Tullia Zevi

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Tullia Zevi
Nascimento 2 de fevereiro de 1919
Milão
Morte 22 de janeiro de 2011 (91 anos)
Roma
Cidadania Itália, Reino de Itália
Cônjuge Bruno Zevi
Alma mater Universidade de Milão
Ocupação jornalista, política, escritora
Prêmios Cavaleiro Grã-Cruz da Ordem do Mérito da República Italiana

Tullia Zevi (2 de fevereiro de 1919 - 22 de janeiro de 2011) foi uma jornalista e escritora italiana.

Sua família fugiu da Itália para a França, e depois para o Estados Unidos da América, após a ascensão do fascismo na década de 1930. Já residente em Nova Iorque, casou-se com Bruno Zevi e juntos, voltaram para a Europa em 1946. Foi uma das poucas jornalistas mulheres a relatar os Julgamentos de Nuremberg.[1]

Referências

Ícone de esboço Este artigo sobre um(a) jornalista é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.