Tuffy Neugen

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Tuffy Neugen
Equipe Corinthians Campeonato Paulista de 1930. Da esquerda para a direita (Em pé): Tuffy, Nerino Gallanti, Grané, Guimarães, Del Debbio e Munhoz. (Agachados): Filó, Neco, Peres, Rato e De Maria
.
Informações pessoais
Nome completo Tuffy Neugen
Data de nasc. 17 de outubro de 1898
Local de nasc. Santos,  Brasil
Nacionalidade brasileiro
Falecido em 04 de dezembro de 1935 (37 anos)
Apelido Tuffy
Informações profissionais
Posição goleiro
Clubes de juventude
1917-1919
Brasil São Paulo Associação Atlética das Palmeiras
Clubes profissionais
Anos Clubes Jogos e gol(o)s
1919-1920
1920-1922
1922-1925
1925-1926
1926-1928
1928-1931
Brasil Rio Grande do Sul Pelotas-RS
Brasil São Paulo Santos
Brasil São Paulo Sírio
Brasil São Paulo Palestras Italia
Brasil São Paulo Santos
Brasil São Paulo Corinthians





0071

Tuffy Neugen (Santos, 17 de outubro de 1898São Paulo, 4 de dezembro de 1935) foi um futebolista brasileiro.

Natural de Santos, Tuffy começou na Associação Athlética das Palmeiras, em 1917. Em 1919 jogou pelo Pelotas do RS. Em 1920 retornou a sua cidade natal e foi jogar pelo Santos Futebol Clube onde ficou dois anos. De 1922 a 1925 jogou pelo Sírio, e no final de 1925 fez duas partidas pelo Palestra Itália. Em 1926 retornou para o Santos Futebol Clube para mais duas temporadas. Somente em 1928 chegou ao clube que mais marcaria sua longa carreira, o Corinthians. Goleiro tricampeão paulista de 1928 a 1930, jogou no Corinthians entre 1928 e 1931, com o retrospecto de 71 jogos, sendo eles 48 vitórias, 11 empates e 12 derrotas. Tuffy também foi campeão da Taça dos Campeões Estaduais Rio-São Paulo pelo Corinthians em 1930, contra o Vasco da Gama[1].

Personagem pitoresco, Tuffy recebeu o apelido de "Satanás". Vestia-se de traje preto e ostentava grandes costeletas que contribuíam para sua figura singular.

Protagonizou histórias incomuns, como a vez em que teria pedido emprestado um chapéu para que com ele defendesse um pênalti cobrado pelo jogador bugrino Lolico, mas teria deixado a bola entrar no gol inadvertidamente, embora tenha se destacado como exímio defensor de pênaltis; ou quando foi impedido de seguir sua carreira na A. A. Palmeiras no ano de 1918, pois se suspeitava de que tivesse recebido suborno numa partida contra o Corinthians.[carece de fontes?]

Tuffy Morreu de pneumonia dupla em São Paulo, SP e conta-se que Neugen foi enterrado com a camisa de goleiro do Corinthians. Tuffy teve uma vitoriosa passagem pelo Operário Ferroviário Esporte Clube, o Fantasma, entre 1917 e 1923.[carece de fontes?] Após incríveis defesas, Tuffy devolvia a bola para os atacantes adversários, como provocação.

Referências

Ligações Externas[editar | editar código-fonte]

Bandeira de BrasilSoccer icon Este artigo sobre um futebolista brasileiro é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.