Tufão Tip

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Tufão Tip
Categoria 5 (EFSS)
O tufão Tip no seu pico de intensidade recorde em 12 de Outubro de 1979
Formação 4 de Outubro de 1979
Dissipação 19 de Outubro de 1979
Vento mais forte (1 min) 165 nós (306 km/h, 190 mph)
Pressão mais baixa 870 hPa (mbar) ou 653 mmHg
Danos Desconhecidos
Fatalidades 86 (diretas), 13 (indiretas)
Áreas afetadas Guam e Japão
Parte da
Temporada de tufões no Pacífico de 1979

O tufão Tip foi o maior e o mais intenso ciclone tropical já observado. Sendo o décimo nono sistema tropical nomeado, o décimo segundo tufão e o terceiro super tufão da temporada de tufões no Pacífico de 1979, Tip formou-se de uma perturbação num cavado de monção em 4 de Outubro perto de Pohnpei. Inicialmente, uma tempestade tropical ao seu noroeste impediu o desenvolvimento e o deslocamento de Tip, embora a tempestade tenha se afastado para uma região mais ao norte e Tip foi capaz de intensificar-se. Após passar por Guam, o sistema fortaleceu-se rapidamente e alcançou o pico de intensidade com ventos máximos sustentados de 305 km/h (190 mph) e uma pressão atmosférica de 870 mbar (hPa) ao nível do mar em 12 de Outubro, sendo a menor pressão atmosférica já registrada ao nível do mar. Durante seu pico de intensidade, Tip também foi o maior ciclone tropical em tamanho, com um recorde de 2.220 km de diâmetro. O tufão enfraqueceu-se lentamente assim que continuou a seguir para oeste-noroeste e depois começou a seguir para nordeste sob a influência de um cavado em aproximação. Tip fez landfall no sul do Japão em 19 de Outubro e tornou-se um ciclone extratropical pouco depois.

Aviões de reconhecimento sobrevoaram o tufão em 60 missões, fazendo de Tip um dos ciclones tropicais mais observados in situ de todos os tempos.[1] A chuva do tufão causaram o colapso de um dique de retenção de enchentes no campo de treinamento do Corpo de Fuzileiros Navais dos Estados Unidos da América na prefeitura de Kanagawa, Japão, levando a um incêndio que feriu 68 e matou 13 Fuzileiros Navais.[2] Em outros lugares do Japão, Tip causou enchentes generalizadas e 42 mortes. Outros 44 morreram ou ficaram desaparecidos devido ao mar agitado ao largo da costa.[3]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Furacão Catrina Portal da
meteorologia

Referências

  1. George M. Dunnavan & John W. Dierks (1980). «An Analysis of Super Typhoon Tip (October 1979)» (PDF). Joint Typhoon Warning Center (em inglês). Consultado em 24 de janeiro de 2007 
  2. «Camp Fuji Fire Memorial». Corpo de Fuzileiros Navais dos Estados Unidos da América (em inglês). 2006. Consultado em 25 de janeiro de 2007 
  3. Debi Iacovelli and Tim Vasquez (1998). «Supertyphoon Tip: Shattering all records» (PDF). Monthly Weather Log (em inglês). Consultado em 25 de janeiro de 2007 
Ícone de esboço Este artigo sobre ciclones tropicais é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
Ciclones tropicais mais intensos por bacia oceânica

Mar Arábico

Austrália

Golfo de Bengala

Pacífico centro-norte

Pacífico nordeste

Atlântico norte

Pacífico sul

Índico sudoeste

Pacífico noroeste

Ciclone Gonu
920 hPa
(2007)

Ciclone Inigo
900 hPa
(2003)

Ciclone de Orissa
912 hPa
(1999)

Furacão Ioke
915 hPa
(2006)

Furacão Patricia
872 hPa
(2015)

Furacão Wilma
882 hPa
(2005)

Ciclone Zoe
890 hPa
(2002)

Ciclone Gafilo
895 hPa
(2004)

Tufão Tip
870 hPa
(1979)