Trooping the Colour

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Bandas montadas da Casa de Cavalaria no Trooping the Colour de 2007.

Trooping the Colour é uma cerimônia realizada pelos regimentos militares britânicos e dos exércitos dos Reinos das Nações. Tem sido uma tradição da infantaria britânica desde o século 17, embora as raízes possam ser mais antigas. Em campos de batalha, as cores de um regimento ou de suas bandeiras, eram usados como referência para reuniões.

Desde 1748 a Trooping the Colour também marca o aniversário oficial do soberano britânico.! [1] É realizado em Londres anualmente no segundo sábado de junho[2] na Horse Guards Parade de St. James's Park, e coincide com as homenagens de aniversário. Entre o público estão a Família Real, convidados, pagantes e o público em geral. A cerimônia colorida, também conhecida como "Cortejo de Aniversário da Rainha", é transmitida ao vivo pela BBC.

A rainha atravessa o The Mall após sair do Palácio de Buckingham em procissão real com a Escolta do Soberano da Household Cavalry (também conhecidos como " Foot Guards " ou "Horse Guards" ). Depois de receber uma Saudação Real, ela inspeciona suas tropas da Divisão da Cavalaria, tanto os soldados a Pé como os Cavaleiros. A King's Troop também está presente na ocasião. Cada ano, um dos regimentos Foot Guards é selecionado para marchar sua cor de tropa através das fileiras de guardas. Então, toda a assembléia da Casa de Cavalaria realiza um desfile em torno da rainha, que recebe sua saudação a partir de uma bancada. (As tropas montadas realizam uma caminhada de marcha de depois uma cavalgada, sendo que a King’s Troop apresenta suas armas.

A música é tocada por um grande grupo de soldados a pé e da guarda montada da Casa de Cavalaria, juntamente com um Corpo de Bateria e, ocasionalmente, flautistas, totalizando cerca de 400 músicos.

No regresso ao Palácio de Buckingham, a Rainha assiste a outro desfile que ocorre fora dos portões do castelo. Na seqüência, uma saudação de 41 tiros é realizada pela King’s Troop no Green Park, sendo que a rainha depois se dirige junto com a família real à varanda do palácio para saudar o sobrevôo da Real Força Aérea.

Cores Regimentais[editar | editar código-fonte]

As cores regimentais personificam o espírito e o serviço, bem como seus soldados mortos. A perda de uma cor, ou a captura de uma cor inimiga, eram, respectivamente, consideradas a maior vergonha, ou a maior glória no campo de batalha. Conseqüentemente, cores regimentais são venerados por oficiais e soldados de todas as classes, perdendo apenas para as cores do soberano.

Apenas batalhões de regimentos de infantaria da linha de frente carregam as cores; as cores da Artilharia Real, por exemplo, são suas armas. Regimentos com rifles não formam uma linha e, portanto, nunca carregam cores; seu símbolo de honra na batalha é representada por seus tambores. A exceção a esta é a Honourable Artillery Company que têm tanto cores quanto armas.

Aniversário de Estado[editar | editar código-fonte]

Isabel II calvagando no Trooping the Colour pela última vez em 1986 em seu cavalo Burmese. Desde então, a soberana participa vindo em um fiacre.

No Reino Unido, o Trooping the Colour também é conhecido como a Parada de Aniversário da Rainha. [3] Ele marca o aniversário oficial do Soberano desde 1748, e tem ocorrido anualmente, desde 1820 (exceto com mau tempo, nos períodos de luto e de outras circunstâncias excepcionais). Desde o reinado de Eduardo VII, o soberano tem tomada à saudação em sua pessoa. Foi Edward VII que mudou o Trooping the Colour de sua data para junho, devido aos caprichos do clima britânico.

O Trooping the Colour permite que a Household Division (ou seja, os Foot Guards (Guarda a Pé) e a Cavalaria), junto da Tropa do Rei paguem um tributo pessoal ao soberano com grande pompa e esplendor. Multidões ao longo do caminho e no St. James's Park se amontoam para ouvir a música executada por ambos os regimentos.

A rainha participou do Trooping the Colour em cada ano de seu reinado, exceto quando impedida por uma greve de ferroviários em 1955. Ela também sobreviveu ao disparo de seis tiros contra ela em 1981 por Marcus Sarjeant. Sua Majestade começou a andar de fiacre na parada 1987.

Seu 80 º aniversário em 2006 foi marcado por um grande sobrevôo de 40 aviões liderados pelo Battle of Britain Memorial Flight.

Referências[editar | editar código-fonte]

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Her Majesty The Queen's Birthday Parade. Saturday 17 June 2006 and 16 June 2007. Official programme.
  • n.a. The Guards : Changing of the Guard, Trooping the Colour, The Regiments. Norwich: Jarrold Publishing, 2005. A Pitkin Guide. (This revised edition published 1990. Originally published by Macmillan Press Ltd., 1972) ISBN 0-85372-476-8
  • Trooping the Colour. BBC 1 and 2 television coverage, 11 June 2005, 17 June 2006 and 16 June 2007.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Trooping the Colour