Tufão Fengshen (2008)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Tufão Fengshen
Tufão  (AMJ)
Categoria 3  (EFSS)
Fengshen June 21 0455Z.jpg
O tufão Fengshen perto de seu pico de intensidade
Formação: 18 de Junho de 2008
Dissipação: 25 de Junho de 2008
Vento mais forte (1 min): 110 nós (204 km/h, 127 mph)
Vento mais forte (10 min): 95 nós (176 km/h, 109 mph)
Pressão mais baixa: 945 hPa (mbar) ou 709 mmHg
Danos: $247 milhões de dólares (valores em 2000
Fatalidades: 1.356 diretas
Áreas afetadas: Filipinas e sudeste da China (incluindo Hong Kong e Macau)
Parte da
Temporada de tufões no Pacífico de 2008

O tufão Fengshen (designação internacional: 0806; designação do JTWC: 07W; designação filipina: tufão Frank) foi um intenso ciclone tropical que atingiu as Filipinas e o sudeste da China em meados de Junho de 2008. Sendo o sétimo ciclone tropical, o sexto sistema tropical nomeado e o quinto tufão da temporada de tufões no Pacífico de 2008, Fengshen formou-se de uma perturbação tropical próximo a Palau e seguiu para oeste-noroeste, atingindo a região central das Filipinas em 19 de Junho. Logo em seguida, o tufão atingiu seu pico de intensidade sobre o mar de Visayas no interior do arquipélago filipino com ventos máximos sustentados de 205 km/h, segundo o JTWC, ou 175 km/h, segundo a AMJ. Após deixar as Filipinas pela ilha de Luzon e seguir para o Mar da China Meridional, Fengshen enfraqueceu-se antes de atingir a costa chinesa como uma tempestade tropical.

Fengshen causou danos generalizados nas Filipinas. Inundações e deslizamentos de terra causaram 556 fatalidades na região. As ondas fortes provocadas pelo tufão também viraram um navio com mais de 850 pessoas a bordo; 800 pessoas perderam suas vidas.[1] As chuvas fortes também causaram 16 fatalidade na China.[2]

História meteorológica[editar | editar código-fonte]

O caminho de Fengshen

A área de convecção que viria dar origem ao tufão Fengshen foi observada pela primeira vez em 12 de Junho a cerca de 350 km a sudeste de Palau.[3] O Joint Typhoon Warning Center (JTWC) começou a monitorar o sistema como uma perturbação tropical no dia seguinte. Naquele momento, o sistema apresentava um centro ciclônico de baixos níveis ainda não definido, com poucas e intermitentes áreas de convecção. No entanto, o sistema estava numa região com boa difluência de altos níveis e pouco cisalhamento do vento.[4] A perturbação tropical seguiu para oeste-noroeste influenciado por uma alta subtropical a seu nordeste, organizando-se lentamente e, em 17 de Junho, a Agência Meteorológica do Japão (AMJ) classificou o sistema para uma fraca depressão tropical.[5] Horas depois, devido a consolidação do centro ciclônico de baixos níveis juntamente com a melhora das condições meteorológicas de altos níveis, o JTWC emitiu um alerta de formação de ciclone tropical (AFCT), mencionando a possibilidade do sistema se tornar um ciclone tropical significativo dentro de um período de 24 horas.[6] Durante a madrugada (UTC) de 18 de Junho, a Administração de Serviços Atmosféricos, Geofísicos e Astronômicos das Filipinas (PAGASA), órgão governamental das Filipinas que é responsável pelos assuntos meteorológicos do país, declarou a formação de uma depressão tropical dentro de sua área de responsabilidade, atribuindo ao sistema o nome regional Frank.[7] Durante a tarde daquele dia, com a formação de bandas ciclônicas de tempestade, principalmente nos quadrantes leste e norte do sistema, e com ventos que aumentaram para 45 km/h,[8] tanto a AMJ quanto o JTWC classificaram a perturbação para uma depressão tropical e emitiram seus primeiros avisos regulares sobre o sistema. Naquele momento, o centro da depressão localizava-se a cerca de 285 km a noroeste de Palau.[9] [10]

Com a melhora na definição do centro ciclônico de baixos níveis e com a contínua organização das áreas de convecção, o JTWC classificou a depressão como a tempestade tropical 07W no final da noite de 18 de Junho,[11] enquanto que a AMJ fez o mesmo no começo da madrugada (UTC) de 19 de Junho.[12] A AMJ atribuiu à tempestade o nome Fengshen, que foi submetido à lista de nomes de tufões pela República Popular da China e significa deus do vento em língua chinesa.[13] Com a contínua intensificação e organização de Fengshen[14] a AMJ classificou mais uma vez o sistema, desta vez para uma tempestade tropical severa doze horas após ter sido classificado como uma simples tempestade tropical.[15] Com a contínua melhora nos fluxos externos de altos níveis, restringida levemente pela passagem de um cavado ao seu nordeste,[14] Fengshen continuava a se fortalecer e durante a noite (UTC) de 19 de Junho, tanto a AMJ[16] quanto o JTWC[17] classificaram Fengshen para um tufão. Seguindo para oeste-noroeste continuamente devido a presença de uma alta subtropical ao seu nordeste, o centro ciclônico de Fengshen atingiu a costa leste de Samar, com ventos de até 130 km/h, por volta das 06:00 (UTC) de 20 de Junho, segundo a PAGASA.[18] Momentos antes de Fengshen fazer landfall em Samar, um olho extremamente irregular formou-se no centro das áreas de convecção.[19] Assim que Fengshen, movendo-se para oeste-noroeste, deixou Samar e seguiu para o mar de Visayas, no interior do arquipélago filipino, um olho irregular começou a aparecer novamente no centro das áreas de convecção.[20] O olho ficou mais bem definido assim que Fengshen, mesmo sofrendo interação com terra, começou a se intensificar continuamente. No começo da madrugada de 21 de Junho, Fengshen alcançou o seu pico de intensidade, com ventos máximos sustentados de 205 km/h, intensidade equivalente a um furacão de categoria 3 na escala de furacões de Saffir-Simpson, segundo o JTWC. Naquele momento, o olho de Fengshen localizava-se sobre o mar de Visayas, a cerca de 365 km a sul-sudeste da capital das Filipinas, Manila.[21]

A partir de então, Fengshen começou a se enfraquecer com a contínua interação de sua circulação ciclônica com os terrenos montanhosos das Filipinas. Ao mesmo, Fengshen fez uma repentina mudança de trajetória para o norte-nordeste, refletindo a intensificação de uma grande área de alta pressão quase equatorial ao seu leste e sudeste.[22] Após atingir a ilha de Luzon e passar muito perto de Manila, a capital das Filipinas, Fengshen enfraqueceu-se ainda mais e o JTWC desclassificou o sistema para uma tempestade tropical e a AMJ para uma tempestade tropical severa[23] durante a madrugada de 23 de Junho, assim que o sistema começou a seguir para noroeste, seguindo para o mar da China Meridional. No entanto, uma intensificação de curta duração ocorreu quando o centro de Fengshen encontrou novamente águas abertas, tornando-se novamente um tufão[24] antes de voltar a se enfraquecer devido ao cisalhamento do vento moderado a forte.[25] Previsto inicialmente atingir Taiwan, Fengshen seguiu para norte-noroeste através de uma brecha bem definida da alta subtropical sobre Hong Kong.[26] Fluxos externos de altos níveis ao sudoeste do sistema causados por uma boa divergência ajudavam a tempestade tropical a manter a sua intensidade, mesmo sob forte cisalhamento do vento.[26] Durante a noite (UTC) de 24 de Junho, Fengshen fez seu landfall final na costa da província chinesa de Guangdong, mais precisamente na Administração Sub-provincial de Shenzhen, a apenas 40 km a leste de Hong Kong, com ventos máximos sustentados de 95 km/h.[27] A partir de então Fengshen começou a se enfraquecer rapidamente sobre os terrenos montanhosos do sudeste da China. No começo da madrugada de (UTC) de 25 de Junho, a AMJ desclassificou Fengshen para uma simples tempestade tropical,[28] enquanto que horas depois, o JTWC desclassificou Fengshen para uma depressão tropical e emitiu seu último aviso sobre o sistema.[29] Às 18:00 (UTC) do mesmo dia, a AMJ também desclassificou Fengshen para uma depressão tropical e emitiu seu último aviso sobre o sistema.[28]

Preparativos[editar | editar código-fonte]

A Administração de Serviços Atmosféricos, Geofísicos e Astronômicos das Filipinas (PAGASA) declarou variados sinais públicos de tempestade para quase todas as províncias.[30] [31] As áreas sob o sinal mais severo de tempestade foram todas as províncias de Samar e Leyte, além de Sorsogon, Catanduanes, Masbates e Albay.[32]

Em Hong Kong, o observatório meteorológico da região içou um sinal público de tempestade n°8, esperando-se rajadas de vento com intensidade mínima de 62 km/h.[33] Em Macau, a ameaça de Fengshen causou o içamento do sinal público de tempestade nº3.[34]

Impactos[editar | editar código-fonte]

O tufão Fengshen durante seu pico de intensidade

Em 26 de Junho, havia se confirmado 664 fatalidades como resultado da passagem do tufão pelas Filipinas.[1] 117.963 pessoas tiveram que deixar suas casas na região de Bicol para procurar abrigos de emergência. Interrupções no fornecimento de eletricidade foram relatadas em toda a ilha de Samar.[35] O governo das Filipinas também proibiu a navegação durante a passagem de Fengshen, deixando mais de 800 pessoas presas em portos somente na região de Bicol.[36] Boa parte de todas as fatalidades foram causadas por severas enchentes e deslizamentos de terra,[37] assim como aconteceu na província de Maguindanao após o transbordamento de um rio local.[38] As enchentes, chegando a mais de 2 metros em Iloilo, deixou mais de 30.000 pessoas presas em seus telhados.[39] Iloilo também foi a região mais afetada pela passagem do tufão.[40] Os ventos fortes e as chuvas torrenciais causaram danos a mais de 150.000 residências, sendo que cerca de 53.000 foram totalmente destruídas,[41] assim como aconteceu na ilha de Negros, onde a destruição de residências causou duas fatalidades.[42] Ao todo quase 3 milhões de pessoas foram afetadas em 46 províncias filipinas. Cerca de 230.000 residências foram danificadas, sendo que quase 65.000 foram completamente destruídas.[43] Os danos totais foram calculados em quase 7 bilhões de pesos filipinos (157 milhões de dólares - valores em 2008).[43]

Um navio, o Princess of the Stars com 865 passageiros e tripulantes naufragou perto da ilha de Sibuyan devido às grandes ondas geradas por Fengshen;[44] 800 pessoas perderam suas vidas no incidente.[1]

No sudeste da China e em Hong Kong, Fengshen também causou chuvas e ventos fortes, que causaram severas enchentes e deslizamentos de terra. Fengshen também causou a interrupção da eletricidade em muitas regiões de Guangdong, onde mais de 343.000 pessoas foram afetadas. Fengshen inundou mais de 640.000 hectares de plantações e destruiu cerca de 1.200 residências. As perdas econômicas na China foram estimadas em 1,2 bilhão de yuans (175 milhões de dólares - valores em 2008).[45] Pelo menos dezesseis pessoas morreram devido à passagem de Fengshen na região.[2] A bolsa de Hong Kong, prevista inicialmente para ficar fechada, permaneceu aberta durante a passagem do tufão.[46]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Portal A Wikipédia possui o portal:
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Tufão Fengshen (2008)

Referências

  1. a b c Ferry owner sues weather bureau (em inglês). News 24.com (01/07/2008). Página visitada em 01/07/2008.
  2. a b Fengshen death toll rises to 16 in Guangdong. China Daily/Xinhua News Agency (30/06/2008). Página visitada em 01/07/2008.
  3. http://www.nrlmry.navy.mil/tc-bin/tc_home2.cgi?PHOT=No&ACTIVES=08-WPAC-07W.FENGSHEN,08-EPAC-94E.INVEST&SUB_PROD=2degreeticks&SIZE=thumb&NAV=tc&DIR=/TC/tc08/WPAC/07W.FENGSHEN/amsub/89/2degreeticks&YR=08&YEAR=2008&AGE=Previous&TYPE=amsub&ARCHIVE=active&MO=JUN&PROD=89&BASIN=WPAC&AREA=pacific/southern_hemisphere&STORM_NAME=07W.FENGSHEN&STYLE=tables
  4. ftp://ftp.met.fsu.edu/pub/weather/tropical/GuamStuff/2008061313-ABPW.PGTW
  5. ftp://ftp.met.fsu.edu/pub/weather/tropical/Tokyo/2008061718.RJTD
  6. ftp://ftp.met.fsu.edu/pub/weather/tropical/GuamStuff/2008061723-WTPN.PGTW
  7. http://www.webcitation.org/5YmZd419f
  8. ftp://ftp.met.fsu.edu/pub/weather/tropical/GuamStuff/2008061815-WDPN.PGTW
  9. http://www.webcitation.org/5YlMA8La8
  10. ftp://ftp.met.fsu.edu/pub/weather/tropical/GuamStuff/2008061815-WTPN.PGTW
  11. ftp://ftp.met.fsu.edu/pub/weather/tropical/GuamStuff/2008061821-WTPN.PGTW
  12. http://www.webcitation.org/5YgI1d50c
  13. http://www.jma.go.jp/jma/jma-eng/jma-center/rsmc-hp-pub-eg/tyname.html
  14. a b ftp://ftp.met.fsu.edu/pub/weather/tropical/GuamStuff/2008061915-WDPN.PGTW
  15. http://www.webcitation.org/5YhBLMpQ7
  16. http://www.webcitation.org/5YhROwxNL
  17. ftp://ftp.met.fsu.edu/pub/weather/tropical/GuamStuff/2008061921-WTPN.PGTW
  18. http://www.webcitation.org/5YiLIfZSR
  19. ftp://ftp.met.fsu.edu/pub/weather/tropical/GuamStuff/2008062003-WDPN.PGTW
  20. ftp://ftp.met.fsu.edu/pub/weather/tropical/GuamStuff/2008062015-WDPN.PGTW
  21. ftp://ftp.met.fsu.edu/pub/weather/tropical/GuamStuff/2008062103-WTPN.PGTW
  22. ftp://ftp.met.fsu.edu/pub/weather/tropical/GuamStuff/2008062115-WDPN.PGTW
  23. http://www.webcitation.org/5YmWSwMhM
  24. http://www.webcitation.org/5YqLvbHPA
  25. ftp://ftp.met.fsu.edu/pub/weather/tropical/GuamStuff/2008062315-WDPN.PGTW
  26. a b ftp://ftp.met.fsu.edu/pub/weather/tropical/GuamStuff/2008062403-WDPN.PGTW
  27. http://www.webcitation.org/5YpMuwdDH
  28. a b http://www.webcitation.org/5YpP0Iq2i
  29. ftp://ftp.met.fsu.edu/pub/weather/tropical/GuamStuff/2008062515-WTPN.PGTW
  30. http://www.gmanews.tv/story/102132/8-areas-in-Visayas-Mindanao-under-signal-1---Pagasa
  31. http://www.gmanews.tv/story/102196/Frank-gains-strength-Signal-No-2-up-over-Samar-provinces
  32. http://www.gmanews.tv/story/102296/Frank-now-a-typhoon-7-areas-under-Signal-No-3
  33. http://www.business24-7.ae/Articles/2008/6/Pages/StormFengshenhitsHongKongandShenzhen.aspx
  34. http://www.acorianooriental.pt/noticias/view/172174
  35. http://www.gmanews.tv/story/102489/Storm-triggers-evacuation-of-23086-families-in-Bicol
  36. Número de mortos por passagem de tufão sobe para 17 nas Filipinas. Folha Online (21/06/2008). Página visitada em 27/06/2008.
  37. http://www.gmanews.tv/story/102533/At-least-12-killed-as-typhoon-Fengshen-hits-Philippines
  38. Pelo menos 12 mortos e milhares de evacuações devido ao tufão Fengshen. Agência Lusa. Página visitada em 27/06/2008.
  39. 17 mortos e 30 mil refugiados em telhados devido ao tufão Fengshen - novo balanço. Agência Lusa (21/06/2008). Página visitada em 27/06/2008.
  40. Pelo menos 155 mortos segundo novo balanço da Cruz Vermelha. Lusa Agência (22/06/2008). Página visitada em 27/06/2008.
  41. http://afp.google.com/article/ALeqM5j-IEPqnlMA2_xpkgEk2zfBLBD99A
  42. [Pelo menos 12 mortos e milhares de evacuações devido ao tufão Fengshen Tufão nas Filipinas faz 14 mortos e obriga à deslocação de milhares de pessoas]. Publico.pt. Página visitada em 27/06/2008.
  43. a b Typhoon death toll rises to 664 in Philippines (em inglês). Xinhua News Agency (27/06/2008). Página visitada em 28/06/2008.
  44. http://www.nytimes.com/2008/06/22/world/asia/22Philippines.html?_r=1&ref=world&oref=slogin
  45. Tropical storm Fengshen leaves nine dead in south China (em inglês). Xinhua News Agency. Página visitada em 28/06/2008.
  46. Ciclone Fengshen deixa um morto e um ferido na passagem pela China. JB Online. Página visitada em 27/06/2008.


Ciclones tropicais da Temporada de tufões no Pacífico de 2008
06
Escala de Furacões de Saffir-Simpson
DT TS TT 1 2 3 4 5



*PAGASA
#JTWC
SN - Sem nome