Tufão Sepat (2007)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Se procura outros ciclones tropicais chamados Sepat, veja Tufão Sepat.
Tufão Sepat
Categoria 5 (EFSS)
O tufão Sepat a leste de Luzon, Filipinas
Formação 11 de agosto de 2007
Dissipação 20 de agosto de 2007
Vento mais forte (1 min) 140 nós (259 km/h, 161 mph)
Vento mais forte (10 min) 110 nós (204 km/h, 127 mph)
Pressão mais baixa 910 hPa (mbar) ou 683 mmHg
Danos No mínimo 692,5 milhões de dólares
Fatalidades No mínimo 43
Áreas afetadas Filipinas, Taiwan e China
Parte da
Temporada de tufões no Pacífico de 2007

O tufão Sepat (designação internacional: 0708; designação do JTWC: 09W, designação filipina: Egay), às vezes chamado de super tufão Sepat foi o décimo ciclone tropical, o oitavo sistema nomeado, o sexto tufão e o quarto super tufão da temporada de tufões no Pacífico de 2007. Ao longo de seu caminho, Sepat afetou as Filipinas, e atingiu diretamente Taiwan e a China, mais exatamente na província de Fujian.

História meteorológica[editar | editar código-fonte]

O caminho de Sepat

Em 11 de agosto, um centro de circulação ciclônica de superfície formou-se em conjunção com uma persistente área de convecção a cerca de 1.280 km a sudeste de Naha, Okinawa, Japão. Ventos de altos níveis setentrionais inicialmente forneceu uma divergência beneficial, embora o fenômeno tenha resultado também na formação de ventos de cisalhamento e na falta de boas correntes de ar favoráveis para seu desenvolvimento.[1] Os ventos de altos níveis se enfraqueceram gradualmente e permitiu a criação de um ambiente mais favorável para seu desenvolvimento assim que a perturbação seguiu na periferia de um anticiclone de altos níveis. Assim que as áreas de convecção de ar envolveram todo o centro do sistema, o Joint Typhoon Warning Center (JTWC) emitiu um alerta de formação de ciclone tropical sobre o sistema no final de 11 de agosto.[2] Permanecendo quase estacionário, entre duas cristas, uma a Nordeste e outra a Sudeste, o sistema se desenvolveu mais ainda e na madrugada de 12 de Agosto, o JTWC classificou a perturbação como a depressão tropical 09W.[3] Pouco depois, a Agência Meteorológica do Japão (AMJ) classificou o sistema como uma depressão tropical enquanto o sistema estava localizado a cerca de 1.245 km a sudeste de Okinawa, Japão.[4]

Doze horas depois, o JTWC classificou a depressão tropical para uma tempestade tropical baseada[5] baseada na em estimativas de intensidade por imagens de satélite via técnica Dvorak[6] e nas bandas de tempestades fortes ciclônicas que o sistema exibia. Uma área de baixa pressão de altos níveis ajudou na diminuição dos ventos de cisalhamento que afetavam a tempestade.[6] O JTWC também alertou sobre a possibilidade de uma rápida intensificação.[6] A AMJ classificou a depressão como tempestade tropical no final daquele dia[7] nomeando-o de Sepat. O nome Sepat foi dado pela Malásia e refere-se a uma espécie de peixe de água doce.[8]

Na madrugada do dia seguinte, Sepat já apresentava um olho visível em imagens de satélite no canal microondas[9] e permanência num ambiente favorável a seu desenvolvimento, incluindo ventos de cisalhamento em enfraquecimento. Também, um anticiclone movia-se sobre Sepat.[9] Naquele momento, sepat adentrou a área de responsabilidade da PAGASA e a agência nomeou-o de "Egay". então, a AMJ classificou a tempestade como tempestade tropical severa.[10] Sepat continuou a se fortalecer e a se organizar lentamente[11] e começou a acelerar seu movimento sob a influência de uma alta subtropical que conduzia Sepat ao seu encontro.[11] Sepat se fortaleceu e tornou-se um tufão na manhã de 14 de agosto[12][13] devido ao contínuo enfraquecimento dos ventos de cisalhamento e ao ambiente favorável a seu desenvolvimento.[14]

Sepat desenvolveu um olho, repleta de nuvens, medindo 22 km de diâmetro durante aquela noite e uma parede do olho medindo 240 km de diâmetro.[15] A temperatura da superfície do mar era favorável, em torno de 29-30 °C e que permitia Sepat a continuar o seu desenvolvimento apesar da diminuição do fluxo externo para Norte.[15] Neste momento, a pressão atmosférica no olho de Sepat tinha caído para 955 mbar.[16] O JTWC também notou a possibilidade de uma rápida intensificação iminente da tempestade.[15]

No final daquela noite, Sepat sofreu rápida intensificação, como esperado, e foi classificado pelo JTWC como um super tufão na manhã seguinte.[17] A AMJ, neste momento, dizia que a pressão atmosférica no interior do olho era de 940 mbar.[18] A convecção profunda esquentou ligeiramente e sofreu ligeiras flutuações durante à tarde.[19] Neste momento, a velocidade de movimento de Sepat diminuiu e o tufão mudou sua direção mais para Norte.[20] As nuvens que predominavam sobre seu olho desapareceram, tornou-se ligeiramente maior e seu topo esquentou.[20] No final daquela noite, o tufão já era o mais forte da temporada; a pressão atmosférica no interior de seu olho era estimada em 925 mbar pela AMJ.[21] mais baixa do que o Tufão Man-yi, que até então era considerado o mais forte tufão da temporada.

continuando a se intensificar,[22] Sepat alcançou o seu pico de intensidade, com uma pressão atmosférica central mínima de 910 mbar em 16 de Agosto.[23] O tufão também manteve seu olho livre de nuvens.[22] O alto índice de calor latente do oceano e bons fluxos externos para Sul mantiveram a intensidade do ciclone, mas um ciclo de substituição da parede do olho começou no final daquele dia, causando o enfraquecimento do super tufão.[24] O ciclo de substituição da parede do olho continuou durante aquela noite e na manhã seguinte, Sepat apresentava paredes do olho concêntricas, com a parede do olho interna sendo a mais fraca.[25] No final de 17 de agosto, o JTWC classificou Sepat novamente como um tufão.[26]

Sepat atingiu o leste de Taiwan entre Taitung e Hualien na manhã de 18 de agosto, horário local (21:00 UTC de 17 de Agosto)[27] e se enfraqueceu para um tufão mínimo.[28] Depois de cruzar a ilha de Taiwan, Sepat ainda mantinha a força de um tufão mínimo antes de se enfraquecer para uma tempestade tropical severa naquela noite.[29] 24 horas depois de Sepat ter atingido Taiwan, o ciclone tropical atingiu a costa da China e foi classificado como tempestade tropical na manhã seguinte. Sepat se enfraqueceu ainda mais sobre terra e o último aviso sobre o sistema foi emitido na manhã de 20 de agosto.

Preparativos[editar | editar código-fonte]

O governo da República da China (Taiwan) emitiu alertas de tufão marítimos na manhã de 16 de agosto e avisos terrestres no final daquela noite.[30] Em todos os condados e cidades da ilha, um "feriado de tufão" foi declarado para ajudar a população a se preparar para a chegada de Sepat.[31] Nas Filipinas, a PAGASA emitiu avisos de tempestade públicos sinal 1 a 3 (o sinal 4 é o mais alto) para algumas províncias da região de Luzon.[32]

Mais de 900.000 pessoas tiveram que ser retiradas no leste da China e mais de 100 voos foram cancelados.[33] No Taiwan, mais de 2.000 também foram retiradas.[34]

Depois de Sepat ter atingido a costa da China, o escritório meteorológico regional da província de Hunan enviou mais de 2,25 milhões de mensagens de texto à população para avisar a eles sobre os temporais remanescentes de Sepat.[35]

Impactos[editar | editar código-fonte]

Filipinas[editar | editar código-fonte]

Em 15 de Agosto, chuvas de monção trazidas pelo tufão Sepat alagaram e paralisaram o trânsito na Região Metropolitana de Manila, Filipinas.[36] As aulas e os serviços governamentais foram suspensas até 17 de Agosto.[37] No país, no mínimo 3 pessoas se afogaram devido às fortes chuvas.[34]

Taiwan[editar | editar código-fonte]

Ventos constantes de 126 km/h foram registrados próximo à costa de Taiwan em 18 de Agosto assim que Sepat atingiu o país.[33]

A chuva forte no Taiwan, que alcançou 984 mm (quase 1 metro) em Tianhsiang, em Hualien[38] resultou em vários deslizamentos de terra, especialmente nas regiões montanhosas e na região sul do país.[33] A combinação das chuvas pesadas com os fortes ventos causaram danos estimados em $34,5 milhões de dólares na agricultura.[39] Mais de 70.000 ficaram sem eletricidade e quase 9.000 casas ainda estavam sem eletricidade uma semana após a passagem do tufão Sepat.[34]

A auto-estrada Suao-Huaien também foi fechada devido aos deslizamentos de terra provocadas pela alta precipitação trazida por Sepat.[38] No Taiwan pelo menos uma pessoa morreu.[34]

China[editar | editar código-fonte]

Na província de Fujian, os ventos de Sepat derrubaram vários outdoors e destelharam muitas casas. Um tornado foi registrado em Zhejiang, matando 13 pessoas e ferindo mais de 60.[33] Em muitos condados a precipitação alcançou mais de 200 mm de chuva.[35] As chuvas torrenciais de Sepat causaram vários deslizamentos de terra em Fujian; pelo menos 12 pessoas ficaram desaparecidas.[35] Os deslizamentos de terra foram à causa de 39 mortes em toda a China durante a passagem do tufão.[34] Além de Fujian e Zhejiang, foram registrados danos também nas províncias de Jiangxi e Hunan. No total, os danos foram calculados em $658 milhões de dólares.[34]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Furacão Catrina Portal da
meteorologia
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Tufão Sepat (2007)

Referências

  1. Alpha Forecast Team (2007). «August 11 Significant Tropical Weather Advisory». Joint Typhoon Warning Center. Consultado em 15 de agosto de 2007 
  2. Bravo Forecast Team (2007). «August 11 Significant Tropical Weather Advisory (2)». Joint Typhoon Warning Center. Consultado em 15 de agosto de 2007 
  3. Joint Typhoon Warning Center (2007). «Tropical Depression 09W Discussion NR 001». Consultado em 15 de agosto de 2007 
  4. Japan Meteorological Agency (2007). «Tropical Cyclone Advisory». Consultado em 15 de agosto de 2007 
  5. ftp://ftp.met.fsu.edu/pub/weather/tropical/GuamStuff/2007081215-WTPN.PGTW
  6. a b c ftp://ftp.met.fsu.edu/pub/weather/tropical/GuamStuff/2007081215-WDPN.PGTW
  7. Japan Meteorological Agency (2007). «Tropical Storm Sepat Tropical Cyclone Advisory». Consultado em 15 de agosto de 2007 
  8. «Typhoon names» 
  9. a b ftp://ftp.met.fsu.edu/pub/weather/tropical/GuamStuff/2007081303-WDPN.PGTW
  10. ftp://ftp.met.fsu.edu/pub/weather/tropical/Tokyo/2007081306.RJTD
  11. a b ftp://ftp.met.fsu.edu/pub/weather/tropical/GuamStuff/2007081315-WDPN.PGTW
  12. ftp://ftp.met.fsu.edu/pub/weather/tropical/Tokyo/2007081400.RJTD
  13. ftp://ftp.met.fsu.edu/pub/weather/tropical/GuamStuff/2007081403-WTPN.PGTW
  14. ftp://ftp.met.fsu.edu/pub/weather/tropical/GuamStuff/2007081403-WDPN.PGTW
  15. a b c ftp://ftp.met.fsu.edu/pub/weather/tropical/GuamStuff/2007081415-WDPN.PGTW
  16. «www.webcitation.org/5R5qN2RuB» 
  17. ftp://ftp.met.fsu.edu/pub/weather/tropical/GuamStuff/2007081503-WDPN.PGTW
  18. ftp://ftp.met.fsu.edu/pub/weather/tropical/Tokyo/2007081500.RJTD
  19. ftp://ftp.met.fsu.edu/pub/weather/tropical/GuamStuff/2007081509-WTPN.PGTW
  20. a b ftp://ftp.met.fsu.edu/pub/weather/tropical/GuamStuff/2007081515-WDPN.PGTW
  21. «www.webcitation.org/5R7Su6gGk» 
  22. a b ftp://ftp.met.fsu.edu/pub/weather/tropical/GuamStuff/2007081603-WDPN.PGTW
  23. «www.webcitation.org/5R7nAjOR1» 
  24. ftp://ftp.met.fsu.edu/pub/weather/tropical/GuamStuff/2007081615-WDPN.PGTW
  25. ftp://ftp.met.fsu.edu/pub/weather/tropical/GuamStuff/2007081703-WDPN.PGTW
  26. ftp://ftp.met.fsu.edu/pub/weather/tropical/GuamStuff/2007081709-WTPN.PGTW
  27. ftp://ftp.met.fsu.edu/pub/weather/tropical/GuamStuff/2007081803-WDPN.PGTW
  28. «www.webcitation.org/5RAux0QOD» 
  29. «www.webcitation.org/5RBaYJ7 DL» 
  30. «www.taipeitimes.com/News/front/archives/2007/08/17/2003374547» 
  31. «tw.news.yahoo.com/article/url/d/a/070817/1/ix7k.html» 
  32. «www.webcitation.org/5RAATPItm» 
  33. a b c d «news.bbc.co.uk/2/hi/asia-pacific/6952715.stm» 
  34. a b c d e f Reuters (22 de agosto de 2007). «Typhoon Sepat kills 39 in China». CNN. Consultado em 23 de agosto de 2007 
  35. a b c «Typhoon Sepat sweeps NW after killing 19 in SE China». Xinhua. 20 de agosto de 2007 
  36. «newsinfo.inquirer.net/breakingnews/metro/view_article.php?article_id=82753» 
  37. «newsinfo.inquirer.net/breakingnews/metro/view_article.php?article_id=82675» 
  38. a b «www.chinapost.com.tw/news/2007/08/20/119046/Agricultural-losses.htm» 
  39. «news.xinhuanet.com/english/2007-08/19/content_6563502.htm» 


Ciclones tropicais da Temporada de tufões no Pacífico de 2007
08
Escala de Furacões de Saffir-Simpson
DT TS TT 1 2 3 4 5



*PAGASA
#JTWC
SN - Sem nome