Trygve Gulbranssen

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Trygve Gulbranssen em 1920.

Trygve Emanuel Gulbranssen (Oslo, Noruega, 15 de junho de 1894Eidsberg, Noruega, 10 de outubro de 1962) foi um escritor norueguês.

Biografia

Trygve Gulbranssen era filho de um operário e se tornou diretor de fábrica entre 1918 e 1920, em Oslo. Inicialmente empresário e jornalista esportivo, posteriormente ficou conhecido por sua trilogia “O Legado de Björndal”, traduzida para mais de 30 idiomas, tornando-se um grande sucesso da ficção norueguesa, com mais de 12 milhões de exemplares vendidos.

Obras

A trilogia se compõe dos livros “Og bakom synger skogene” (no Brasil “Além Cantam os Bosques[1]), de 1933, “Det blåser fra Dauingfjell” (tradução literal: “Não Sopra o Vento da Montanha a Morte Dela”), de 1934, e “Ingen vei går utenom” (tradução literal: “Não Há outra Maneira”), de 1935.

Alguns de seus romances foram adaptados para o cinema. No período do pós-guerra (1959), a trilogia foi filmada pela vienense "Mundus film”, com Gert Fröbe, Maj-Britt Nilsson e Joachim Hansen nos papéis principais.

Referências

  1. Publicado no Brasil em 1960, pela Editora Boa Leitura.

Ligações externas

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Trygve Gulbranssen