Tuk-tuk

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde junho de 2013). Por favor, adicione mais referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Taxis Tuk-tuk

O Tuk Tuk (em tailandês: ตุ๊กตุ๊ก or ตุ๊กๆ; AFI[ˈðʊkˈðʊk]), também conhecido como auto-riquixá ou auto-riquexó fora da Tailândia, é um modelo de riquixá (ou triciclo) motorizado com cabine para transporte de passageiros ou mercadorias, muito utilizado em diversos países em desenvolvimento, sobretudo no sul e no sudeste da Ásia. Existem modelos movidos a motor (auto-riquixá), à pedais, e à tração humana (riquixá).

Alguns países europeus adoptaram também este meio de transporte para fins turísticos.

Em Portugal[editar | editar código-fonte]

Em Portugal, a primeira cidade a acolher o Tuk Tuk foi Coimbra e, é utilizado para fazer passeios turísticos pela alta e baixa da cidade e, Santa Clara, passando por vinte e quatro pontos de interesse turístico, cultural, desportivo e religioso.

O tuc tuc do Bento XVI está em Portugal e é utilizado, sobretudo, para casamentos.

Já existem Tuc-tuc distribuídos por Lisboa, Sintra, Cascais, Funchal, Porto e Tomar, etc. Os tuc tuc elétricos, que levam seis pessoas, têm uma autonomia de 74 quilómetros.[1]

Também foram adoptadas para o arquipélago dos Açores, com circuitos turísticos no centro citadino da ilha de São Miguel.

Referências

Ícone de esboço Este artigo sobre Automobilismo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.