Tułowice

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Tułowice
Tułowice
POL gmina Tułowice COA.svg
2012-08 Tułowice 17.jpg
Igreja de São Roque
Voivodia Opole
Powiat Opole
Gmina Tułowice
Área 9,2338 km²
População (2018) 4 000[1][2] habitantes
Densidade 433 hab/km²
Código telefônico (+48) 77
Matrículas de automóveis OPO
Localização
Localização de Tułowice na Polónia 50° 35' 57" N 17° 38' 56" E
Cidade da Polónia Flag of Poland.svg

Tułowice (em alemão: Tillowitz) é um município da Polônia, na voivodia de Opole, condado de Opole e sede da comuna de Tułowice. Estende-se por uma área de 9,233 km², com 4 000 habitantes, segundo os censos de 2018, com uma densidade de 433 hab./km².[1][2]

Ela obteve os direitos de cidade em 1 de janeiro de 2018.[3]

Tułowice está localizada na planície da Silésia, no centro da voivodia de Opole, nas margens do rio Ścinawa Niemodlińska (o tributário direito do rio Nysa Kłodzka). A cidade fica a 6,5 ​​km de Niemodlin e a 28 km de Opole. A estrada da voivodia n.º 405 atravessa a cidade entre NiemodlinKorfantówPrudnik, e a rodovia A4 percorre a fronteira leste da comuna.

A cidade possui uma estação ferroviária Tułowice Niemodlińskie, situada na linha da ferroviária 287.

Nos anos de 1975 a 1998, a cidade estava localizada na voivodia de Opolskie.

História[editar | editar código-fonte]

O local foi mencionado pela primeira vez em 1447 (Thylowicz). Havia uma paróquia de São Roque. Segundo os linguistas, o nome Tułowice (Tillowitz) vem do nome pessoal Tylo (alemão: Thiele).[4]

O nome polonês do lugar na forma de Tyłowice no livro "Krótki rys jeografii Szląska dla nauki początkowej" publicado em Głogówek em 1847 foi mencionado pelo escritor silesiano Józef Lompa.[5]

A história da vila está ligada à indústria local. No século XIX, começou a extração de argila cerâmica e a produção de faiança. O barão Ludwik Praschma iniciou essa atividade em Tułowice e, a partir de 1889, Erhard Schlegelmilch iniciou a produção de cerâmica. Naquela época, uma moderna fábrica de porcelana foi fundada na vila, produzindo louça de mesa, decorada com motivos florais e de plantas. Após a Segunda Guerra Mundial, a produção foi retomada em 1946, no entanto, abandonou a produção de pratos de porcelana em favor de pratos de porcelanato. Após 1990, a empresa estatal foi transformada em uma sociedade anônima, incorporada na NFI Magna Polonia; em 2001, o conselho de administração da empresa faliu.[6] A fábrica foi adquirida por uma empresa privada. Uma subzona da Zona Econômica Especial de Starachowice foi estabelecida na área da antiga Porcelite. Isso resultou na entrada de capital estrangeiro e no desenvolvimento da falida "Porcelite Tułowice".

No final de 2016, as autoridades locais se esforçaram para dar a Tułowice os direitos de cidade,[7] coroada com sucesso em 2017 (com efeitos a partir de 1 de janeiro de 2018).[3]

Monumentos históricos[editar | editar código-fonte]

Palácio em Tułowice, segunda metade do século XIX

De acordo com o registo do Instituto do Patrimônio Nacional, estão incluídos na lista de monumentos:[8]

  • Complexo do palácio, dos séculos XVIII a XX:
    • Palácio, erigido em 1879 pelo conde Friedrich Frankenberg-Ludwigsdorf von Schellendorf. Neo-renascentista, com rico projeto arquitetônico. Atualmente, o palácio alberga o pensionato da Escola Técnica Florestal;
    • Moinho de água, em madeira, de 1763;
    • Estábulo;
    • Parque;
    • Casa do inquilino da fábrica de porcelana, chamada Vila Velha, rua Parkowa 7, de 1890;
  • Casa da rua Pocztowa 6, do século XIX;
  • Prédio administrativo da antiga fábrica de porcelana "RS Tillowitz", atualmente na rua Porcelanowa 2e, de 1904;

Referências

  1. a b «Tułowice (Opole) mapas, imóveis, Escritório Central de Estatística, acomodações, escolas, região, atrações, códigos postais, salário, desemprego, ganhos, tabelas, educação, jardins de infância, demografia». Polska w liczbach (em polonês). Consultado em 11 de janeiro de 2020 
  2. a b GUS. «Área e população no perfil territorial em 2016». stat.gov.pl (em inglês). Consultado em 14 de janeiro de 2020 
  3. a b «Rozporządzenie Rady Ministrów z dnia 24 lipca 2017 r. w sprawie ustalenia granic niektórych gmin i miast, nadania niektórym miejscowościom statusu miasta, zmiany nazwy gminy oraz siedzib władz niektórych gmin». isap.sejm.gov.pl. Consultado em 26 de junho de 2020 
  4. Gmina Tułowice : Gminny Program Opieki nad Zabytkami 2008-2012 (PDF). [S.l.]: Dziennik Urzędowy woj. opolskiego. 2008. 3457 páginas 
  5. Józef Lompa, „Krótki rys jeografii Śląska dla nauki początkowej”, Głogówek 1847, p. 28.
  6. «Upadłość Fabryki Porcelitu w Tułowicach - spółki wiodącej NFI Magna Polonia.». Bankier.pl (em polonês). 23 de novembro de 2001. Consultado em 26 de junho de 2020 
  7. Draguła, Sławomir (21 de novembro de 2016). «Tułowice chcą być miastem». Nowa Trybuna Opolska (em polonês). Consultado em 26 de junho de 2020 
  8. «Rejestr zabytków nieruchomych woj. opolskiego» (PDF). Narodowy Instytut Dziedzictwa 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Commons
O Commons possui imagens e outros ficheiros sobre Tułowice
Ícone de esboço Este artigo sobre Geografia da Polónia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.