Tumultos em Ferguson em 2014

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Policiais jogam spray de pimenta em manifestantes de Ferguson

Os tumultos em Ferguson em 2014 são uma série contínua de protestos, saques e desordem civil que tiveram início após o episódio em que um policial branco matou Michael Brown, um negro de dezoito anos de idade, em 9 de agosto de 2014, em Ferguson, Missouri, Estados Unidos.

Conforme os detalhes do evento que matou o jovem Brown iam surgindo a partir dos investigadores, a polícia estabeleceu toque de recolher na cidade e implantou pelotões de choque para manter a ordem no local. Junto com protestos pacíficos, houve saques e manifestações violentas nas imediações do local do homicídio. De acordo com relatos da mídia, houve um certo grau de militarização da polícia ao lidar com protestos civis em Ferguson.[1][2] As manifestações continuaram em 24 de novembro de 2014, depois que o policial que atirou Michael Brown não foi indiciado por um júri.[3]

O Departamento de Justiça dos Estados Unidos está investigando o Departamento de Polícia de Ferguson por conta de uma possível má conduta ou discriminação racial no caso.[4][5]

Homicídio de Michael Brown[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Homicídio de Michael Brown

Michael Brown, um cidadão negro de 18 anos, foi morto a tiros após ser abordado pelo policial Darren Wilson, um oficial branco de 28 anos de idade, membro de polícia municipal de Ferguson. Brown era um suspeito em roubo fortemente armado cometido minutos antes do tiroteio.[6][7][8] Depois de vários meses de deliberações, o júri decidiu não indiciar Wilson por quaisquer acusações criminais em relação ao incidente.[9]

A resposta da polícia para a filmagem foi muito criticado, assim como o ritmo lento de informações que chegavam aos olhos do público. Muitos dos documentos do júri foram liberados após o resultado em que foi decidido não indiciar o policial Wilson.[9]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Gibbons-Neff, Thomas (14 de agosto de 2014). «Military veterans see deeply flawed police response in Ferguson». The Washington Post. Consultado em 24 de agosto de 2014 
  2. Alcindor, Yamiche; Bello, Marisol (19 de agosto de 2014). «Police in Ferguson ignite debate about military tactics». USA Today. Consultado em 23 de agosto de 2014 
  3. Davey, Monica, and Julie Bosman (24 de novembro de 2014). «Protests Flare After Ferguson Police Officer Is Not Indicted». The New York Times 
  4. Barrett, Devlin (4 de setembro de 2014). «Justice Department to Investigate Ferguson Police Force». The Wall Street Journal. Consultado em 5 de setembro de 2014. (pede subscrição (ajuda)) 
  5. «Federal civil rights charges unlikely against police officer in Ferguson shooting». The Washington Post. Consultado em 1 de novembro de 2014 
  6. Lopez, German (15 de agosto de 2014). «Ferguson police chief: Robbery "not related" to shooting of Michael Brown». Vox. Consultado em 15 de agosto de 2014 
  7. Ferguson Police Department (15 de agosto de 2014). «Police report in the Michael Brown case». Los Angeles Times 
  8. Mejia, Paula (15 de novembro de 2014). «Altercation Between Michael Brown and Darren Wilson Unfolded in 90 Seconds: Report». Newsweek. Consultado em 25 de novembro de 2014 
  9. a b Eckholm, Erik (24 de novembro de 2014). «Witnesses Told Grand Jury That Michale Brown Charged At Darren Wilson, Prosecutor Says». The New York Times. Consultado em 25 de novembro de 2014 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Tumultos em Ferguson em 2014