Tufão Chanchu

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Se procura outros ciclones tropicais chamados Chanchu, veja Tufão Chanchu (desambiguação).
Tufão Chanchu (Caloy)
Categoria 4 (EFSS)
O tufão Chanchu, durante seu pico de intensidade
Formação 9 de Maio de 2006
Dissipação 19 de Maio de 2006
Vento mais forte (1 min) 135 nós (250 km/h, 155 mph)
Vento mais forte (10 min) 95 nós (176 km/h, 109 mph)
Pressão mais baixa 930 hPa (mbar) ou 698 mmHg
Danos $875 milhões de dólares (valores em 2006)
Inflação $895,6 milhões de dólares (valores corrigidos em 2007)
Fatalidades 104 diretas
Áreas afetadas Filipinas, Taiwan, China (região sudeste) e Japão
Parte da
Temporada de tufões no Pacífico de 2006

O Tufão Chanchu (designação internacional: 0601, designação do JTWC: 02W, também Tufão Caloy, designação filipinas e às vezes conhecido como Super Tufão Chanchu) foi o segunda tempestade tropical, primeiro tufão e o primeiro super tufão da temporada de tufões no Pacífico de 2006 reconhecido pelo Joint Typhoon Warning Center. De acordo com a Agência Meteorológica do Japão, Chanchu foi a primeira tempestade tropical da temporada. Chanchu foi o segundo super tufão observado no Mar da China Meridional, sendo que o primeiro foi o Super tufão Ryan na temporada de 1995.[1] O Observatório de Hong Kong estimou que a velocidade máxima dos ventos sustentados perto de seu centro alcançaram 185 km/h, fazendo de Chanchu o tufão mais intenso observado pelo observatório a entrar no Mar da China Meridional em Maio.[2] O nome foi atribuído por Macau e significa "pérola".[3]

A perturbação que se tornaria Chanchu formou-se em 5 de Maio de 2006. Quando o sistema foi declarado como uma depressão tropical em 9 de Maio, Chanchu tornou-se o terceiro ciclone tropical da temporada. O sistema fortaleceu-se num tufão e atingiu as Filipinas por duas vezes, matando 41 pessoas e causando $1,9 milhões de dólares (valores em 2006) em prejuízos na agricultura. Chanchu fez seu terceiro e último landfall perto de Shantou, no leste da província de Guangdong no começo da madrugada de 18 de Maio de 2006 horário local (final de 17 de Maio, UTC) como um tufão com ventos máximos de 135 km/h e logo em seguida começou a seguir para nordeste, atingindo a costa central da província de Fujian. A rajada de vento máxima foi de 67,3 m/s.[4] Os danos totais causados por Chanchu em Fujian chegaram a cerca de $480 milhões de dólares (valores em 2006), e também causo 15 fatalidades.

História meteorológica[editar | editar código-fonte]

O caminho de Chanchu.

Uma área de distúrbios meteorológicos formou-se ao norte de Koror, Palau, por volta de 5 de Maio e deslocou-se para oeste em direção à Ásia. O Joint Typhoon Warning Center (JTWC) emitiu um alerta de formação de ciclones tropical em 8 de maio, pouco antes de o sistema ser classificado como uma depressão tropical. Por volta das 03:00 UTC de 9 de Maio, o JTWC classificou o sistema numa tempestade tropical, que foi logo nomeado de Chanchu pela Agência Meteorológica do Japão.

Chanchu foi classificado num tufão pelo JTWC em 10 de Maio, um dia antes de o sistema fazer um duplo landfall nas Filipinas, o primeiro na província de Samar Norte e o segundo em Oriental Mindoro. Depois que Chanchu deixou as Filipinas, a AMJ classificou-o num tufão. O JTWC declarou Chanchu como um super tufão no final de 15 de Maio no Mar da China Meridional. No entanto, Chanchu foi um super tufão por menos de um dia, flutuando em sua intensidade entre tufão em super tufão pouco antes de se enfraquecer.

Chanchu pouco antes de fazer landfall na China.

Depois de se enfraquecer num tufão, Chanchu começou a seguir para nordeste. No começo da madrugada de 16 de Maio, o ciclone tropical começou a se fundir com um sistema frontal que se estendia até o Alasca e, portanto, começou sua transição extratropical.[5] Nas primeiras horas de 18 de maio de 2006, horário local (final de 17 de Maio, UTC), Chanchu atingiu terra perto de Shantou, no leste da província de Guangdong, China, com ventos de 135 km/h. Logo em seguida, Chanchu moveu-se para nordeste, em direção à costa da província de Fujian. O JTWC declarou que a tempestade tinha se tornado completamente extratropical pouco antes de Chanchu fazer seu último landfall, mas a AMJ discorda. De acordo com a AMJ, o tufão enfraqueceu-se numa tempestade tropical com ventos de 74 km/h e entrou o Mar da China Oriental em 18 de Maio, e tornou-se totalmente extratropical no começo do dia seguinte.

Preparativos[editar | editar código-fonte]

Províncias filipinas onde sinais públicos de tempestade foram emitidios para preparativos.

Num momento, foi previsto que Chanchu tornar-se-ia um super tufão equivalente a um furacão de categoria 5 e fazer landfall perto de Hong Kong. Em resposta à ameaça, as autoridades no Observatório de Hong Kong, bem como em Macau, emitiram um sinal de alerta para informar ao público da aproximação do tufão.[6]

A china disse sobre a possibilidade da província de Guangdong ser afetada em 11 de Maio.[7] Como Chanchu começou a mover-se para o norte, um aviso de tufão severo foi emitido em 15 de Maio.[8] Este foi o primeiro aviso de tufão severo desde a introdução da escala Beaufort extensa e da nova classificação de tufões para o país no mesmo dia.[9] O aviso foi substituído por um aviso urgente em 16 de Maio.[10] Este também foi o primeiro aviso urgente de ciclone tropical do ano. Assim que Chanchu fez landfall em Guangdong no começo da madrugada de 18 de Maio e enfraqueceu-se, o aviso urgente foi substituído por um aviso de tempestade tropical severa,[11] e depois aumentado.[12] Mais de 620.000 pessoas foram retiradas no sudeste da China em 17 de maio para evitar os efeitos de Chanchu.[13]

A Agência Central de Meteorologia de Taiwan emitiu um aviso de tufão para o Canal de Bashi e o Estreito de Taiwan em 15 de Maio. O aviso foi estendido para incluir Kinmen, Penghu e as áreas oceânicas ao largo da costa norte de Taiwan no começo de 16 de Maio.[14]

Impactos[editar | editar código-fonte]

Sumário de chuvas de Chanchu em 12 de Maio.

Chanchu causou 41 fatalidades nas Filipinas[15] e $98,6 milhões de pesos $1,9 milhões de dólares (valores em 2006), principalmente na agricultura.[16] Vinte e uma das mortes foram de um barco a mortor que virou, o Mae An, ao largo da costa da Ilha Masbate em 12 de Maio. Afortunadamente, os outros 18 passageiros foram resgatados.[17] Na região de Bicol, 300 famílias tiveram suas casas destruídas devido às enchentes severas e ventos fortes.[18] Em seis vilas em Sogod, Leyte Sul, 1.000 pessoas ficaram totalmente isoladas do resto do mundo devido a um deslizamento de terra na área.[19] No entanto, o deslizamento não provocou nenhuma fatalidade. Um rio transbordado quebrou um dique no começo da madrugada do dia seguinte e submergiu quatro vilarejos sob águas na "altura da cintura" em Mindoro, enquanto que uma balsa com mais de 713 pessoas a bordo encalhou.[20] No total, mais do que 600 casas foram completamente destruídas, enquanto que outras 3.500 foram parcialmente danificadas.[21]

Outras áreas da Ásia[editar | editar código-fonte]

Embora Chanchu não tenha afetado diretamente a costa do Vietnã, o sistema causou o naufrágio de 11 navios do país, deixando 44[22] mortos e no mínimo 190 desaparecidos.[23] Os outros 7 navios que estavam na área conseguiram ficar e pediram ajuda. Cerca de 330 pescadores foram resgatados por marinheiros chineses. Antes, havia relatos de que cerca de 600 foram resgatados.[24] O Predidente do Vietnã, Trần Đức Lương, expressou seus agradecimentos ao governo chinês em 22 de Maio por resgatar os vietnamitas dos navios destruídos.[25] Na província de Phu Yen, 3 estudantes desapareceram. Segundo relatos, eles foram arrastados enquanto nadavam no mar,


Chanchui causou no mínimo 25 fatalidades na República Popular da China.[26] In Shantou, houve deslizamentos deterra e casas foram destruídas, resultando em três mortes. 192 casas foram inundadas e a altura da água chegou a 1,6 metro.[27] Um parque foi severamente danificado e teve que fechar para manutenção.[28] Na província de Fijuan, 15 pessoas morreram por deslizamentos de terra e outras 4 ficaram desaparecidas.[29] Os danos em Fujian foram estimados em $480 milhões de dólares.[30] A perda econômica direta foi estimada em $7 bilhões de yuans.[21]

Houve apenas danos mínimos em Hong Kong. O nível da água subiu para 2,8 metros (acima do que foi previsto) devido à maré ciclônica e enchentes de pequena escala ocorreram em Sheung Wan.[31] Alguns vôos foram cancelados e algumas rotas de balsas foram suspensas.[32] Devido às condições ruins do mar, um navio de cruzeiro com mais de 1.000 passageiros tiveram que adiar a sua viagem de retorno de Kaohsiung para Hong Kong.[33]

Duas pessoas morreram em Taiwan; foram arrastadas pela enxurrada assim que atravessavam uma ponte no condado de Pintung, em 17 de Maio.[34] A ilha experimentou chuvas fortes de relevo e rajadas significantes de vento nas cidades e condados ocidentais da ilha. O petroleiro boliviano Lucky Star ficou encalhado devido às fortes ondas na cidade de Kaohsiung.[35]

Fotes ondas no sul do Japão levaram 3 pessoas que estavam nadando ao largo da costa da Ilha Hatemura, sendo que apenas um sobreviveu.[34]

Após a tempestade[editar | editar código-fonte]

O nome Chanchu foi retirado junto com outros quatro nomes na 39ª reunião da comissão de tufões ESCAP/OMM em Manila, Filipinas, em Dezembro de 2006[36] Em Dezembro de 2007, o comitê selecionou o nome Sanba para substituir Chanchu na Lista de nomes para a bacia do Pacífico, começando em 2008.[37]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Furacão Catrina Portal da
meteorologia
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Tufão Chanchu

Referências

  1. «Super Typhoon Ryan (19W)» (PDF). Naval Maritime Forecast Center/Joint Typhoon Warning Center (em inglês). 2006. 6 páginas. Consultado em 20 de março de 2006. 
  2. «Typhoon Chanchu (0601) 9-18 May 2006». Observatório de Hong Kong (em inglês). 2006. Consultado em 13 de abril de 2008. 
  3. «List of names for tropical cyclones adopted by the Typhoon Committee for the western North Pacific Ocean and the South China Sea». Agência Meteorológica do Japão (em inglês). 2006. Consultado em 20 de maio de 2006. 
  4. 气象动态 chinês
  5. Historical Satellite Imagery: May 16, 2006 09:00 UTC
  6. Wang Nan (15 de Maio de 2006). «HK issues warning as Typhoon Chanchu getting closer». Xinhua News Agency (em inglês). Consultado em 20 de maio de 2006. 
  7. «Título ainda não informado (favor adicionar)» 
  8. «Título ainda não informado (favor adicionar)» 
  9. 海南热带气旋等级新标准 增加强台风和超强台风(chinês)
  10. «Título ainda não informado (favor adicionar)» 
  11. «Título ainda não informado (favor adicionar)» 
  12. «Título ainda não informado (favor adicionar)» 
  13. Sui, Cindy (17 de Maio de 2006). «620,000 evacuated in southern China as Typhoon Chanchu nears». Yahoo! News (em inglês). Consultado em 20 de maio de 2005. 
  14. Typhoon Warning issued by Central Weather Bureau of Taiwan
  15. «Typhoon Caloy wreaks havoc, at least 41 dead». Malaysia Sun (em inglês). 15 de Maio de 2006. Consultado em 20 de maio de 2005. 
  16. «Filipinos return home after Typhoon Chanchu». Reuters UK (em inglês). 15 de Maio de 2006. p. 1. 2 páginas. Consultado em 20 de maio de 2006. 
  17. Aglay, Dolly (13 de Maio de 2006). «Typhoon toll rises to 23 in Philippines». Boston.com News (em inglês). Consultado em 20 de maio de 2006. 
  18. «Philippine typhoon leaves 10,000 stranded». Yahoo! News Australia (em inglês). 13 de Maio 2006. Consultado em 20 de maio de 2006. 
  19. «Philippines braces for typhoon». CNN (em inglês). May 12 2006. Consultado em 20 de maio de 2006.  Verifique data em: |data= (ajuda)
  20. «Ferry in Philippines sinks». Cnews (em inglês). 13 de Maio 2006. Consultado em 20 de maio de 2006. 
  21. a b Typhoon Chanchu
  22. Vietnam latest news - Thanh Nien Daily
  23. Margie, Mason (19 de Maio de 2006). «150 Fishermen Missing After Asia Typhoon». Yahoo! News (em inglês). Consultado em 20 de maio de 2006. 
  24. 中国救了数百越南渔民 越媒体高度评价
  25. 陈德良致电胡锦涛感谢中方救助越南渔民-搜狐新闻
  26. 台风珍珠造成福建漳州25人死亡5人失踪-广西新闻网
  27. «Título ainda não informado (favor adicionar)» 
  28. 台风肆虐金砂公园倒树500棵 有望本周重新开放
  29. 福建因台风"珍珠"死亡人数增至15名
  30. News Report on Chanchu
  31. «Título ainda não informado (favor adicionar)» 
  32. «Título ainda não informado (favor adicionar)» 
  33. «Título ainda não informado (favor adicionar)» 
  34. a b Bodeen, Christopher (18 de Maio de 2006). «Typhoon Chanchu Kills 21 in China». ABC news (em inglês). p. 1. 2 páginas. Consultado em 20 de maio de 2006. 
  35. The China Post staff (18 de Maio de 2006). «Su orders efforts to cope with Typhoon Chanchu». The China Post (em inglês). Consultado em 20 de maio de 2006. 
  36. ESCAP/WMO台风委员会第三十九次届会在菲律宾召开
  37. «Typhoon Committee adopt new typhoon name». China Meteorological Agency (em inglês). 2007. Consultado em 11 de dezembro de 2007. 
Ciclones tropicais da Temporada de tufões no Pacífico de 2006
Escala de Furacões de Saffir-Simpson
DT TS TT 1 2 3 4 5



*PAGASA
#JTWC
SN - Sem nome