,726 00 IBGE/2013[5]
Página oficial

Trindade é um município brasileiro do estado de Goiás, região Centro-Oeste do país. Pertence à mesorregião do Centro Goiano e à microrregião de Goiânia e localiza-se a oeste da capital do estado, distando desta cerca de 16 km. Com uma área de aproximadamente 719 km², é o 8º mais populoso do estado goiano, com 117 454 habitantes segundo estimativas de 2015.

Localizada no centro de Goiás, Trindade surgiu do extinto município de Campinas que, em 1909, tinha como distrito Barro Preto. Após sua fragmentação, em 1920, muda-se de nome em homenagem a história dos garimpeiros Ana Rosa e Constantino Xavier, casal responsável por encontrar uma medalha com a ilustração do Divino Pai Eterno, na mesma região em que se situa o Santuário Basílica do Divino Pai Eterno, templo responsável pela atração de romeiros à cidade durante a Festa do Divino Pai Eterno.

Municípios limítrofes[editar | editar código-fonte]

História[editar | editar código-fonte]

Campinas foi levada a categoria de Município em 1907 tendo os arraiais de Barro Preto e São Sebastião do Ribeirão (atual Guapó) incorporados a ele. Dois anos após a criação do município de Campinas é criado o distrito de Barro Preto que muda de nome para Trindade. Cinco anos mais tarde é a vez de Ribeirão se tornar distrito. Em 1911 e 1912 foi construído o atual Santuário “velho” (Igreja Matriz).

Trindade foi levada a categoria de Vila Velha em 16 de julho de 1920, cuja instalação se deu em 31 de agosto de 1920. Tendo seu território desmembrado de Campinas e ficando a ele anexado o distrito de Ribeirão. Em 20 de julho de 1927 sua sede é elevada à categoria de cidade. Com a construção da capital do estado, Trindade volta a condição de distrito em 1935 e só recupera o posto de cidade 8 anos depois. Em 1963, Campestre de Goiás se torna um distrito e é anexado ao município de Trindade, mas no mesmo ano é feito o desmembramento dos dois municípios.[6] [7]

Natureza[editar | editar código-fonte]

Hidrografia[editar | editar código-fonte]

O sistema hidrográfico regional apresenta uma malha de drenagem com escoamento geral de norte para sul integrando-se a bacia do Rio Paranaíba, principal curso d’água de toda a bacia. A região em questão é drenada por contribuintes que escoam para a margem esquerda do Rio dos Bois principal manancial de influência no município. Os Principais córregos e ribeirões são:

  • Córrego Barro Preto
  • Córrego Barro Branco
  • Ribeirão Arroizal
  • Ribeirão Fazendinha
  • Rio Santa Maria
  • Córrego dos Pereiras
  • Ribeirão Rio do Peixe
  • Córrego do Sabão
  • Córrego do Dengo

Relevo[editar | editar código-fonte]

O município de Trindade acha-se a 780m de altitude. A região possui topografia classificada como suave ondulado, tendo uma superfície topográfica pouco movimentada, com predominância de declives de 3,9 %, no sentido S-N e uma diferença máxima de cotas de 24 m. As elevações mais destacadas são as serras da Taboca, de Trindade.

Vegetação[editar | editar código-fonte]

A área do município está inserida no bioma Cerrado, que é entendido como um complexo de formações vegetativas que vão desde o campo limpo, até o cerradão, além da formação denominada campo aberto, representada por gramas nativas, árvores e palmeiras de pequeno porte. O Cerrado constitui-se no segundo maior bioma do Brasil e da América do Sul, englobando a terça parte de todos os organismos vivos do Brasil e 10% dos animais e das plantas que ocorrem no mundo. Entre as árvores mais conhecidas estão o Jatobá e o Ipê .

Clima[editar | editar código-fonte]

O padrão climático da região é do tipo tropical, caracterizado por apresentar duas estações bem definidas - uma chuvosa, de outubro a março (primavera / verão), e outra seca, de abril a setembro (outono / inverno). Em janeiro e fevereiro, que são os meses de maior precipitação, podem ocorrer períodos de interrupção total caracterizando o “veranico”, como é conhecido, que se faz acompanhar de desastres na agricultura. O total pluviométrico anual para costuma ser próximo a 1.600mm, a temperatura média anual é de 23,2°C, a insolação é de 2588,1 horas/ano, a velocidade média dos ventos é de 3,7 km/h e a umidade relativa é de 66%.

A temperatura raramente fica abaixo de 10°C e acima de 35°C,a maior temperatura deve ficar entre 35 e 39°C,e a mínima entre 15 e 20°C,no verão,a temperatura fica mais baixa devido as chuvas,no inverno,principalmente no mês de agosto,a temperatura pode chegar a 34°C.

Nuvola apps kweather.svg Médias meteorológicas para Trindade (GO) Weather-rain-thunderstorm.svg
Mês Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez
Média alta °F 85 86 86 86 84 83 84 88 89 88 86 84
Média baixa °F 67 67 67 65 62 58 57 61 65 67 67 67
Precipitação polegadas 9.86 8.5 8.35 4.27 1.15 0.2 0.43 0.22 1.46 5.57 9.14 11.05
Média alta °C 29.4 30.2 30.2 30 29.1 28.6 28.8 31.2 31.8 31.1 29.8 29.1
Média baixa °C 19.7 19.7 19.6 18.5 16.5 14.6 14.1 15.9 18.2 19.5 19.7 19.7
Precipitação mm 250.5 215.8 212 108.4 29.2 5 11 5.6 37.1 141.6 232.2 280.7
Fonte: Tempo Agora (período: 1961-1990)[8]

Economia[editar | editar código-fonte]

Indicadores socioeconômicos[editar | editar código-fonte]

PIB municipal (2013)
[5] R$ 1.443.747,000 bilhão
PIB per capita (2013)
[5] R$ 12.726,00
Composição do PIB (2013)[9]
  • Valor adicionado bruto da agropecuária: R$ 44,675 milhões
  • Valor adicionado bruto da indústria: R$ 407,732 milhões
  • Valor adicionado bruto dos serviços: R$ 534,552 milhões
  • Impostos sobre produtos líquidos de subsídios: R$ 165,968 milhões
  • Valor adicionado bruto da Administr., saúde e educ.públicas e segurid.social, a preços correntes: 290,820 milhões

Sociedade e Cultura[editar | editar código-fonte]

Turismo[editar | editar código-fonte]

Santuário Velho do Divino Pai Eterno, também conhecido como Igreja Matriz.

O Turismo Religioso e a Indústria de Confecções movimenta a economia, outro ramo que se desenvolve atualmente é o Hoteleiro, e o ensino superior contando com as Faculdades e Colégio Aphonsiano, Faculdade União de Goyazes, o Polo da Universidade Estadual de Goiás UEG, Colégio Objetivo Metropolitano e o Centro Universitário de Mineiros.

Alguns dos principais símbolos e atrações turísticas da cidade são:

Religião[editar | editar código-fonte]

É considerada a capital católica do estado. As novenas têm início nove dias antes do primeiro domingo do mês de julho. Nesta ocasião, ocorre uma romaria com afluência de milhares de turistas e devotos do Divino Pai Eterno.

Povo[editar | editar código-fonte]

De imigração predominantemente da região do Triângulo Mineiro, tendo em suas raízes grande cultura trazida de Minas Gerais e Portugal.

Domicílios / salário [10] ( %)
Sem Rendimentos 10,1 %
Até 1 23,6 %
1 a 2 28,5 %
2 a 3 14,2 %
3 a 5 13,2 %
5 a 10 7,5 %
Acima de 10 2,9 %

Educação[editar | editar código-fonte]

A cidade de Trindade possui vários colégios estaduais de ensino público, além de duas grandes faculdades de ensino superior.

Referências

  1. a b «Divisão Territorial do Brasil». Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 1 de julho de 2008. Consultado em 11 de outubro de 2008. 
  2. IBGE (10 out. 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 dez. 2010. 
  3. «Estimativa Populacional 2015» (PDF). Censo Populacional 2015. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 1º de julho de 2015. Consultado em 14 de janeiro de 2016. 
  4. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil» (PDF). Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2010. Consultado em 31 de julho de 2013. 
  5. a b c d «Goiás - Trindade - produto interno bruto dos municípios - 2013». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística.  Texto "trindade" ignorado (Ajuda); Texto "produto-interno-bruto-dos-municipios-2013 " ignorado (Ajuda); Parâmetro desconhecido |acesso data= ignorado (|acessodata=) (Ajuda)
  6. «Rilda Teles: Um Olhar Geográfico e Cultural Sobre a Festa do Divino Pai Eterno em Trindade-GO» (PDF). Consultado em 8 de fevereiro de 2011. 
  7. «IBGE - Formação Administrativa de Trindade-GO» (PDF). Consultado em 8 de fevereiro de 2011. 
  8. Instituto Nacional de Meteorologia (INMET). «Climatologia para a cidade de Trindade - GO». Tempo Agora. Arquivado desde o original em 26 de setembro de 2012. Consultado em 26 de setembro de 2012. 
  9. [http://cidades.ibge.gov.br/xtras/temas.php?lang=&codmun=522140&idtema=152&search=goias%7Ctrindade%7Cproduto-interno-bruto-dos-municipios-2013 |titulo= Goiás - Trindade - produto interno bruto dos municípios - 2013 |publicado=Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística |acesso data= 14 de janeiro de 2016}}
  10. «UEG - Seminário "Olhares sobre a UEG":Estudo sobre necessidades sociais e higiênicas nos municípios da Região Metropolitana de Goiânia» (PDF). Consultado em 9 de fevereiro de 2011. 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre municípios do estado de Goiás é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.