Tsageri

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Tsageri
ცაგერი
—  cidade  —
RachaLocationinGeorgia.svg
Tsageri  ცაგერი está localizado em: Geórgia
Tsageri
ცაგერი
Localização na Geórgia
42° 38' 59" N 42° 45' 35" E
País  Geórgia
Mkhare Racha-Lechkhumi e Kvemo Svaneti
Distrito Tsageri (distrito)
Altitude 475 m (1 558 pés)
População (2002)
 - Total 1,900
 - Horário de verão Não tem desde 2005 (UTC)

Tsageri (em georgiano: ცაგერი) é uma cidade na Geórgia, localizada na região de Racha-Lechkhumi e Kvemo Svaneti, no oeste do país e que serve de centro administrativo do distrito homônimo.

A cidade está localizada a 475m acima do nível do mar, na margem direita do rio Tskhenis-Tsqali, um afluente do Rioni.

História[editar | editar código-fonte]

Na Geórgia medieval, Tsageri era uma sé episcopal, com uma catedral descrita pelo geógrafo do início do século XVIII Vakhushti "a cúpula da igreja de Tsageri, construída soberbamente"[1] . O design de três naves da basílica foi significativamente alterado por restauradores no final do século XIX. As pinturas originais nas paredes, incluindo os retratos da rainha Tamara I da Geórgia e seu filho Jorge IV, também se perderam neste processo.

Sob o Império russo e no início do governo soviético, Tsageri funcionou como um centro administrativo do uyezd Lechkhumi. Ela adquiriu o status de cidade em 1968.

Cultura e religião[editar | editar código-fonte]

Há uma residência para o bispo da Igreja Ortodoxa da Geórgia em Tsageri. Um museu local exibe alguns milhares de artefatos arqueológicos desenterrados na região[2] .

Próximo à Tsageri estão as ruínas da fortaleza medieval de Muris-Tsikhe, que pode ter sido o local de exílio e morte do teólogo cristão Máximo, o Confessor (ca. 580 - 662). Ainda há um mosteiro dedicado à São Máximo[3] . Também nas redondezas estão as cavernas Khvamli onde, segundo as fontes medievais, está o tesouro dos reis da Geórgia. Elas foram listadas entre os monumentos nacionais da Geórgia e têm atraído cada vez mais interesse acadêmico[4] .

Referências

  1. Allen, W.E.D.. Imago Mundi: Two Georgian Maps of the First Half of the Eighteenth Century. [S.l.: s.n.], 1953. 99-121 p. vol. 10.
  2. Ministry of Culture, Monuments Protection and Sport of Georgia. Tsageri Local Museum (em inglês). Georgian Museums. Página visitada em 27/03/2011.
  3. Berthold, George C.. Maximus Confessor: Selected Writings (em inglês). [S.l.]: Paulist Press, 1985. 31 p. ISBN 0809126591
  4. TBC ბანკმა, კომპანია ‘ბორჯომმა’ და ‘ელიტ ელექტრონიკსმა’ ‘ხვამლის’ გადაღება დააფინანსეს ("TBC Bank, Borjomi and Elite Electronics sponsored the film "Khvamli"). The 24 Hours, cited at News.ge. 2008-04-20. (em georgiano)