Troféu Imprensa

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Text document with red question mark.svg
Este artigo ou secção contém fontes no fim do texto, mas que não são citadas no corpo do artigo, o que compromete a confiabilidade das informações. (desde abril de 2018)
Por favor, melhore este artigo inserindo fontes no corpo do texto quando necessário.
Troféu Imprensa
Descrição Entrega de prêmios destinados a programas de TV e artistas da música e da televisão brasileira.
Apresentação Silvio Santos
Local CDT da Anhanguera
País  Brasil
Primeira cerimónia 1958
Última cerimónia 2018
Cobertura televisiva
Estação TV Paulista (1960 – 1963)
TV Excelsior (1960 – 1963)
Rede Tupi (1960 – 1972)
Rede Globo (1973 – 1977)
TV Cultura (1973 – 1977)
RecordTV (1981)
SBT (desde 1982)
Sítio oficial

Troféu Imprensa é o maior, o mais antigo e o mais importante prêmio anual dedicado a premiar os maiores destaques da televisão brasileira e música. O prêmio foi criado em 1958, pelo jornalista Plácido Manaia Nunes, diretor da revista São Paulo na TV, cuja primeira escolha dos melhores do ano se deu em 1960.[1][2]

Com o fim da revista São Paulo na TV, Plácido vendeu os direitos do Troféu Imprensa ao apresentador e empresário Silvio Santos que, desde 1970, é o responsável pela organização, produção e apresentação do prêmio, transmitida anualmente pelo SBT.

No dia 26 de fevereiro, em pleno domingo de carnaval o SBT enquadrou o Troféu Imprensa nos direitos autorais. Tal atitude foi para barrar os incidentes que sofria em suas produções com os direitos autorais. É popularmente conhecido nos outros países como O Oscar de TV e da Música Brasileira.

Categorias[editar | editar código-fonte]

Categorias atuais[editar | editar código-fonte]

Categorias extintas[editar | editar código-fonte]

Edições[editar | editar código-fonte]

Transmissão[editar | editar código-fonte]

O canal que fez mais retransmissões, é o SBT, com 34 edições, segue TV Tupi, com treze edições, a Rede Globo e TV Cultura, com cinco edições, TV Excelsior e TV Paulista, com quatro edições e Rede Record com uma única edição.

As edições entre 1978 e 1980 (produções entre 1977 e 1979), foram feitas em homenagem aos trabalhadores da Rede Tupi, que iria fechar em 18 de julho de 1980.

A edição de 2006 (produção de 2005), não foi realizada devido às críticas contra a organização.

Edição Emissora
1960 TV Tupi
1961
1962
1963
1964
1965
1966
1967
1968
1969
1970
1971
1972
1973 Rede Globo
1974
1975
1976
1977
1978 Não foi realizada.
1979
1980
1981 Rede Record
1982 SBT
1983
1984
1985
1986
1987
1988
1989
1990
1991
1992
1993
1994
1995
1996
1997
1998
1999
2000
2001
2002
2003
2004
2005
2006 Não foi realizada.
2007 SBT
2008
2009
2010
2011
2012
2013
2014
2015
2016
2017
2018

Jurados[editar | editar código-fonte]

O Time de jurados é composto por jornalistas, colunistas e especialistas em programação de Televisão no Brasil. Estes que decidem entre os trés indicados vindos do público quais merecem vencer.

Os mais premiados e indicados[editar | editar código-fonte]

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]