Troiano da Terra

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
2010 TK7, o único troiano conhecido da Terra, está localizado no círculo verde destacado no canto inferior direito

Troiano da Terra são corpos menores do sistema solar que orbitam o Sol em uma órbita semelhante à da Terra na vizinhança da Terra - nos pontos de Lagrange L4 e L5. Eles foram nomeados devido os asteroides troianos que estão associados com os pontos de Lagrange análogas de Júpiter. Apenas um até agora foi descoberto.

Sua localização no céu sendo observado a partir da Terra seriam em média de cerca de 60° a leste ou a oeste do Sol. Os pesquisadores tendem a procurar asteroides em alongamentos muito maiores, poucas pesquisas foram feitas nesses locais.

O asteroide 2010 TK7 de 300 metros de diâmetro foi determinado que o mesmo está associado ao ponto de Lagrange L4 da Terra, levando a órbita da Terra, por Martin Connors e colegas da Universidade de Athabasca, usando o Wide-field Infrared Survey Explorer (WISE) por satélite. É o primeiro troiano da Terra confirmada.[1][2]

Lista[editar | editar código-fonte]

L4

L5

  • Nenhum dos objetos atualmente conhecidos provavelmente estão no ponto L5 da Terra.

Outros companheiros da Terra[editar | editar código-fonte]

A Terra tem um segundo companheiro, asteroide 3753 Cruithne, com cerca de 5 km de diâmetro, em um tipo peculiar de ressonância orbital chamada de órbita ferradura. É provavelmente apenas uma ligação temporária.[3] Vários outros pequenos objetos foram encontrados em órbitas semelhantes. Embora esses objetos estão em ressonância orbital de 1:1, eles não são troianos da Terra porque nenhum deles estão em torno de um determinado ponto de Lagrange, seja L4 ou L5.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Earth Stalker Found in Eternal Twilight» (em inglês). Consultado em 8 de dezembro de 2014 
  2. «First Asteroid Companion of Earth Discovered at Last» (em inglês). Consultado em 8 de dezembro de 2014 
  3. «The Earth's secret companion» (em inglês). Consultado em 8 de dezembro de 2014